Adventure Fair confirma expectativa e gera R$ 55 milhões em negócios

Sucesso do evento, que teve público total de 87 mil pessoas, é reforçado pelo fato de 75% dos espaços da feira de 2003 já estarem vendidos.

A Adventure Fair - Feira de Esportes e Turismo de Aventura, encerrada neste domingo no Pavilhão da Bienal, em São Paulo, foi um sucesso absoluto, de público e negócios. A quarta edição confirmou a expectativa da Promotrade, organizadora do evento, e gerou cerca de R$ 55 milhões em negócios. O público, mais qualificado do que nos anteriores, somou aproximadamente 87 mil pessoas. Outro fato marcante é que 75% dos espaços do evento de 2003 já foram comercializados. A Adventure Fair reuniu desde a última quarta feira 233 expositores.

“Na opinião da maioria dos expositores, a feira foi excelente do ponto de vista comercial e atingiu plenamente as expectativas, tanto dos setores de roupas, calçados e acessórios como do segmento de turismo”, disse Sérgio Bernardi, diretor da Promotrade. Ainda segundo ele, a feira agradou também ao público, que pôde participar das várias atrações da Adventure Fair, como escalada, arvorismo, off road, mergulho e snow board, entre outras. “Pudemos perceber que muitos adultos e crianças nunca tiveram a oportunidade de praticar estes esportes, e que eles gostaram muito. A feira também está contribuindo para o crescimento do setor, pois, com certeza estas pessoas passarão a consumir produtos voltados a estas atividades”, ressaltou.

Outro motivo de comemoração por parte da Promotrade foi a ótima repercussão dos horários exclusivos de atendimento aos setores de turismo, bicicletas, vestuário e equipamentos, nos dias 31/10 e 1º/11. “Com esta iniciativa, reunimos cerca de 1.700 lojistas destes segmentos, 1.200 deles só do trade de turismo, que em 2002 ocupou um terço da área da feira. Isso sem falar dos profissionais que visitaram a Adventure Fair no horário normal do evento”, observou Bernardi.

Para 2003, os organizadores irão repetir esta programação de negócios, sempre visando maior profissionalização do evento. “A feira está no caminho certo. Conseguiu conciliar horários especiais para a realização de negócios e contatos entre expositores e lojistas, além de permitir a visitação do público em geral, que este ano foi bem mais qualificado”, explicou o diretor da Promotrade.

Feira será antecipada em 2003

A Promotrade adiantou que, em 2003, a Adventure Fair acontecerá mais cedo: de 13 a 17 de agosto, no mesmo local. “A maioria dos expositores fez este pedido para facilitar o lançamento dos produtos. “Consideramos pertinente esta reivindicação e vamos atendê-la, visando melhorar ainda mais os negócios na feira”, antecipou Sérgio Bernardi, que disse já ter planos para trazer novas atrações para o evento no ano que vem. “Com certeza, teremos novidades que chamarão a atenção do público. Faremos de tudo para tornar a Adventure Fair uma feira ainda mais atraente, o que ratificará sua condição de um dos maiores e melhores do mundo no segmento outdoor”, completou.

Evento agrada expositores de todos os segmentos

A Adventure Fair agradou expositores de todos os segmentos que a compõem. A Bull Terrier Calçados, por exemplo, especializada em esportes de aventura, participa há três anos e está entusiasmada com o evento de 2002. Segundo a representante da marca, Taís Laila Cintra, a procura pelos calçados da marca aumentou consideravelmente. “O grande movimento, principalmente no final de semana, ajudou muito as vendas dos nossos produtos. Com certeza, a feira esta contribuindo para a consolidação da empresa neste mercado altamente competitivo. A Adventure Fair atingiu plenamente as nossas expectativas”, destacou.

Com quatro pontos de venda na feira e um estande próprio para atender os lojistas, a By também demonstrou satisfação . “Para a nossa marca, a feira é excelente. O retorno é imediato e minha estimativa indica que vendemos 25% mais que em 2001”, afirmou Sônia Maria Brotto Yoshioka, diretora da By. “Acredito que a Adventure 2003 seja ainda melhor”, completou a executiva, que há dois meses está exportando para o Chile.

Uma das principais fabricantes de bicicletas do país, a Caloi não tem do que reclamar da edição 2002 da Adventure Fair. Segundo o gerente de marketing Igor Reis, os negócios aumentaram aproximadamente 15% em relação a 2001. “Já o número de visitantes em nosso estande aumentou cerca de 30%, principalmente por causa das palestras de pessoas ligadas ao cicloturismo”, disse. Para o ele, o aumento no volume de negócios teria sido maior se a alta do dólar não estivesse prejudicando a economia nacional. “Tivemos um público mais qualificado em nosso espaço, principalmente nos três primeiros dias da Adventure Fair”, ressaltou Igor.

O gerente da Timberland, fabricante de roupas e calçados voltados para os esportes de aventura, Gustavo Ferreira foi outro que comemorou o sucesso do novo formato da feira. “Tivemos um aumento superior a 100% nas vendas no varejo dentro da feira, se comparado ao ano passado”, analisou.

Presente na Adventure Fair desde a primeira edição, a Half Dome mudou o foco em 2002. Em vez de montar um estande de vendas, a empresa optou só por divulgar a marca e aproximar-se dos visitantes. “Pudemos conversar com mais tranqüilidade, enquanto nos anos anteriores perdíamos muito tempo vendendo. Ficou claro que Advendure está se profissionalizando”, explicou Justo Alcazar, diretor da rede. “Recebemos visitantes de outros estados e até da Nova Zelândia, Austrália, Estados Unidos e Uruguai”, acrescentou.

Outra empresa que demonstrou satisfação foi a fabricante de roupas e acessórios Curtlo. “Tivemos uma resposta positiva dos lojistas em relação à qualidade dos nossos produtos. Geramos uma expectativa que trará bons frutos a curto prazo”, previu Fernando Oliveira, diretor da Curtlo. Para o empresário, o Supplex Adventure Show vai posicionar a moda outdoor como um estado de espírito, mais do que um mero conceito. “As empresas que desejam se destacar neste mercado, terão que desenvolver produtos que não só dêem prazer ao usuário, mas que o identifiquem com a consciência ambiental, entre outras coisas”, definiu.

Desfiles, sucesso absoluto

O Supplex Adventure Fashion marcou presença na Adventure Fair com sucesso absoluto. O primeiro desfile de moda do segmento de esportes de aventura feito no pais introduziu um estilo inovador, com entradas coreografadas e movimentos tipicos de esportes misturados com passos de danças nativas. Este novo conceito conquistou o público (cerca de quatro mil pessoas assistiram às 12 apresentações) e poderá se transformar em referência para outros eventos do gênero.

A música e os bailarinos que exibiram as coleções das principais marcas outdoor surpreenderam até os organizadores. “Sabíamos que o desfile tinha um grande potencial, mas o carisma dos oito bailarinos contagiou a todos. Estamos estudando a possibilidade de ampliar esta atividade”, adiantou Rodrigo Branco, gerente de marketing da marca Supplex, patrocinadora do evento.

Adventure Park, um dos preferidos do público

Boa parte das pessoas que estiveram na Adventure Fair 2002 “elegeu” o Adventure Park como um dos locais preferidos da feira, tamanha a quantidade de visitantes durante todo o tempo. Neste espaço, adultos e crianças puderam praticar escalada, arvorismo (com o Verticália e o Verticalinha), mergulho, arvorismo, off road, esqui e snowboard.

Outra atração da feira foi o Orbit Ball, bola de PVC fabricada no Brasil e que já está sendo exportada para os Estados Unidos, China e países europeus. O equipamento é composto de uma bola inflável, de três metros de diâmetro, que desliza por uma rampa de 90 metros, com até duas pessoas dentro. Os praticantes ficam presos pelos pés e mãos e sentem o mundo girar várias vezes no trajeto.

Resultados imediatos no Adventure Congress

O Rádio Eldorado Adventure Congress teve um total de 39 palestras e reuniu público de 3.200 pessoas. “Estou muito satisfeita com os resultados imediatos do evento. Palestrantes neo-zelandeses irão visitar universidades de turismo brasileiras, realizando importante intercâmbio de experiências. A aproximação com as universidades foi um grande avanço do Rádio Eldorado Adventure Congress, que atingiu plenamente seu objetivo como um grande fórum de debates e palestras dos setores de esportes e ecoturismo”, observa Cristina Amaral, coordenadora da iniciativa.

Fonte: Assessoria de Imprensa Adventure Fair