Projeto Linha Verde será implantado no trem do Corcovado

O Trem do Corcovado inaugurará no dia 23 de maio, às 9hs o Projeto Linha Verde. Trata-se de um projeto de revitalização da área da encosta da via férrea com plantas tropicais e nativas, esculturas, sinalização e um programa cultural contextualizando área

  
  

O Trem do Corcovado inaugurará no dia 23 de maio, às 9hs o Projeto Linha Verde. Trata-se de um projeto de revitalização da área da encosta da via férrea com plantas tropicais e nativas, esculturas, sinalização e um programa cultural contextualizando áreas e fatos históricos da região.

Trem do Corcovado

Trem do Corcovado
Foto: Foto divulgação

O projeto abrange quatro aspectos básicos: paisagismo, sinalização, esculturas e informação ecológica que será fornecida aos turistas que estiverem visitando o Corcovado.

A intenção de Marília Neves, Presidente da Estrada de Ferro Trem do Corcovado, é fazer dos 22 minutos de viagem do Cosme Velho ao Alto do Corcovado, um percurso histórico e fantástico. Assim surgiu o Projeto Linha Verde.

“A idéia central foi fazer do trajeto do Trem do Corcovado uma atração diferenciada e rica em informações importantes e divertidas para os turistas, transformando o meio de transporte num novo conceito de viagem, com seu percurso cheio de curiosidades`, afirma Sávio Neves, Diretor do Trem do Corcovado.

Ele ainda afirma que o Projeto Linha Verde é como se fosse uma galeria em percurso a céu aberto, onde o panorama da flora e da fauna são representados em meio aos destaques da região.

Com o apoio da artista plástica e paisagista Janaína André, a Estrada de Ferro do Corcovado elaborou um informativo sobre fatos históricos do Rio de Janeiro, aspectos ecológicos da Mata Atlântica, cultura nacional e outras curiosidades para atender o interesse dos diversos turistas que receberão esse programa de viagem, a partir de maio, ao embarcarem no Trem do Corcovado.

Ao todo são dez jardins temáticos com características próprias conforme a localização e os elementos dispostos em cada um deles, como plantas e esculturas. Cada jardim está minuciosamente sinalizado por placas ao longo da via. A sinalização também aponta pontos geográficos, estações e árvores de destaque.

1. Jardim Mil Flores :

Diversas flores e plantas exóticas trazem um colorido ao longo da via férrea onde há também uma árvore esculpida pelo artista plástico Otávio Avancini que homenageia tribos indígenas que habitavam a região do e ntorno do Corcovado em tempos coloniais. Trata-se do primeiro monumento instalado na Estrada Férrea do Corcovado.

A escultura “Cadê Cunhambebe?” ocupará o primeiro jardim temático do trajeto. “Cunhambebe” foi o primeiro índio tupinambá líder da confederação dos tamoios a assinar, em 1563, um tratado de paz junto ao Governo Português.

Para simbolizar esse herói esquecido na história, Otávio Avancini idealizou a imagem de um peixe que mergulha para a terra buscando suas origens.

O caminhar para as profundezas da terra em busca da ancestralidade estabelece uma rica contraposição com a imagem do Cristo Redentor que abre seus braços para a cidade no seu movimento para o céu.

2. Jardim Tropical:

Foram plantadas mais de 200 árvores frutíferas cultivadas no país e, inclusive, pés de café para lembrar que, em tempos Imperiais, grandes cafezais se localizavam nesta região.

3. Jardim das Helicônias:

Esse jardim expõe uma coleção de `Musaceae` (família das bananeiras) que dificilmente se encontra em países frios. São flores exóticas de peculiar beleza e atualmente de grande interesse no mercado de exportação.

4. Jardim Silvestre:

Neste jardim, diversas árvores nativas da Mata Atlântica que representam a fauna da região foram plantadas e sinalizadas enquanto esculturas desenvolvidas por Betto Almeida e Janaína André.

5.Jardim Burle Marx :

Este jardim foi idealizado em homenagem ao importante paisagista moderno e contou com o apoio do Sitio Roberto Burle Marx que, gentilmente, nos cedeu o projeto.

6. Jardim Entre Pontes :

Bromélias rupestres foram instaladas em uma área entre as duas Pontes que se encontram ao longo do caminho: a Ponte das Velhas e a das Caboclas.

7. Jardim Folclórico:

Esculturas de figuras folclóricas que defendem a mata e a floresta foram instaladas inspirando a consciência ecológica e a preservação da natureza.

8. Jardim Paineiras:

Ao longo da tradicional Estação Paineiras, um colorido jardim estampa variadas flores e replanta a referida espécie Paineira, hoje pouco existente naquela região.

9. Jardim Árvore Grossa :

Destaca um centenário Jequitibá e outras árvores e arbustos de floração nativas da Mata Atlântica.

10. Jardim de Todos Os Santos :

Imagens de seis santos e de Nossa Senhora Aparecida, a Padroeira do Brasil, reforçam o apelo religioso que envolve a imagem do Cristo Redentor.

SERVIÇO:

Local: Estação do Trem do Corcovado / Rua Cosme Velho, 513 – Cosme Velho.

Horário de Funcionamento: Todos os dias, das 8:30h às 18:30h, saídas a cada meia hora.

Fonte: Kizzy Bortolo

Del Valle Editoria
Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em

Luís Eduardo

Luís Eduardo

13/6/2009 14:44:41
Estou fazendo um estudo sobre implantação de linha férrea e gostei muito do que li acima. Queria algum tipo de ajuda para o desenvolvimento deste trabalho. Qualquer auxílio será bem vindo. Trata-se da movimentação de mercadorias na área logística quanto pessoal na área do turismo. Obrigado.