Praia Acessível – Lazer para todos

Projeto de acessibilidade em praias juntamente com atividades inclusivas

  
  

Praia Acessível – Lazer para todos

Tenda de recepção

A praia é um dos locais mais expressivos e marca registrada do turismo Brasileiro. Alguns locais como a cidade de Barcelona na Espanha, tornaram suas praias acessíveis com esteiras permanentes feitas de madeira, e até banheiros públicos adaptados pela orla. Um local como o Rio de Janeiro, altamente cobiçado por estrangeiros de toda a parte do mundo (pessoas com deficiência ou não), se investisse mais em relação à acessibilidade e inclusão, com certeza iria ter um bom retorno. Infelizmente esse tipo de ação é percebida somente em grandes eventos, como na época das Paraolimpíadas, onde a cidade ganhou várias equipamentos e serviços para acessibilidade, mas que foram retirados após o término do evento. Esta matéria conta com a colaboração de Nena Gonzalez (Espaço Novo Ser).

Convite Praia Acessível

A praia do Leblon, desde o início de fevereiro de 2009, não é mais a mesma. Pessoas com todo tipo de deficiência de todas as idades passaram a desfrutar de um banho de sol e de mar sem as rotineiras barreiras arquitetônicas que inviabilizam o lazer adaptado nas praias brasileiras. A iniciativa inédita visa a oferecer, além de banho orientado, inúmeras atividades inclusivas de lazer e esporte para as pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, cariocas ou não.

Para promover acessibilidade no Posto 11 do Leblon – local onde o projeto se iniciou – estão à disposição cadeiras anfíbias, a esteira de bambu (instalada pela Prefeitura em 2006), tendas, pranchas de surf adaptadas e diversos outros materiais que proporcionam conforto e diversão para todos neste verão. É importante ressaltar que o projeto, além do banho assistido, prevê várias atividades desportivas e recreativas, como surf adaptado, futebol, voleibol, frescobol, peteca, jogos e piscina para crianças e muita brincadeira, ou seja, pessoas com deficiência de qualquer idade, familiares e acompanhantes poderão usufruir da praia na sua plenitude. Essas e outras atividades são ministradas e orientadas por profissionais especializados e voluntários, aos domingos, até o final de abril, das 8 às 14 horas.

Cadeira anfíbia

A grande atração tem sido o banho assistido com a cadeira anfíbia, pois a maioria dos participantes está indo à praia pela primeira vez ou depois de muito tempo afastados de um banho de mar, e de todos os benefícios que ele proporciona. Para quem depois de dez, quinze, vinte ou trinta anos pode voltar a curtir a praia, é realmente emocionante. E não só para eles, mas extremamente gratificante para todos da equipe. Com tempo quente ou meio duvidoso, a presença tem sido crescente e, quem já experimentou, volta para uma segunda participação.

Cadeira anfíbia na água

Ainda é preciso melhorar o acesso, pois a esteira encontra-se em más condições de uso e manutenção. Mas para isso é necessário apoio para viabilizar uma esteira com maior resistência e durabilidade. Mesmo quem atola na areia leva na esportiva e, como tudo é festa e alegria, uma empurradinha dos amigos ajuda a superar o obstáculo.

Aumento do número de vagas reservadas, colocação de esteiras de acesso para cadeirantes, cadeiras anfíbias disponibilizadas nos postos de salvamento, colocação de piso tátil, são soluções importantes e de fácil implementação, com resultados imensuráveis para todos. O Rio de Janeiro é cartão postal mundial, ávido de turismo e palco de grande visibilidade. Já está na hora das praias cariocas receberem a todos, sem diferença.

Esteira de acesso feita de bambu

Que as crianças e todas as demais pessoas que costumam estar excluídas desse salutar lazer possam sair de suas casas num belo dia de sol e celebrar a vida e a diversidade num dos principais pontos turísticos da cidade e do mundo! O projeto é uma realização da parceria entre as ONGs Espaço Novo Ser e Adaptsurf, trabalho que a Turismo Adaptado quer levar aos litorais de todo o Brasil, e até servir como uma referência internacional.

“Não importa a diferença que existe entre os seres humanos, o que importa é a diferença que fazemos pelos seres humanos

  
  

Publicado por em

Edna

Edna

20/10/2014 19:11:04
Olá .Meu nome é Edna moro em cabo frio e tenho uma filha cadeirante que adora praia onde consigo comprar uma cadeira dessa .Obrigado Edna

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Olá Edna, Faça seu pedido através do email ricardo@turismoadaptado.com.br. Assim poderemos lhe orientar melhor para a compra do equipamento. Obrigado
Cristina Fini

Cristina Fini

01/01/2012 17:09:28
gostaria de saber qual praia esta adaptada para janeiro de2012 no litoral de são paulo. Sou mãe de Matheus, l7 anos e cadeirante.

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Olá, Se me recordo, Guarujá e Santos possuem alguns recursos de acessibilidade. Se quiser, a Turismo Adaptado também é uma agência de viagens. Faça uma solicitação através do email ricardo@turismoadaptado.com.br e podemos ver um pacote com melhores condições a você obrigado
Rubem britto

Rubem britto

30/08/2011 07:29:51
eu na verdade tive uma aula de pessoas com deficientes e mim chamou muito atenção,a respeito da praia acessivel só presidente da ACOPABA,temos um projeto de revitalição da orla onde cobraremos das autoridades no mesmo projeto a inclução da mesma com fé em deus teremos a primeira praia adpitada do brasil.

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

A Turismo Adaptado também lida com a implementação da acessibilidade em diversos ambientes, inclusive nas praias. Temos fornecedores de equipamentos, e também estamos preparado para capacitar todo o pessoal que irá trabalhar no projeto
Dario Magalhaes

Dario Magalhaes

02/02/2011 19:20:18
Amigo, Gostaria de saber onde é que vende esse Tipo de ESTEIRA?
Abraço...Dario Magalhães

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Você pretende implantar uma praia acessível em algum lugar? A esteira é importada, e na verdade não é a melhor solução, pois não é permanente. Temos que ter a liberdade de ir a praia no momento que desejarmos, e para isso ter um acesso permanente
Gilsol

Gilsol

28/11/2010 14:41:33
Ola ,gostaria de saber qual praia de Sao Paulo é adaptada q eu desconheço.

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Olá Gilsol, considerar uma praia adaptada em São Paulo ainda está difícil, mas há algumas que possuem recursos de acessibilidade, como Santos, São Sebastião, Guarujá entre outras. Se quiser solicite um pacote turpistico para nós, assim sua acessibilidade estará garantida no melhor possível abraços
Maria Aparecida

Maria Aparecida

14/04/2010 20:04:04
Gostaria de saber algo sobre turismo para pessoas com deficiência mental,pois penso em desenvolver algo nesta área.

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Olá Maria Aparecida, Já tem alguma direção, ou ainda está pesquisando para decidir que caminho seguir? Turismo e deficiência são dois campos muito grandes. Onde pretende desenvolver esse trabalho inicialmente? abraços
NELCI

NELCI

01/10/2009 17:34:50
oi pessoal ...
eu moro em Curitiba e a minha filha tem 21 anos
e eu nuca vou a praia pq é muito dificiel de andar com a cadeira de rodas
eu gastaria muito de poder adquirir uma dessas esteira
vcs sabem onde eu posso encontrar ????
eu ficaria muito feliz
desde já agradeço
o meu imail é
rolfenelci@hotmail.com

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Olá Nelci, No Brasil ainda não há ninguém que produza esteiras especialmente desenvolvidas para essa função, quem sabe possa se aproveitar outras esteiras para isso. Existem boas esteiras que são fabricaas no exterior, mas ainda espero, que agora com a eleição do Brasil para sediar as olimpíadas, sigamos o exemplo de Barcelona, que tem passarelas de madeira que avançam pela areia até perto do mar, além de banheiros e chuveiros acessíveis
Cristiane Ribeiro

Cristiane Ribeiro

09/09/2009 09:53:40
Adorei e emocionei com as fotos!!! Parabéns pela Cidade Maravilhosa, e pelo seu projeto!
Em São Paulo não tem praias acessíveis? Queria conhecer a praia agora de um jeito diferente (cadeirante) e levar minha filha de 8 anos, para correr e brincar! será que consigo correr atrás dela? (risos). Admito muito seu trabalho...um Abraço

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Olá Cristiane, Muito obrigado pelos elogios! Praias de São Paulo são parcialmente adaptadas, ainda não há um trabalho legal de acessibilidade. Trabalho em uma agência chamada Freeway, que tem pacotes turísticos muito legais para visitar Itacaré e suas praias maravilhosas. Se quiser saber mais, acesse [[http://www.freeway.tur.br/editor/web/nacional_ppd_2.asp?cod=1&codm=0&lang=
Lívia

Lívia

01/06/2009 16:10:30
Gostaria de parabenizar pela iniciativa! Mas gostaria de saber porquê o projeto não continua!!! E se existem outras praias adaptadas no Brasil!! Obrigada.

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Olá Lívia, O projeto não continua por falta de recursos financeiros. Também pensei a princípio que seria uma coisa permanente, assim como existe em Barcelona. No Brasil alguns locais já tiveram experiências semelhantes, porém nenhuma teve continuidade. Mas se conseguir apoio, com certeza farei que isso se torne uma oportunidade oferecida permanentemente para turistas de toda a parte do Brasil e do mundo. Abraços, Ricardo Shimosakai
Luiz Phelipe Netto Monteiro Nobre

Luiz Phelipe Netto Monteiro Nobre

20/04/2009 11:45:34
A praia acessível já existe em vários países do mundo, e há também bons exemplos em praias brasileiras. Nós da ONG ADAPTSURF estamos lutando, desde 2007, para desenvolver a acessibilidade nas praias do Rio, como forma de divulgar as adaptações necessárias para tornar as praias mais acessíveis.

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Olá Luiz, Conheci praias acessíveis na Europa, e amigos dos Estados Unidos também me enviam informações de boas práticas por lá. Em São Paulo, a Secretaria Estadual dos Direitos da Pessoa com deficiência me chamou para desenvolver um projeto referente às praias paulistas. Pretendo fazer algo no Rio de Janeiro, mas com uma proporção maior, envolvendo diversos campos relacionados ao turismo. abraços
Alair teixeira de oliveira

Alair teixeira de oliveira

28/03/2009 12:17:09
eu sou caderante é muito importante as preocupasõ por nos

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Olá Alair, O mercado turístico já vem dando mais importância às pessoas com deficiência, porém ainda não tem um conhecimento técnico adequado, e muitas vezes acabam fazendo adaptações de modo inadequado
Henrique Saraiva

Henrique Saraiva

22/03/2009 14:18:16
Parabenizar também a Secretaria de Turismo do Rio de Janeiro (SETUR), que disponibilizou todo material que estão sendo usados: cadeiras-de-rodas anfíbia, tendas, pranchas adaptadas, esteira, etc. Sem esses materiais não teríamos meios de prestar tal serviço.

Ricardo Shimosakai

Ricardo Shimosakai

Sim claro, porém acho que poderia se fazer muito mais, e ter grandes resultados sem muito esforço nem gastos extremos
Mario f da s santos

Mario f da s santos

18/03/2009 18:30:35
amei este lugares