`Semana Nacional de Esterilização de Cães e Gatos`

Os cães estão se tornando cada vez mais presentes na sociedade. O mercado de produtos e serviços dirigidos a eles está concorrido e sofisticado. O aumento da população canina e felina traz um efeito negativo quando não oferece condições de sobrevivênci

  
  

Os cães estão se tornando cada vez mais presentes na sociedade. O mercado de produtos e serviços dirigidos a eles está concorrido e sofisticado.

O aumento da população canina e felina traz um efeito negativo quando não oferece condições de sobrevivência aos filhotes, sendo vistos como mercadorias, que por conseqüências geram os refugos, onde na realidade, passam a ser os animais abandonados.

A adoção de um animal implica numa responsabilidade e a
procriação deve ser um ato de respeito à vida e jamais um impulso objetivando lucro.

O rigoroso controle de natalidade nos cães e gatos sem raça definida e um critério de venda consciente nos que são comercializados são medidas fundamentais para encontrar o equilíbrio necessário à qualidade de vida.

Existe um preconceito contra a aquisição de animais adultos, mas vale a pena tentar, principalmente porque se sabe que o fim dos que não encontram um novo lar, é ser sacrificado. Em um cão mais velho encontram-se qualidades desejáveis pertinentes a sua própria maturidade,como as características de ser menos brincalhão e destrutivo, além de poder ser deixado sozinho.

A conscientização que a esterilização se faz necessária, aliada a uma campanha séria de controle populacional baseada em lei, propiciará uma maior tranqüilidade ao futuro dos animais, evitando a dor, a fome e o sofrimento, abaixando esses terríveis níveis de hoje.

Para garantir uma condição mais favorável aos animais e ao homem é necessário que todos os municípios brasileiros elaborem leis de proteção aos animais e que o Senado Federal aprove a `Semana Nacional de Esterilização de Cães e Gatos`.

  
  

Publicado por em