Como escolher um equipamento subaquático

Aqui vou apresentar os quatro segmentos básicos de equipamentos em ordem de qualidade e obviamente custo

  
  

A escolha de um equipamento subaquático é muito mais complexa do que os de uso em superfície e mais do que nunca a fatídica pergunta dever ser respondida: Qual meu objetivo com o equipamento e principalmente até quanto estou disposto a gastar?
A seguir vou apresentar os quatro segmentos básicos de equipamentos em ordem de qualidade e obviamente custo.

Canon Sure Shot A-1

Câmeras compactas anfíbias – Nesse segmento podemos colocar as câmeras subaquáticas descartáveis e as câmeras compactas anfíbias, tais como a Canon Sure Shot A-1. Se seu objetivo é apenas utilizar o equipamento em dias chuvosos, rapel em cachoeira, rafting ou prática de snorkel submergindo alguns metros apenas, esses equipamentos podem atender. Uma limitação desses equipamentos é o fato do flash ser posicionado no corpo da câmera refletindo a luz nas partículas suspensas ao redor do motivo fotografado.

Motormarine MX-10

Câmeras subaquáticas da Motormarine – Essa linha de equipamento já é bem mais elaborado e pode ser utilizado tanto na superfície como ser submerso até algumas dezenas de metros e apresenta uma boa relação custo benefício para iniciantes. A grande vantagem dessa linha é permitir que se mude a objetiva de grande angular para macro dentro d’água apenas adaptando-se acessórios sobre a objetiva original do equipamento. Para se obter bons resultados deve-se optar por um flash externo com braço articulado. Os modelos mais comuns são a Motormarine MX10 e MMII-EX.

Nikons V

Câmeras Nikonos – Essa linha é referência em termos de foto sub e apresenta uma qualidade ótica superior à linha Motormarine, porém requer um investimento maior. As câmeras são de foco manual o que dificulta bastante sua operação em baixo d’água. Outro problema é que as lentes não podem ser trocadas em baixo d’água. A Nikon descontinuou todos os modelos da série (Nikonos III, IV, IV-A e V), porém ainda continua dando assistência técnica a Nikonos V. Como ela não incorpora flash embutido é necessário a utilização de flashes externos com braços articulados.

Caixa Estanque Aquática

Caixas estanques – Essa solução é ideal para quem já tem um bom equipamento de superfície. As caixas são fabricadas exclusivamente para cada marca modelo de equipamento de superfície e os preços são bem salgados. Além do que é necessário adquirir os flashes, braços e os domos específicos para lentes normal ou grande angular. A grande vantagem é que pode-se utilizar a câmera com todos os recursos de superfície: modo automático, auto-focus e avanço de filme automático.

Flash com braço articulado

Flash – Como os flashes embutidos apresentam problemas com as partículas em suspensão, para se ter bons resultados é imprescindível a utilização de flash externo, normalmente utilizado a 45º em relação ao eixo câmera – motivo. Para um desempenho ideal é necessário a utilização de dois flashes TTL (um de cada lado da câmera).

Na próxima edição veremos mais detalhes de fotografia na superfície, até lá.

  
  

Publicado por em

Marlo Marques

Marlo Marques

31/03/2009 16:02:20
Prezado Adilson, sou de uma universidade federal aqui de Pernambuco. Gostaria de solicitar sua ajuda para obter informações sobre características técnicas, fabricante e preço de uma câmera filmadora digital com resolução de 120 - 240 quadros por minuto. Isso é para a licitação da universidade, e estou encontrando dificuldades em encontrar o modelo apropriado. Será usada dentro de piscina, logo requer também a especificação técnica, fabricante e preço de uma caixa estanque própria para esse modelo de câmera. O mesmo em relação ao tripé dessa câmera. Se puder me informar um modelo adequado, um fabricante etc...
Desde já agradecido,

Professor Marlo.

Adilson Moralez

Adilson Moralez

Olá Marlo Infelizmente não tenho muito conhecimento sobre filmadoras. Tenho mais experiência em fotografia. Sinto não poder ajudar. abraços