A Copa do Mundo chegou ......e agora ?

Alguns animais chegam a sofrer alterações de seu ciclo reprodutivo e há histórico de animais que, pelo trauma, mudam de comportamento para sempre

  
  

O mundo inteiro está em "festa" com a Copa do Mundo. Bilhões de pessoas assistirão ao espetáculo de futebol que acontecerá na África do Sul. Apesar de toda a expectativa pelos jogos, nunca é demais lembrar os problemas que isto irá gerar a todos, principalmente aos animais que serão incapazes de compreender tamanha euforia por algo tão distante da rotina de seus donos. Alguns donos irresponsáveis tentam até caracterizar o animal, impondo a eles um sofrimento desnecessário.

Os animais acabam se tornando vítimas da situação imposta por este "delírio coletivo". O excesso de barulho gerado pelas cornetas, gritos e fogos de artificios pode ocasionar nos animais reações adversas, como : palpitações, taquicardia, salivação, tremores, sensação de insuficiência respiratória, falta de ar, náuseas, atordoamento, sensação de irrealidade, desequilibrio, agressividade, etc...O pânico causado pelos rojões pode causar paradas cardiorrespiratórias, perdas auditivas e surdez.

Esse tipo de perturbarção provoca na conduta do animal tentativas descontroladas de escapar, incentivado pelo alto grau de estresse, podendo durar vários minutos e em casos severos podem variar de uma a várias horas, dependendo do tempo que dure o estímulo.

Alguns animais chegam a sofrer alterações de seu ciclo reprodutivo e há histórico de animais que, pelo trauma, mudam de comportamento para sempre, ficando apáticos ou agressivos.

Os pássaros, também sofrem, devido ao excesso de barulho , alguns na ansia de fugir rapidamente do local acabam trombando em janelas e portas de vidro, ficando muito machucados ou morrendo na hora. Os que estão presos em gaiolas entram em desespero e precisam ser acalmados.

Os donos responsáveis são aqueles que não permitem seus animais domésticos participem deste tipo de manifestação. O ideal é permitir que eles se acomodem num lugar tranqüilo, longe da movimentação das visitas e de alimentos e bebidas que possam provocar disturbios gastrointestinais. Uma pequena quantidade de bebida alcóolica, por exemplo, em muitos casos é suficiente para causar o coma, podendo leva-lo á morte.

O local adequado oferece janelas e portas vedadas , para reduzir o impacto do som alto. Quanto menos barulho houver, mais seguro ele se sentirá.

A orientação de um veterinário na hora de utilizar a medicação tranquilizante é fundamental para garantir a administração da dose adequada.

A homeopatia e Florais de Bach são opções que podem ajudar os animais a enfrentarem este período tão estressante . Além das medidas de precaução, a homeopatia e os florais de bach, podem ser úteis para diminuir o estresse, o desconforto auditivo e as fobias geradas pelos rojões. Os Florais atuam nas emoções, não possuem componentes químicos e não têm contra-indicações. Mas precisam ser utilizados algum tempo antes.

Aqui vão algumas dicas para manter seus animais a salvo durante a Copa do Mundo:

- Nunca deixe seu animal sózinho em um local onde ele ao se sentir desesperado possa escapar e se perder ou até mesmo se machucar tentando pular os muros .

- Se tiver mais que um animal, evite deixar os animais juntos no momento das explosões de fogos para que não ocorram brigas.

- Não o mantenha acorrentado, pois ele corre risco de enforcamento.

- Portas e portões devem ser trancados para conter eventuais fugas do animal.

- Permita que o animal , independente do porte , eleja o seu enconderijo , mesmo que seja dentro de casa , ou até mesmo embaixo da sua cama.

- O responsável pelo animal deve fazer uma plaqueta, colocar um pedaço de esparadrapo, escrever na coleira bem forte, o nome do animal e telefone para contato em caso de fuga inesperada!Isso facilitará a localização do animal!

A quantidade de anúncios de animais desaparecidos provenientes deste tipo de evento é enorme, e a maioria poderia ser localizada se portasse uma identificação.

Visite : www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em

Ivone Xavier Marcomini

Ivone Xavier Marcomini

20/10/2010 14:18:22
Meu Deus! Cuido de um cachorro muito querido q mora na rua. Era saudável mas ninguém toca nele até hoje, teve traumas por ter sido abandonado e tratei dele com acompanhamento do meu veterinário jogando os remédios em bolinhas de carne e ele ficou lindão.Há uns 20 dias, sem mais nem menos,ele amanheceu tonto, caindo, após uma noite q ele, de livre e espontãnea vontade entrou em minha garagem, escondendo-se de forte temporal.Saiu tonto, e assim está até hoje.Mas consegui dramáticamente capturá-lo e levei-o ao veterinário, q fez exame de sangue.Deu doença do carrapato com cinomose.Está medicado com doxitrat e meticortem e nada de melhora, mas come bem, continua na rua.Agora me lembrei q andei soltando bombinhas na munha porta pr outros cães q seguiam uma cadela no cio e ele participou do desespero das brigas entre tais animais e das bombinhas. É possível ter sido isso q o atingiu e não só essas doenças q deram no exame?Ele tá forte, gordo, mais arredio, sem rumo, para em certo lúgar e fica tempão ali.Cambaleia, oscila, até cai e se alguém estranho chega perto ele grita como se tivesse sendo surrado.O q devo fazer? estou desesperada, as pessoas não entendem e ficam falando q devo sacrificá-lo mas nem eu nem meu veterinário concordamos com isso.Na verdade não estou opinando, apenas me comunique quem puder me dar uma dica do q devo fazer.Obrigada.

Janete

Janete

29/6/2010 10:03:39
essa matéria é extremamente informativa e educativa para nós, que temos em nosso lar um animal. A minha cadela sofre muito com todos esses foguetórios, e, procuro além de melhorar o seu ambiente, conversar, fazer um cafuné, que não faz mal a ninguém... hj, vou, pela prima vez, comprar um enfeite leve pros jogos finais... mas sem estressar. \ela se chama Estrela D'Alva e já tem 11 anos.

IDA DINIZ

IDA DINIZ

24/6/2010 20:08:36
Otima informação para aqueles que tem animais.. PARABENS