Quanto consumimos de Água? - Parte 02

A indústria é um grande consumidor de água. Não só pela necessidade de água para o processamento, mas principalmente pela grande quantidade de oxigênio que os seus esgotos roubam aos rios. O consumo direto pode ser muito grande. Por exemplo: um matadouro

  
  

A indústria é um grande consumidor de água. Não só pela necessidade de água para o processamento, mas principalmente pela grande quantidade de oxigênio que os seus esgotos roubam aos rios. O consumo direto pode ser muito grande. Por exemplo: um matadouro consome 2.500 litros de água para cada boi que sacrifica. Já os curtumes consomem 60.000 litros para cada tonelada de couro produzida; fábricas de celulose gastam 5.000 litros por tonelada de celulose e as cervejarias dois litros de água por litro de cerveja.

Porém, o mais grave é a poluição produzida: cada tonelada de celulose que sai da fábrica deixa nos rios um esgoto equivalente ao de uma população de 5.000 pessoas; cada tonelada de couros tratada em um curtume produz o esgoto equivalente a uma população de 2.000 pessoas; cada boi processado num matadouro equivale ao esgoto de 250 pessoas e a produção de 1000 litros de cerveja deixa um resíduo equivalente aos esgotos de 1.200 habitantes.

Se levarmos em conta que o esgoto de cada habitante consome o oxigênio de 6.700 litros de água do rio, teremos, por exemplo, que a fábrica que consome 5.000 litros de água para cada tonelada de celulose, na verdade irá consumir mais 33 e meio milhões de litros de água do rio para diluir os esgotos deixados por essa tonelada de celulose!

Um único boi morto no matadouro, além dos 2.500 litros de água consumidos diretamente, destrói mais um milhão e setecentos mil litros de água potável. Um simples litro de cerveja que bebemos alegremente ao assistirmos o jogo de futebol, precisou de dois litros de boa água para ser produzido, mas deixou inutilizados oito mil litros de água do rio que recebeu, sem tratamento, os esgotos da cervejaria!

Percebemos assim que o consumo de água para produção dos nossos bens de consumo pode ser muitas vezes superior ao nosso consumo direto de água potável. Não tenho condições de calcular essa parcela mas, seguramente, é muito maior que a demanda produzida pela nossa alimentação e geração de esgotos, elevando, assim, a várias dezenas de milhares de litros de água consumidas dos nossos rios por cada habitante do país!

Continuaremos com esse assunto na próxima semana.

  
  

Publicado por em

Rodrigo

Rodrigo

17/02/2009 17:10:06
Muito importante o que você escreveu; sou estudante de técnico em meio ambiente e achei no seu texto coisas para um trabalho sobre o consumo d'água; espero que continue, pois é muito interessante este assunto.