Estação Ecológica Serra das Araras é paraíso para as aves no cerrado mato-grossense

O bioma cerrado ocupa aproximadamente 25% do território nacional e conta com 837 espécies de aves, a terceira avifauna mais rica do Brasil.

  
  

Mais de 340 espécies de aves foram registradas na Estação Ecológica Serra das Araras, no Mato Grosso – região considerada de grande importância para a conservação da avifauna do cerrado mato-grossense. Entre elas, há espécies endêmicas (que só existem no lugar) e ameaçados de extinção.

Entre as espécies endêmicas, destacam-se o papagaio-galego (Amazona xanthops), o limpa-folha-do-brejo (Philydor dimidiatus), o tapaculo-de-coleira (Melanopareia torquata), o soldadinho (Antilophia galeata), o bico-de-pimenta (Saltator atricollis), a campainha-azul (Porphyrospiza caerulescens) e a gralha-do-campo (Cyanocorax cristatellus).

Dentre as espécies ameaçadas de extinção, o socó-boi-escuro (Tigrisoma fasciatum), o araçari-de-pescoço-vermelho (Pteroglossus bitorquatus), a águia-cinzenta (Harpyhaliaetus coronatus), o bicudo (Oryzoborus maximiliani), o papa-moscas-docampo (Culicivora caudacuta) e a arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus).

O bioma cerrado ocupa aproximadamente 25% do território nacional e conta com 837 espécies de aves, a terceira avifauna mais rica do Brasil. Além disso, é um dos biomas mais ameaçados em função da fragmentação de seus ambientes naturais e destruição promovida pela agricultura mecanizada e pecuária.

Fonte: Instituto Chico Mendes

  
  

Publicado por em