Laranjal Paulista



A ocupação do Município se divide em urbana e rural. A primeira, no início do Século XVII, foi motivada pelos grupos tropeiros que rumavam a Sorocaba. Para os pousos eles se aconchegavam à beira do que chamavam de ribeirão dos laranjais e, por onde passavam, divulgavam que “a partir das suas acanhadas margens vislumbrava-se a existência de alongadas e férteis terras”, atraindo os primeiros pequenos agricultores.

Em 1884, seguindo o traçado da Estrada de Ferro Sorocabana e a ela se antecipando, aqui chegava Delfino de Mello. Como visionário que era adquiriu considerável gleba de terra e, para explorar comercialmente, construiu uma casa de pensão para abrigar os trabalhadores da Ferrovia.

Em curto espaço de tempo o local despertou o interesse de famílias da região para outras atividades comerciais dando início ao núcleo urbano.

Ainda em 1884 Delfino de Melo doou terreno para a construção de uma Capela na vila que, em 1886, tornar-se-ia o distrito Policial de Laranjal e com a primeira escola pública outras benfeitorias se juntariam: agencia postal, cartório de registro civil, a paróquia, telefone público, iluminação elétrica. Publicada a 10 de outubro de 1917, a Lei Estadual nº 1.555 criou o Município de Laranjal que, pelo Decreto Federal nº 14.334/1944, passou a chamar-se Laranjal Paulista.

A cultura de Laranjal Paulista se fez pela miscigenação de raças e povos.

No dia-a-dia a manifestações artísticas, religiosas ou na culinária, estão negros, italianos, portugueses, sírios e libaneses.

A influência italiana foi além e atingiu o trabalho refletido na vocação agrária do povo, o lazer (jogos de carta como truco, disputas de bocha, de cabo de guerra) e a própria índole do povo que se contagiou da sua natural alegria.

Comemoradas com bandas, fogos e rojões, as festas religiosas se espalham por todo o município.

A do padroeiro da cidade São João Batista (Festa de São João Batista) que data de 1884 e atrai público de toda a região, dela consta a parte religiosa com novena, levantamento do mastro, missa solene, procissão e, ao longo de 10 dias, a parte profana com agitada quermesse que oferece: comida e bebida típicas, parque de diversão, leilão de lenha, de prendas, inclusive vivas, leitoa ensebada, pau de sebo, shows com muita música, cantores populares e sertanejos, bandas de rock sem, contudo, descuidar do folclore e, com ele, a quadrilha, o batuque, o cururu.

A Festa do divino Espírito Santo no Distrito de Laras (Festa do Divino em Laras). Ela acontece em julho após o “Pouso do Divino” e da peregrinação que, desde abril, a irmandade do Espírito Santo faz no município e fora dele. Essa festa também atrai grande público pelas características peculiares de que se revestem a procissão dos milagres e o emocionante encontro das canoas, no Rio Tietê.

Localização

Laranjal Paulista está localizada a 173km da capital do estado.

Acesso

Por terra: o acesso pode ser feito através da Rodovia Marechal Rondon.

Hotéis e Pousadas em Laranjal Paulista

Vale Verde Palace Hotel
Largo São João, n. 228
Vale Verde Palace Hotel
A partir de: R$ 139
Estrelas: 3 estrelas
Ver fotosVale Verde Palace Hotel - Largo São João, n. 228
Preços e Reservas Online
Reserva Online Vale Verde Palace Hotel no Booking






Agências de viagens e turismo em Laranjal Paulista

Calviptur Turismo

Rua Júlio Prestes, 111
Centro - (15) 3283-1002

Calviptur Turismo

Rua Júlio Prestes, 111
Centro - (15) 3283-1002