A luta em defesa da Mata Atlântica ganha um novo aliado em Santa Catarina

No último dia 05 de abril, reuniram-se em Guaramirim,SC, especialistas em conservação da natureza, líderes do terceiro setor, estudantes universitários, professores e diversos profissionais da comunidade local para criar uma ONG - organização não governam

  
  

No último dia 05 de abril, reuniram-se em Guaramirim,SC, especialistas em conservação da natureza, líderes do terceiro setor, estudantes universitários, professores e diversos profissionais da comunidade local para criar uma ONG - organização não governamental - que terá como missão defender as áreas remanescentes de floresta atlântica para conservar a biodiversidade.

O evento ocorreu na propriedade do casal Elza e Germano Woehl Jr, conhecida como Santuário Rã-bugio.

A ONG Rã-bugio é a institucionalização do trabalho voluntário do casal Elza e Germano Woehl Jr. que, há alguns anos, vêm desenvolvendo pesquisa e projetos de educação ambiental na região norte de SC (Jaraguá do Sul e Joinville, principalmente), para tentar salvar o que restou da fabulosa floresta atlântica da região.

Essencialmente, o trabalho deles tem envolvido os alunos da rede pública de ensino com os propósitos de popularizar a rica biodiversidade, sobretudo da fauna anfíbia, para que eles percebam a importância de preservar os remanescentes de floresta, que são o hábitat das espécies e, portanto, a única maneira de garantir sua sobrevivência.

Cerca de 7.000 alunos já visitaram o Santuário Rã-bugio,onde eles aprendem sobre a fauna e flora da mata atlântica. A exuberante biodiversidade de anfíbios da região norte de SC e as ameaças que eles sofrem, que também têm conseqüências sobre a nossa espécie, devido à degradação do meio ambiente (desmatamentos, poluição dos rios etc.) são assuntos abordados nas escolas através de palestras.

Estas atividades foram desenvolvidas com recursos financeiros do setor privado: Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, Fundação AVINA e empresa WEG S.A.

“Para cumprir a missão da ONG Rã-bugio, vamos continuar concentrando nossos esforços na pesquisa e educação ambiental envolvendo as escolas”, disse Germano, acrescentando que esta institucionalização foi necessária porque o trabalho cresceu e já sofria limitações.

“A criação da ONG Rã-bugio é uma nova etapa do trabalho que desenvolvemos, onde continuaremos captando recursos do setor privado e queremos que as empresas da região participem conosco na defesa desse valioso patrimônio natural - a floresta atlântica -, que tem também uma importância estratégica, de garantir o abastecimento de água potável para a população”, concluiu.

O Conselho Diretor da ONG Rã-bugio é constituído pelas seguintes pessoas:

Prof. Dr. Carlos Firkowski (engenheiro florestal, professor titular da UFPr), Prof. Dr. Jorge Alberto Müller (engenheiro florestal, professor da FURB - Fundação Univ. de Blumenau), Maria de Lourdes Nunes (engenheira florestal, gerente técnico- administrativa da Fundação O Boticário de
Proteção à Natureza), Clóvis R.Schrappe Borges (médico veterinário, diretor-executivo da ONG SPVS – Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental) e Nivaldo Voigt (funcionário aposentado do Banco do
Brasil, ex-membro da direção geral do BB).

Conselho Fiscal: Carlos Sapia (Gerente do Banco do Brasil, Ag. Guaramirim) Mário A. Belini de Araújo(Analsita de Meio Ambiente da empresa WEG) Tatiana S.B. Waterstradt (Analista Administrativa da Fundação O Boticário de Proteção à Natureza).

Algumas informações sobre o trabalho voluntário já desenvolvido pelo casal Elza e Germano Woehl Jr. podem ser encontradas na internet.

Serviço:

Santuário Rã-bugio-Estrada Rio da Prata, 523 –Caixa d´Água 89270-000 Guaramirim, SC tel. (47) 373-3087 e cel. (47) 9124-3563 (c/Elza Nishimura Woehl, em Guaramirim).Tambem:(12) 3947-5424 (c/Germano )

Fonte: Germano Woehl Jr.

  
  

Publicado por em