Cuidado com laboratório onde você manda suas fotos

Em quase 10 anos dando curso, notei que o maior responsável pelas más fotos de quem já fez um curso de fotografia é o laboratório.

  
  

A cena é típica, você passou o fim de semana fotografando com todo o cuidado, anotou todas as aberturas e velocidades, se preocupou com os seu filtros e composição. Mal pode esperar para buscar seus filmes na segunda feira a tarde. Mal termina o expediente e você já está correndo para o laboratório imaginando como teria ficado esta e aquela foto.

Tarzio Bossan

No laboratório a decepção, fotos sem vida. Vontade de jogar o equipamento pela janela e tentar a pintura. Não se desespere, o problema talvez não seja seu, talvez seja de seu laboratório. Em quase 10 anos dando curso, notei que o maior responsável pelas más fotos de quem já fez um curso de fotografia é o laboratório. Profissionais mal treinados, equipamentos desregulados e mal conservados, tiram de nossas fotos o impacto e vivacidade das cores. Se, ao olhar suas fotos no conjunto, você notar uma tendência de cor pode ter certeza que o problema não é você. É o laboratório.

Luís Carlos Lopes

Antes de pagar suas fotos no laboratório, abra o envelope e verifique uma por uma as fotos e separe aquelas que, você julga, ter problemas. Chame o técnico, converse com ele o problema das fotografias, e peça para que sejam refeitas aquelas cujo problema é o laboratório. Não há que pagar por isto. O serviço já foi pago uma vez. Em alguns laboratórios você perceberá que eles simplesmente tentam jogar para você a culpa, com a desculpa do filme vencido, ou qualquer outra. Nestes casos troque de laboratório. Se por outro lado, você perceber que o técnico realmente olha seu negativos e conversa com você com educação e respeito profissional, pode virar cliente.

Veja no exemplo o que o laboratório fez com a fotografia de cima, está totalmente magenta. A imagem de baixo está correta.

  
  

Publicado por em