Censo da Economia Verde tem inicio em Botucatu, Brotas, Jundiaí,Taubaté e Americana

O objetivo é identificar, organizar, disponibilizar e divulgar para a sociedade as empresas com foco no meio ambiente e sustentabilidade

  
  

As Prefeituras das cidades de Brotas, Botucatu, Jundiaí, Taubaté e Americana iniciam no mês de outubro, o primeiro Censo da Economia Verde dos municípios em parceria com a Made in Forest – primeira rede ambiental global com foco no meio ambiente e sustentabilidade.

O objetivo é identificar, organizar, disponibilizar e divulgar para a sociedade as empresas de eco produtos, eco serviços, eco turismo, educação ambiental, iniciativas de ONGs / Oscips, pessoas físicas e mapear os pontos de descarte de resíduos sólidos de todos municípios do Brasil que buscam, com foco no meio ambiente e sustentabilidade, estimular na prática, formas de consumo e descarte mais sustentável, gerando assim valor, empregos verdes e renda para o município e população.

Declarações:

“A concretização do projeto incentivará ainda mais o ecoturismo e sensibilizará a população como um todo, além de ampliar o mercado do consumo sustentável, gerando renda, empregos e entretenimento”, enfatiza Alexsandra Berto, Secretária Municipal de Turismo de Brotas.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente, Cynthia Zanotto, o censo estimulará uma mudança cultural e trará benefícios para a cidade.

“A participação da população é fundamental, pois a partir do censo conheceremos as iniciativas engajadas nas questões ambientais, o que contribuirá para organizar a economia verde de Botucatu”, afirma ao ressaltar que o compromisso de cada cidadão resultará no levantamento completo dos dados.

“Acreditamos que com esse trabalho, além de servir de exemplo para outras cidades, poderemos apoiar e certificar muitos setores atuantes como a agricultura orgânica e as pousadas ecologicamente corretas, beneficiando o meio ambiente e toda população”, diz Renato Felgueras, Secretario Municipal de Meio Ambiente de Taubaté.

“Estou convencida que o Censo Verde em Jundiaí estreitará ainda mais as relações entre o poder público, o setor privado e a sociedade. Com a instituição da política nacional de resíduos sólidos, reforçaremos os elos da cadeia de logística reserva e a responsabilidade compartilhada sobre a destinação ambientalmente correta dos resíduos”, ressalta Renata Freire, diretora de Meio Ambiente da Prefeitura de Jundiaí.

Segundo o sócio-diretor da Made in Forest – Martin Mauro os censos da economia verde estão em fase de implantação em diversos municípios do Brasil e mostram a liderança dos prefeitos e secretários na identificação e divulgação da economia sustentável e pontos de reciclagem, na pratica, em seus municípios.

Os Censos da Economia Verde serão realizados em Brotas, Botucatu, Jundiaí, Taubaté e Americana nos meses de outubro e novembro deste ano e os resultados deverão ser apresentados em dezembro de 2011.

Os cadastros são divididos em sete áreas: eco educação, eco produtos, eco serviços, eco turismo, pontos para reciclagem, ONGs Ambientais (Organizações Não Governamentais) e pessoas físicas interessadas no tema.

Rio+20

A economia Verde - que segundo a rede ambiental Made in Forest precisa ser identificada e divulgada para ser sustentável - é um dos temas que a ONU e os governos de vários países discutirão durante a “Rio+20 - Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, em junho de 2012, no Rio de Janeiro”.

A Made in Forest é a primeira rede ambiental, conta hoje com mais de 30 mil cadastros, sendo visitada por cidadãos de mais de 80 países, é gratuita e atua totalmente integrada e no mesmo modelo das redes sociais.

Visite: www.revistaecotour.com.br
Fonte: Andrea Feliconio e Fernanda Borba

  
  

Publicado por em