Amazônia pode virar Cerrado devido ao aquecimento global

O WWF-Brasil alerta para as graves conseqüências do aquecimento global e do desmatamento sobre a Amazônia. De acordo com uma revisão de artigos científicos sobre o assunto, as mudanças climáticas poderiam transformar a maior parte da floresta Amazônica em

  
  

O WWF-Brasil alerta para as graves conseqüências do aquecimento global e do desmatamento sobre a Amazônia. De acordo com uma revisão de artigos científicos sobre o assunto, as mudanças climáticas poderiam transformar a maior parte da floresta Amazônica em Cerrado, resultando em enormes impactos sobre a biodiversidade e o clima do planeta.

A rede WWF fez uma releitura dos artigos científicos já publicados sobre a Amazônia e as mudanças climáticas e chegou à conclusão de que os efeitos das mudanças climáticas projetam um ambiente mais quente e seco, o que provavelmente levará a uma redução substancial das chuvas em grande parte da região. Essas mudanças poderiam causar alterações significativas nos tipos de ecossistemas encontrados na região - de florestas tropicais para Cerrado - e, conseqüentemente, extinção de espécies em várias partes da Amazônia.

`As mudanças climáticas se apresentam como uma nova e considerável ameaça para a floresta Amazônica e sua biodiversidade. Esses ecossistemas possuem uma grande proporção da biodiversidade mundial: 12% de todas as plantas conhecidas são encontradas na região. Portanto, ameaças a ela representam ameaças à biodiversidade como um todo`, afirma Denise Hamú, Secretária-Geral do WWF-Brasil. `O mundo precisa urgentemente avaliar os riscos e as vulnerabilidades da biodiversidade perante as mudanças climáticas e integrá-las nos seus esforços de conservação` alerta Denise.

De acordo com o trabalho da Rede WWF, a combinação das atividades humanas - tais como desflorestamento e exploração irracional de madeira - com as mudanças climáticas aumenta o ressecamento do solo e da floresta, debilita e causa a morte das árvores, que acabam servindo como combustível para os incêndios florestais.

Sem medidas efetivas, o aquecimento global e o desmatamento, segundo uma pesquisa do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), poderia converter entre 30% e 60% da floresta Amazônica em Cerrado até 2050.

O clima no noroeste da América do Sul, incluindo a região Amazônica, já sofreu alterações nesse último século. Os registros das temperaturas médias mensais mostram um aquecimento de 0,5 a 0,8º C na última década do século XX.

`Estamos correndo sérios riscos de perder boa parte da maior floresta tropical do mundo, pois, com um aquecimento de alguns graus, o processo de desertificação será irreversível`, afirma Carlos Nobre, cientista do INPE e Presidente do Programa Internacional de Geosfera e Biosfera (IGBP - International Geophere-Biosphere Program).

Os efeitos das mudanças climáticas podem também alterar o status atual da Floresta Amazônica de redutor de carbono para fonte emissora do gás de efeito estufa em patamares perigosos. `O desmatamento e os incêndios florestais são já responsáveis por quase 80% das emissões brasileiras dos gases causadores do efeito estufa. Isso torna o país o quarto maior emissor de carbono do mundo`, lembra Giulio Volpi, coordenador do Programa de Mudanças Climáticas da rede WWF para América Latina e Caribe.

Como o Brasil é a sede da 8ª Conferência das Partes da Convenção sobre Biodiversidade (COP8), a rede WWF ressaltou que o governo deveria apresentar novas iniciativas no sentido de proteger a biodiversidade das mudanças climáticas. `A Conferência em Curitiba representa uma oportunidade internacional para que o presidente Lula anuncie um objetivo quantitativo de diminuição do desmatamento na Amazônia. Ao fazer isso, poderá reduzir maciçamente as emissões de gases de efeito estufa e ainda proteger uma das mais preciosas áreas em termos de biodiversidade`, afirma Volpi.

O encontro em Curitiba representa, também, uma oportunidade única para que os países apresentem seus planos e propostas para reduzir as emissões de gases causadores do efeito estufa devidos ao desmatamento tropical no âmbito da Convenção do Clima da ONU.

O WWF-Brasil é uma organização da sociedade civil brasileira, sem fins lucrativos, reconhecida pelo governo como instituição de utilidade pública. Criado em 1996 e sediado em Brasília, o WWF-Brasil atua em todo o país com a missão de contribuir para que a sociedade brasileira conserve a natureza, harmonizando a atividade humana com a proteção da biodiversidade e com o uso racional dos recursos naturais, para o benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações.

O WWF-Brasil também é membro da maior rede ambientalista mundial: a Rede WWF. Criada em 1961, a Rede WWF é formada por organizações similares e autônomas de 40 países, e conta com o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários. Ela atua nos cinco continentes, em mais de 100 países. O secretariado-internacional da Rede WWF está sediado na Suíça.

Para mais informações:

Helio Hara, Assessor de Comunicação do WWF-Brasil, + 55 61 8371 0055
João Gonçalves, Assessor de Comunicação do WWF-Brasil, + 55 61 8127 8639
Mariana Ramos, Assessora de Comunicação do WWF-Brasil, + 55 61 8122 5392

Mariana Ramos
Assessora de Comunicação / Communications Officer
Programa Agricultura e Meio Ambiente / Agriculture and Environment Programme
Programa Comércio e Meio Ambiente / Trade and Environment Programme
WWF-Brasil
SHIS EQ QL 6/8 Conjunto `E`
71620-430 - Brasília, DF

Tel: +55 61 3364 7404 / Fax: +55 61 3364 7474
E-mail: marianaramos@wwf.org.br

WWF-Brasil - http://www.wwf.org.br
Associe-se ao WWF-Brasil

  
  

Publicado por em

Meliane

Meliane

4/10/2011 14:46:14
Cuidar da Mãe Amazônia é um dever de todos os brasileiros, ainda me qustiono como existem pessoas que destroem sua própria respiração. As pesquisas estão aí nos alertando para a maior destruição da Amazônia, se não cuidarmos. É claro que há necessidade de desmatar, mas vamos plantar também pq só assim faremos a nossa parte. Não sejam poucos inteligentes, acabem com essa ideia de que a Amazônia é grande e nunca vai acontecer nada com ela. Só basta olhar ao lado dela,precisamos agir e peço que quem tem o poder faça um bom uso dele em nome da nossa Amazônia.

Bismarck Chixaro

Bismarck Chixaro

15/12/2009 13:31:37
Respeito a opinião da WWF e de alguns cientistas estudiosos sobre a questão amazônica, mas discordo em algumas questões, principalmente, quando se trata de deixar a Amazônia intacta e preservada por completo. Isso todos sabem q não passa de um delírio incomensurável. Todos os cientistas sabem q aqui vivem criaturas humanas e q precisam também sobreviver dos recursos da floresta. Despertar p/ a questão ambiental, desmatamento irracional etc deve ser uma luta de todos nós, mas entender q nada aqui pode ser intocável é pura irracionalidade. A verdade o q precisamos mesmo é de política aplicável e duradoura pra gerenciar a questão amazônica. A exemplo do manejo floresta politícamente correto,uso racional da água, dos mananciais, nascentes e demais riquesas naturais. Até porque aqui existe milhares de caboclos, indíos e outros q precisam urgentemente usufruir de nossas riquesas.

Vandicia G. da Silva

Vandicia G. da Silva

31/1/2009 15:17:44
Infelizmente demoramos muito para despertar sobre a questão ambiental, hoje temos uma das melhores legislações em se tratando de meio ambiente, mas como disse um outro leitor, falta fiscalização para o controle.
Temos que criar nas escolas, desde as primeiras séries, disciplinas que tratem desse assunto, devemos trabalhar dentro da nossa comunidade para que haja conscientização sobre vários temas relacionados a meio ambiente, porque não basta parar de desmatar, devemos economizar, água, energia e diminuir o consumo excessivo, com essas iniciativas começaremos a entender o que é preservação.
Li uma frase que nos ajuda a entender o que devemos fazer.

" SE TODO MUNDO VARRER A PORTA DA SUA CASA A RUA INTEIRA FICARÁ LIMPA"

Não basta querer que as pessoas façam alguma coisa você precisa assumir o seu papel na sociedade e fazer a sua parte.

Edson

Edson

4/11/2008 19:06:55
eu acho que é muito lenta a fiscalizaçao porem devia proibir a derrubada das arvores por um periodo para que a floresta se erga de novo fazendo alternativa em vez da madeira usar na contrução de moveis fazer de plastico eu não conheço nada mas tem muita gente estudada que pode fazer auternativa e so querer e colocar uma boa parte do exercito la para ficalizar o que nosso e futuro de todos

Luiz

Luiz

2/10/2008 17:38:48
eu ajo q fauta mas coperação na parte dos seres humanos e cuido com o q estao fazendo com o planeta pq daqui uns dias nao avera mas mundo a agua q bebemos tera q ser comprada teremos q pagar pelo ar qresperamos.
fauta consientização