Quadro de alunínio X quadro de aço

Atualmente as opções de quadros com preços mais acessíveis são aço, alumínio e cromo-molibidênio. Cada ciclista tem sua preferência, mas atualmente a maioria opta pelo alumínio devido à economia de peso. Porém há que se levar em conta alguns outros fat

  
  

Atualmente as opções de quadros com preços mais acessíveis são aço, alumínio e cromo-molibidênio.

Cada ciclista tem sua preferência, mas atualmente a maioria opta pelo alumínio devido à economia de peso. Porém há que se levar em conta alguns outros fatores além deste. O primeiro é o conforto, já que o alumínio não absorve tão bem os impactos quanto o aço, transmitindo-os principalmente para as sofridas mãos e nádegas do(a) ciclista.

Outro fator é o risco do quadro quebrar ou entortar. Mesmo que você seja um cicloturista do estilo tranqüilo e que o alumínio de seu quadro seja de boa qualidade, é bom lembrar que muitas viagens de bicicleta incluem percursos de avião, ônibus ou ainda imprevistas caronas em carrocerias de caminhão. Vai ser muito difícil achar um local que solde alumínio, já que ele requer um processo especial de soldagem que você provavelmente só vai encontrar em algumas capitais (e com certa dificuldade). Se a viagem for longa e por locais isolados, o mais seguro é utilizar um quadro de aço que pode ser reparado com solda comum, encontrada em oficinas mecânicas e até mesmo em algumas fazendas.

Melhor ainda que o aço são os quadros em cromo-molibidênio (CroMo), que por ser uma liga de aço, aceita solda comum, e além disso são bem leves.

  
  

Publicado por em