Casa contêiner: uma alternativa sustentável

A construção civil está se adaptando a essa tendência de ecoeficiência e uma das alternativas são as casas contêiner.

  
  

A sustentabilidade tem ganhado cada vez mais atenção: na moda, com a criação de roupas e consumo sustentável; na alimentação, com a escolha por itens mais saudáveis e a preocupação com o desperdício; e nos meios de transporte, com o destaque para o uso da bicicleta.

Agora, também observamos este tema com espaço na construção civil. Você já reparou quanta água é utilizada em uma construção de alvenaria, além da quantidade de outros recursos – como areia, cimento e ferro – necessários para a finalização de uma obra? Pois saiba que a construção civil está se adaptando a essa tendência de ecoeficiência e uma das alternativas são as casas contêiner.

Este modelo de construção tem por características a agilidade nas adaptações necessárias para a transformação em moradia e a inovação, e estão cada vez mais em evidência no Brasil e em todo o mundo. Ao mesmo tempo em que se tornam residências, os contêineres têm atraído empresários que objetivam fins comerciais, como lojas e escritórios, por exemplo.

Além de proporcionar uma obra mais limpa, com redução de entulho e de outros materiais, a construção e montagem da casa contêiner pode ficar até 30% mais barata do que a tradicional, de acordo com a administração dos recursos. Leva em média entre 60 a 90 dias para ficar pronta e, geralmente, não requer serviços de fundação e terraplenagem, mantendo boa permeabilidade do terreno, possibilita diversas configurações devido suas características modular e geométrica. Além disso, tem longa durabilidade, pois o contêiner é projetado para resistir às diversas intempéries e suportar grandes volumes de cargas.

Inserido na essência da educação financeira, o consórcio de imóveis tem se consolidado como uma opção segura para adquirir a casa própria ou imóvel comercial. Comprar por meio da captação de recursos em um grupo fechado de pessoas é vantajoso.

O consumidor pode planejar a aquisição do imóvel com parcelas mensais acessíveis, e com custos finais menores. Não há pagamento de juros à instituição financeira, pois o valor disponibilizado ao associado contemplado é resultado do autofinanciamento dos participantes do grupo de consórcio. Além disso, a taxa de administração é diluída ao longo do tempo de duração do grupo, tornando cada parcela paga em investimento no imóvel, como formador ou ampliador de patrimônio pessoal, familiar ou empresarial.

E usar o consórcio para adquirir um imóvel – inclusive a moderna e ecológica casa contêiner – é “unir o útil ao sustentável”, pois um dos maiores atrativos é que o produto possibilita a programação da compra do seu imóvel residencial ou comercial, bem como a flexibilidade na utilização do crédito contemplado.

O Sicredi, instituição financeira cooperativa presente em 20 estados brasileiros, oferece cartas de créditos de consórcios, com prazo de duração de até 200 meses, que variam de R$ 50 mil até R$ 460 mil.

É fato que para realizar esse desejo é necessário planejamento, mas com algumas facilidades que o mercado traz, essa conquista pode ser mais fácil, principalmente quando falamos de consórcio imobiliário.

Visite: www.revistaecotour.tur.br

Fonte: Fernando Di Diego

  
  

Publicado por em