Assinaturas e desenhos recolhidos serão usados em defesa das baleias

Após o Greenpeace ter conseguido reverter o posicionamento da Nicarágua, que se comprometeu a defender as baleias na próxima reunião da Comissão Internacional da Baleia (CIB), agora foi a vez da ONG exigir do Equador a m

  
  

Após o Greenpeace ter conseguido reverter o posicionamento da Nicarágua, que se comprometeu a defender as baleias na próxima reunião da Comissão Internacional da Baleia (CIB), agora foi a vez da ONG exigir do Equador a mesma postura.

O Greenpeace organizou no último sábado manifestações em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Campos do Jordão (SP), Belo Horizonte, Salvador e Brasília, com uma faixa gigante, pedindo que as pessoas demostrem seu carinho pelo Equador e pelas baleias. O Greenpeace recolheu sete banners repletos de assinaturas que serão levados ao consulado do Equador em Salvador, no dia 4 de maio, pelo mascote Mangá Whale, da campanha de baleias do Greenpeace.

O governo equatoriano já apresenta uma posição conservacionista, mas há anos está sem pagar a cota anual, e por isso não participa da CIB. “O Greenpeace pede que o país volte a ter uma postura ativa na questão, já que as baleias têm grande importância para o Equador, pois o turismo de observação desses animais representa uma importante alternativa econômica para muitas comunidades costeiras, e vem gerando milhões de dólares ao ano e centenas de empregos diretos e indiretos no país”, afirmou Leandra Gonçalves coordenadora da campanha de baleias do Greenpeace Brasil.

No dia 11 de abril, o Greenpeace realizou protestos para pressionar a Nicarágua, que vinha apoiando o Japão e votando pela caça na CIB, levando ativistas e caudas de baleias, simbolizando cemitérios, para embaixadas e consulados da Nicarágua em 11 países do mundo. A pressão deu certo e a Nicarágua anunciou que irá mudar seu posicionamento na próxima reunião da comissão.

“Esse voto representou a vitória em uma batalha, mas ainda não ganhamos a luta. A competição entre países durante a reunião da CIB é acirrada, e sabemos que o Japão ainda não desistiu de ‘comprar’ mais países, que podem vir a votar a favor dos interesses japoneses”, alertou Leandra.

Alguns países ainda lutam para derrubar a moratória da caça comercial de baleias, o que contribuiria para a extinção de muitas espécies. Apesar dessa moratória existir desde 1986, esses países continuam a caçar sob o pretexto de estarem realizando “pesquisa científica”. No entanto, a comunidade científica vem mostrando que é possível realizar estudos e alcançar importantes resultados sem a necessidade de matar baleias.

Baleeiros japoneses já anunciaram que este ano retomarão a caça de baleias jubartes, que é a mesma espécie que visita frequentemente a costa equatoriana e a brasileira, sendo uma das principais atrações do turismo de observação de baleias nesses países. Por isso, o voto do Equador é muito importante para o futuro das baleias!

Fonte: Greenpeace

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em

LUCIETI GENONADIO TORRES

LUCIETI GENONADIO TORRES

29/03/2009 23:24:15
O HOMEN AINDA VAI RESPONDER POR TODO O MAL QUE TEM
FEITO A NATUREZA, AINDA SÓ ESTAMOS NO INICIO DE TODAS AS
CATASTRÓFES QUE O SER HUMANO VAI TER QUE PASSAR PARA APRENDER A RESPEITAR O NOSSO BEM MAIS PRECIOSO O NOSSO
PLANETA TERRA.ESTOU FAZENDO UMA PESQUISA COM A MINHA FILHA DE 6ANOS PARA ESCOLA, A BALEIA PARA A PESQUISA,FOI
EXATAMENTE ESTA, FIQUEI FASCINADA COM TUDO O QUE LI A RESPEITO DELA, E FIQUEI TRISTE POR VER QUE A HUMANIDADE
NÃO TEM A MENOR SENSÍBILIDADE POR UM SER TÃO PRECIOSO
E MARAVILHOSO QUE ESTA, BALEIA JUBARTE. QUE PENA O HOMEN NÃO SABE MAS ELE ESTÁ DESTRUIDO A ELE PROPRIO.LAMENTÁVEL

Simone

Simone

16/10/2008 15:25:47
Tudo que for feito neste mundo em benefício dos animais, eu sou a favor.

Alguém tem que tomar alguma providência pois o ser Humano não respeita a própria espécie, quanto mais um animal indefeso.