Aspen Combustíveis firma parceria com a SOS Mata Atlântica

Primeira empresa de distribuição independente do Brasil a comercializar o Biodiesel, a Aspen Combustíveis sai na frente mais uma vez. A empresa, com sede em Paulínia (SP) e unidades em vários estados, lidera um pool de c

  
  

Primeira empresa de distribuição independente do Brasil a comercializar o Biodiesel, a Aspen Combustíveis sai na frente mais uma vez. A empresa, com sede em Paulínia (SP) e unidades em vários estados, lidera um pool de companhias, integrado pela Monte Cabral Distribuidora e Tupi Petróleo que acaba de assinar um convênio com a SOS Mata Atlântica para adesão ao programa de neutralização de carbono em sua planta no interior paulista, denominado “Em Dia com o Planeta – Carbono Neutro”.

A iniciativa visa reduzir o impacto da emissão de gases emitidos na natureza, como o dióxido de carbono (CO2), gerando o chamado efeito estufa e ocasionando mudanças climáticas como o aumento da temperatura.

A Aspen Combustíveis, junto com o pool, é a primeira empresa independente do segmento de distribuição de combustíveis do Brasil a implantar um programa efetivo de neutralização de emissão de carbono. As empresas realizarão as ações em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, por meio do programa Florestas do Futuro, que visa a restauração florestal em áreas de mata ciliar.

Pelos cálculos realizados pela empresa de auditoria MaxAmbiental, para compensar a emissão de gases em decorrência de consumo de energia, combustíveis fósseis e resíduos sólidos, a empresa terá, neste primeiro momento, que plantar 300 árvores. Esta quantidade é resultado da constatação de que estes setores emitem monóxido de carbono.

“A Aspen está localizada em uma área onde há uma grande emissão de poluentes, principalmente pelo elevado número de empresas do setor petroquímico, sem contar a Refinaria de Paulínia. Daí, nossa filosofia de olhar para programas que permitam melhorar a qualidade de vida das pessoas que moram em Paulínia e cidades próximas”, conta Wonei Nardari, gerente de Marketing da Aspen Combustíveis.

A empresa já mantém programas voltados para o meio ambiente, sendo a primeira do Brasil a comercializar o Biodiesel B-2, se antecipando às normas do governo federal prevista para 2008.

“A parceria com a SOS Mata Atlântica é o segundo ciclo dos investimentos que estamos realizando neste setor, o que mostra nosso compromisso com o meio ambiente e a qualidade de vida de nossos colaboradores e clientes”. Segundo o executivo, outras ações já estão em andamento, as quais deverão totalizar investimentos de R$ 1 milhão até o final deste ano.

Além de parceria com a SOS Mata Atlântica, a Aspen já teve experiência semelhante de plantio de árvores. No ano passado, a empresa plantou duas mil mudas na cidade de Ibaté (SP) para reflorestamento da mata ciliar do Córrego Santa Helena. “Esta iniciativa independente foi feita na cidade natal do fundador da Aspen”, conta Nardari.

Além dessas iniciativas, outras vêm confirmar o compromisso da Aspen, da Tupi e da Monte Cabral com a qualidade de vida e a redução da emissão de carbono na atmosfera. “Fomos indicados, agora, pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, como Empresa Modelo nos Investimentos Ambientais no nosso segmento em todo o Estado de São Paulo”, diz.

Preocupação com o verde:

Cada vez mais empresas têm aderido a ações de plantio que visam neutralizar a emissão de carbono gerada por suas atividades. Muitas delas, como a Volkswagen Caminhões, a Interface Carpetes, o banco Bradesco e a concessionária Primo Rossi têm desenvolvido seus projetos com o Programa Florestas do Futuro da Fundação SOS Mata Atlântica.

Os cálculos da neutralização de carbono são feitos por empresas especializadas Usos como o transporte, a eletricidade e o gás, além do despejo de resíduos e outros itens são levantados nas empresas para que se chegue ao número de árvores que precisam ser plantadas.

“Pode-se neutralizar a fabricação de um determinado produto, a prestação de todo tipo de serviços, processos de vendas, funcionamento de instalações industriais, escritórios ou núcleos operacionais. Há possibilidade de se neutralizar viagens ou a locomoção de executivos e funcionários, canais de distribuição, atividades de comunicação, promoção e eventos, próprios ou patrocinados.

No Programa Florestas do Futuro, as árvores relativas à neutralização são plantadas em áreas de reflorestamento, com mudas nativas, privilegiando regiões de mata ciliar, às margens dos rios. Todo o processo é de responsabilidade da Fundação SOS Mata Atlântica.

Você, cidadão, também pode calcular quanto emite de carbono na natureza e quantas árvores deve plantar. Basta entrar no site www.florestasdofuturo.org.br e clicar na Calculadora de CO2.

Fonte: Medialink

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em