O Turismo e o Meio Ambiente como motores do desenvolvimento sustentável para o Brasil

Por: Renato Paulino Pinto Sabidamente o Brasil possui enorme potencial para realizar um desenvolvimento sustentável baseado em seu bem mais precioso: o meio – ambiente e sua diversidade ecológica, além de outros. São muitas as variações de “meio-ambien

  
  

Por: Renato Paulino Pinto

Sabidamente o Brasil possui enorme potencial para realizar um desenvolvimento sustentável baseado em seu bem mais precioso: o meio – ambiente e sua diversidade ecológica, além de outros. São muitas as variações de “meio-ambiente” que podem agradar a uma gama de potenciais consumidores, e prova disso pode ser observada na grande evolução que a indústria do turismo vem conhecendo nos últimos anos, com pousadas, hotéis, parques temáticos, hotéis fazenda e outros sendo construídos em vários tipos de destinos turísticos.

Desde o início do capitalismo contemporâneo – e com mais ênfase após o fim da segunda grande guerra mundial – os países de forma geral adotaram uma “ideologia” de que para se desenvolver o país necessita necessariamente se industrializar em primeiro plano, para criar condições sociais e econômicas visando alcançar o seu desenvolvimento, que de certa forma corresponde a um raciocínio correto.

Esta “ideologia”, no entanto, foi forjada principalmente na era da industrialização, e em seguida por países que sabidamente não possuíam condições de desenvolver algum tipo de produto que fosse também útil para as necessidades humanas. Assim, se desenvolveu vários tipos de produtos que são necessários para a vida humana, mas baseados numa “ideologia” capitalista de cunho econômico escasso.

O Brasil, por outro lado, tentou realizar seu desenvolvimento, principalmente a partir de 1960, baseado nesta “ideologia”, mas se esquecendo de alguns de seus principais produtos e aproveitando mal outros. Por um lado, desenvolveu uma indústria extrativa de produtos sem grande valor agregado quando comparados com bens produzidos em países desenvolvidos - como minérios e produtos agrícolas - e por outro, não se preocupou em preservar seu meio-ambiente, que ainda poderá se tornar uma grande fonte de recursos, e de forma sustentável.

O mundo de forma geral alcançou patamares de desenvolvimento em que as pessoas têm muito tempo livre e muitas delas com bastante dinheiro disponível para a aquisição de novos produtos e serviços, que por sua vez cria a necessidade de uma indústria de entretenimento para os mesmos. Neste sentido, o Brasil desponta como uma das alternativas para estas pessoas do mundo todo, pois aqui elas podem encontrar ambientes diferentes para suprir esta necessidade, como praias, selvas, planícies, serrados e outros ainda intactos. Vale lembrar que nos países industrializados de onde vem estas pessoas, estes são ambientes praticamente devastados em sua maior parte, mas no país ainda se pode contemplar algumas alternativas.

Sabidamente as atividades econômicas voltadas a este tipo de segmento são muito rentáveis, geram muitos empregos e renda, se relacionam muito bem com outros segmentos como sociais, culturais e mesmo econômicos, além de fazer com que não se degrade tanto o meio – ambiente. Assim, o país vem alcançando alguns resultados muito positivos de proteção ambiental em regiões que são exploradas comercialmente, mas ainda é pouco dada a grande devastação que ocorre em grandes áreas da Amazônia, por exemplo, para se realizar o plantio de soja ou criação de pastagens para gado.

O país já possui uma imensa área para plantio ou criação de gado, que poderia ser melhorada mas em termos de produtividade para se aumentar a produção, e não em termos de aumento da área plantada, pois isto degrada o meio-ambiente e para que isto aconteça obviamente se torna necessário a realização de pesquisas como as da Embrapa e outros órgãos para o desenvolvimento de espécimes mais produtivas ou novas técnicas de manuseio do solo.

Salta aos olhos o enorme potencial mal utilizado que o Brasil possui, e isto já se tornou tema de debate em países de primeiro mundo, que têm consciência ambiental uma vez que já degradaram seu meio. Um dos exemplos, ainda que em pequena escala, diz respeito ao tratado de Quioto que estabeleceu diretrizes e metas a serem alcançadas por estes países em termos de conservação ambiental. São muitas as oportunidades que o país apresenta, bastando para isso se criar instituições de direito e condições econômicas, sociais e ambientais que privilegiem o seu desenvolvimento.

Não se está querendo com isto dizer que a produção industrial ou agrícola não seja importante para o país, pois ela é essencial, mas apenas querendo se destacar que há possibilidades de se preservar o meio – ambiente de forma economicamente sustentável.

Sobre o Autor:
Renato Paulino Pinto é Mestre em Economia pela Universidade Estadual de Maringá – UEM e Professor das Faculdades FACET (www.facet.br). E-mail para contato – renatopp@pop.com.br

_____________
Fonte: EcoTerraBrasil.com.br

  
  

Publicado por em

Alciley da Cruz Pereira

Alciley da Cruz Pereira

11/10/2011 18:53:51
Nós como cidadãos precisamos ter a conciência que o Meio Ambiente é um fator que precisa ser olhado com mais carinho por parte do setor público e privado. É preciso que desenvolva atividades voltads para que possamos usufruir desses recursos Naturais que o país apresenta.

CApitaozinho

CApitaozinho

27/10/2008 12:13:36
Quero saber como as atividades turísticas afetam o meio ambiente e a sociedade humana