Petrobras em Joanesburgo: os avanços rumo à sustentabilidade

A data jamais será esquecida: 18 de janeiro de 2000. Naquele dia, um acidente causou o derramamento de 1,3 milhão de litros de óleo na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. Hoje, a data é lembrada também como o início de uma nova era na Petrobras, a maior empresa brasileira.

"A partir daquele dia, a ênfase do nosso trabalho mudou para sempre. A preservação do meio ambiente e a integração com as comunidades, aspectos que sempre perpassaram nossas atividades, tornaram-se componentes essenciais e prioritários do negócio da Companhia`",declarou Luis César Stano, coordenador para Desenvolvimento Sustentável da Petrobras.

Stano destacou que até o ano 2010, conforme estabelecido em seu Plano Estratégico, a Petrobras se consolidará como uma empresa de energia, comprometida com três princípios básicos: respeito ao meio ambiente, responsabilidade social e obtenção de bons resultados econômicos.

Para mostrar os avanços da empresa na área ambiental e os investimentos que estão sendo realizados também nas áreas social, de saúde e segurança, a Petrobras está apresentando no estande brasileiro, em Joanesburgo, na África do Sul, os balanços anual e social da empresa.

No estande `Os Cinco Sentidos do Desenvolvimento Sustentável`, uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente, é possível acessar informações sobre o Programa de Excelência em Gestão Ambiental e Segurança Operacional da Petrobras, que está destinando até o ano de 2003, 1,8 bilhão de dólares para três mil projetos que incluem uma série de melhorias na área ambiental, entre elas: automatização de dutos, implantação de Centros de Defesa Ambiental e tratamento de resíduos e efluentes.

Até agora, o programa, que começou em 2000, já é responsável, por exemplo, pela redução em 80% do volume de resíduos acumulados nas unidades da empresa.

Na área de segurança, o gerente de Segurança, Meio Ambiente e Saúde do Abastecimento, Ricardo Castello Branco destaca o trabalho que está sendo realizado com as centenas de comunidades vizinhas das instalações industriais da Petrobras e nos oito mil km de dutos espalhados pelo País: "Cada comunidade é preparada de forma particular e passa a conhecer as nossas atividades, os riscos associados e como se comportar em uma eventual situação de emergência.

As pessoas recebem todas as informações sobre segurança e participam de simulados de acidentes. Através desse trabalho, a Petrobras procura minimizar os impactos decorrentes de suas atividades", destaca Ricardo.

Outra preocupação revelada pela Petrobras é na área social. Segundo Stano, em 2001 foram destinados mais de R$ 130 milhões para mais de 300 projetos que beneficiaram principalmente jovens em situação de risco nas cidades.

São projetos relacionados ao esporte,à educação, lazer e artes. `Esses projetos permitem criar perspectivas novas para milhares de jovens, que muitas vezes não têm oportunidades nas cidades`, destaca Luís Stano.

Informações Adicionais:

O estande brasileiro `Os Cinco Sentidos do Desenvolvimento Sustentável` é uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente . Instalado no Ubuntu Exhibition, no Ubuntu Village, um dos três centros montados durante a Cúpula mundial de Desenvolvimento Sustentável em Joanesburgo, na África do Sul.

Diariamente, o estande recebe a visita de cerca de 8500 pessoas. O estande tem 193 metros quadrados e apresenta doze práticas de desenvolvimento sustentável. Diariamente, uma longa fila se forma ao longo do estande de visitantes interessados em saborear o biscoito de castanha produzido quatro vezes ao dia no local.

Fonte: Ecom - Ecologia & Comunicação