Atrativos naturais preservados

ABETA participa de manifesto em defesa dos atrativos naturais brasileiros

  
  

Propostas de alteração no Código Florestal e recentes debates sobre a construção de Centrais Hidrelétricas motivaram entidades privadas a liderarem um Manifesto em Defesa dos Atrativos Naturais Brasileiros. A reivindicação é para seja mantida e aplicada a legislação ambiental em vigor e que quaisquer mudanças sejam alvo de ampla e democrática discussão prévia junto à sociedade.

As entidades que estão à frente dessa ação são: Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA), Associação Brasileira de Turismo Rural (Abraturr), Brazilian Adventure Society (BAS), Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), Instituto Ecobrasil, Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural (Idestur) e Brazilian Incoming Travel Organization (BITO).

Como elos participantes do desenvolvimento econômico e social, estas entidades se manifestam em prol da priorização de ações para conservação do meio ambiente e das áreas protegidas do país, como Parques Nacionais, Estaduais, Municipais; Reservas da Biosfera; Áreas de Proteção Ambiental (APA’s); Áreas de Preservação Permanente; e Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN’s).

Segue abaixo o manifesto:

MANIFESTO EM DEFESA DOS ATRATIVOS NATURAIS BRASILEIROS

As entidades privadas assinadas abaixo, representantes e relacionadas com o turismo brasileiro vem a público para manifestar:

1. que todos dependemos da qualidade dos ecossistemas brasileiros, da sua integridade e beleza, como fonte ao exercício pleno de atividades que proporcionam lazer de alta qualidade a comunidade local, turistas brasileiros e estrangeiros, de forma a alcançar os objetivos dos nossos negócios;

2. que a atividade turística gera renda e um grande número de empregos, a maior proporção de empregos indiretos por empregos diretos da indústria;

3. que o turismo no Brasil se assenta sobre suas riquezas naturais, objeto do maior número de viagens de turistas brasileiros e estrangeiros;

4. que, como trade turístico envolvido com todas as etapas do turismo, afirma que o turista busca ar puro, águas limpas, cachoeiras, quedas d’água e florestas conservadas; paisagem que proporcione bem estar e um ambiente harmonioso entre turista, comunidade local e meio ambiente;

5. que muitos estudos comprovam a importância de áreas verdes para a saúde física e mental de todos: população local e visitantes.

Fonte: ABETA

  
  

Publicado por em