Ituverava



A história de Ituverava remonta ao bandeirantismo e, em seguida, ao fluxo de ocupação do centro-oeste brasileiro, onde foi estabelecido um posto de abastecimento para tropeiros e surgiu uma pequena comunidade de proprietários rurais. No início de sua fundação, pelo Alferes João Alves de Figueiredo em 16 de julho de 1818, quando da construção da Capela do Carmo, a região fazia parte do “Velho Caminho de Goiás”. Aos 10 de março de 1885, foi elevada à categoria de município e deixou de ser o Distrito de Paz de Nossa Senhora do Carmo da Franca do Imperador, para ser Ituverava, em tupi, “Salto Brilhante”.

A partir das trilhas deixadas pelos bandeirantes, assentaram-se os trilhos de estradas de ferro e, em seguida as rodovias, com a expansão da cultura cafeeira. Atualmente, pouco resta de sua arquitetura inicial, contabilizando-se alguns casarios antigos, o museu e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, erguida pelos próprios escravos em 1820 e freqüentada à época pelos mesmos.

No âmbito turístico, a cidade conta com o Museu Histórico, o Centro Cultural, as Igrejas Nossa Senhora do Carmo, Nossa Senhora do Rosário e São João Batista, a Praça Dez de Março, o Parque Recreio (onde está situada a cachoeira Salto Brilhante que denomina a cidade) e a Represa Paulo Borges, que faz parte do circuito turístico Projeto Portinari.

Localização

Ituverava está localizada a 413km da capital do estado.

Hotéis e Pousadas em Ituverava








Agências de viagens e turismo em Ituverava

Sergio Turismo

Rua Francisco Barra Morais, 410
Centro - (16) 3839-0888

Tastur Viagens

Rua José Sandoval, 180
Centro - (16) 3729-4233