A Embrapa desenvolve programas para melhoria de qualidade nutricional

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em parceria com os Ministério do Desenvolvimento Agrário e Ministério do Desenvolvimento Social e Comba

  
  

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em parceria com os Ministério do Desenvolvimento Agrário e Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, vai adotar dois programas de médio prazo para a melhoria da qualidade nutricional dos índios da Reserva Indígena de Dourados, como contribuição para as ações de combate à desnutrição nas aldeias do município.

Segundo o diretor-executivo da Empresa, José Geraldo Eugênio, que integra a equipe interministerial do governo Lula, os trabalhos são ligados ao programa de sustentabilidade objetivando a produção de alimentos dos próprios povos indígenas.

Um deles é a produção e seleção de sementes de feijão e milho e o outro é o estabelecimento de quintais orgânicos que serão desenvolvidos dentro de cada lote indígena para o plantio de árvores frutíferas visando o equilíbrio nutricional.

A Embrapa vem desenvolvendo ações de apoio a pequenos e médios produtores que representam mais de 3 milhões de famílias em todo o Brasil. No Mato Grosso do Sul, a equipe foi acionada para a necessidade de desenvolver programas a médio e longo prazo.

`Entendemos que uma das soluções é contribuir com a melhoria da qualidade da alimentação dos povos indígenas por meio de programas que visem o equilíbrio nutricional com a inserção de frutas, verduras e plantas medicinais no dia a dia da comunidade`, explicou Geraldo Eugênio.

A Empresa inicia neste semestre projeto de incentivo ao plantio das mudas de árvores frutíferas e a produção de sementes de feijão e milho. A disponibilização das sementes e acompanhamento do programa nas aldeias devem começar em outubro.

Outros projetos também serão desenvolvidos em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para a construção de fossas sépticas. O objetivo é transformar os dejetos em adubos para utilização nos quintais agrícolas.

Ações em andamento :

Segundo o pesquisador Renato Roscoe, Chefe de Pesquisa da Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados - MS), a Unidade vem atuando fortemente nas discussões de políticas públicas para as comunidades indígenas de Mato Grosso do Sul.

Destacam-se a participação na Carteira de Projetos do Fome Zero Indígena e no Seminário de Políticas de Sustentabilidade em Terras Indígenas no MS. `Vários projetos de pesquisa e desenvolvimento contemplam comunidades indígenas, como o Projeto Pólos Agroecológicos, Projeto de Sistematização de Experiências em Sistemas Agroflorestais, Banco de Germoplasma de Mandioca, Projeto de Fixação Biológica de Nitrogênio em Feijoeiro e os de Seleção de Variedades de Algodão e de Feijão-Caupi`, complementa Roscoe.

Fonte: MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUARIA E ABASTECIMENTO

  
  

Publicado por em