Programe seu dia de pedalada

O dia a dia de uma viagem de bicicleta tem uma deliciosa rotina de cansar e descansar. Temos o tempo todo para olhar, pedalar e refletir. Mas como tudo na vida, se você se organizar, vai ter mais tempo para curtir. E no cicloturismo não é diferente.

  
  

O dia a dia de uma viagem de bicicleta tem uma deliciosa rotina de cansar e descansar. Temos o tempo todo para olhar, pedalar e refletir. Mas como tudo na vida, se você se organizar, vai ter mais tempo para curtir. E no cicloturismo não é diferente.

Tenha sua estratégia básica definida com antecedência, ainda em casa, na fase de planejamento. Depois, já durante a viagem, a cada noite reavalie os mapas, analise as novas informações que surgirem e planeje o seu dia seguinte. Não que você tenha que ficar preso a sua própria programação. Aproveite a vantagem de ser um cicloturista e esteja sempre aberto a mudanças de cronograma e de roteiro, em vistas de surpresas que o caminho te oferece. Mas, de qualquer jeito, é bom estar com o dia já planejado, para as decisões não terem que ser tomadas mais tarde, quando você já está cansado, com a cabeça quente do sol e com fome. Este momento pode gerar um estresse desnecessário em você e nos eventuais companheiros de pedal.

Não há como ter uma planilha definida de quanto e como pedalar durante uma viagem. Só com a experiência você aprenderá a se observar mais e saberá então, prever seu rendimento sob diferentes condições de percurso.

Um hábito comum entre os cicloturistas é acordar bem cedo (sim, as férias do cicloturista são realmente diferentes...). As primeiras horas da manhã são sempre as que rendem as melhores pedaladas. Nesta primeira esticada costumamos rodar cerca de duas horas e então fazer a primeira parada. A partir desta, as paradas são de hora em hora. Este intervalo não pode ser muito grande, coisa de dez minutos, para não esfriarmos o corpo. É somente o tempo necessário para um descanso preventivo. È também uma boa hora para preparar um suco, ou beliscar alguma coisa pra comer. Aproveite sempre este tempinho para fazer alongamentos dos músculos que você já sabe que vão te incomodar mais tarde. Alongue o pescoço, os pulsos, antebraço, a coxa e batata da perna. Se o local permitir, isto é se não tiver trânsito nenhum, deite no chão, estique-se e relaxe uns instantes, mas não muito, você pode descobrir que o chão passou a ser um lugar super confortável e pegar no sono!

  
  

Publicado por em