Coca-Cola anuncia compromisso para repor água usada na fabricação da bebida

A Coca-Cola Company anunciou na terça-feira, 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, na reunião anual da WWF, uma das principais organizações não governamentais (ONG) de conservação da natureza no mundo,

  
  

A Coca-Cola Company anunciou na terça-feira, 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, na reunião anual da WWF, uma das principais organizações não governamentais (ONG) de conservação da natureza no mundo, em Pequim, na China, o compromisso de liderar suas operações globais, inclusive as de seus fabricantes autorizados, na reposição da água que usa na fabricação de bebidas.

A Coca-Cola concentrará suas ações em três áreas principais: reduzir a água usada na produção de bebidas, reciclar essa água e reabastecer as comunidades e a natureza.

No evento da WWF, a empresa lançou uma parceria plurianual com a entidade para conservação e proteção dos recursos de água doce. Este compromisso da Coca-Cola Company com a WWF, no valor de US$ 20 milhões, será usado para ajudar a conservar sete das mais importantes bacias de água doce do mundo, dar apoio ao gerenciamento mais eficiente da água em suas operações e em sua cadeia de abastecimento global e reduzir as emissões de carbono da operação. O programa Água das Florestas Tropicais Brasileiras foi citado como exemplo para os programas que serão implantados em outros locais.

O programa, lançado na última semana pelo Instituto Coca-Cola Brasil, inicialmente plantará mais de 3,3 milhões de mudas de árvores, reflorestando 3 mil hectares de mata ciliar. O programa foi desenhado seguindo as regras do Protocolo de Kyoto para ser elegível ao mercado de carbono, que contempla a recuperação de áreas de florestas devastadas.

Na questão de gerenciamento do uso da água, a Coca-Cola Brasil também é destaque: hoje, o número de 2,21 litros de água para cada litro de bebida produzida é menos que a metade que o registrado em 1993 (5,5 litros) e é bem melhor do que a média mundial da Coca-Cola, de 2,54 litros. A campeã no País é a fábrica de Jundiaí, pertencente à Femsa, com 1,5 litro/litro produzido, seguida de perto pela fábrica da Rio de Janeiro Refrescos, no Rio, com 1,6 litro/litro produzido.

“Estamos nos concentrando na água porque é aí que a Coca-Cola pode ter um impacto positivo real”, disse Neville Isdell, presidente da Coca-Cola Company. “Nossa meta é repor cada gota de água que usamos em nossas bebidas e em sua produção. Para nós, isso significa reduzir a quantidade de água usada para produzir nossas bebidas, reciclar a água usada nos processos de fabricação de forma que possa ser devolvida com segurança ao meio ambiente, e reabastecer de água as comunidades e a natureza através de importantes projetos locais”.

Em 2006, a Coca-Cola Company e seus fabricantes autorizados usaram aproximadamente 290 bilhões de litros de água na produção de bebidas. Desse total, cerca de 114 bilhões de litros estiveram presentes no vasto portfólio de bebidas da Companhia vendido em vários mercados ao redor do mundo e 176 bilhões de litros foram usados em diferentes fases do processo de fabricação dessas bebidas, como enxagüe, limpeza, aquecimento e refrigeração.

O compromisso da Companhia de repor a água que usa tem três componentes principais:

Reduzir: The Coca-Cola Company definirá metas específicas de eficiência no uso de água para suas operações globais para que seja a mais eficiente usuária de água dentre as indústrias do setor até 2008. Essas metas serão definidas tomando por base melhorias no uso eficiente de água já alcançadas por The Coca-Cola Company e seus fabricantes nos últimos cinco anos, um período em que seu uso total de água foi reduzido em 5,6%, enquanto seu volume de vendas aumentou em 14,6%. No mesmo período, a eficiência no uso da água melhorou 18,6%.

Reciclar: Até o final de 2010, a Companhia alinhará todo o seu sistema global para que devolva ao meio ambiente toda a água que usa em seus processos de fabricação, num nível que suporte a vida marinha e a agricultura. Enquanto a água é tratada atualmente para que satisfaça os regulamentos e padrões locais, a empresa possui normas de tratamento de efluentes mais rígidos que as normas aplicáveis em muitas partes do mundo. Quase 85% das operações de engarrafamento da empresa e de seus fabricantes autorizados independentes estão alinhadas com os mais altos padrões da empresa, que se comprometeu a alinhar 100% de todo o seu sistema global.

Reabastecer: A Companhia aumentará seu apoio a bacias hidrográficas saudáveis e comunidades sustentáveis para compensar a água usada em seus produtos finais. Embora a água usada nas bebidas da empresa já desempenhe um papel positivo na hidratação humana, a Coca-Cola está indo além do que se esperava com seu compromisso com a reposição da água presente em seus produtos finais. Seu engajamento incluirá uma ampla variedade de importantes iniciativas locais, como proteção de vertentes, acesso à água por parte de comunidades, coleta de água de chuva, reflorestamento e eficiência no uso da água na agricultura.

Vários projetos já estão em andamento: a Companhia possui programas comunitários e de proteção da água em 40 países, focados em educação e conscientização, uso de água produtiva, gerenciamento de vertentes e abastecimento de água, saneamento e higiene; a Companhia possui cerca de 300 estruturas de coleta de água de chuva espalhadas por suas operações globais; e, semana passada, no Brasil, The Coca-Cola Company e a FEMSA anunciaram uma parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica para plantar mais de três milhões de árvores em 3.000 hectares de Mata Atlântica.

Diferentemente do carbono, o conceito de balancear o uso da água não é bem definido. A WWF e Coca-Cola Company e seus parceiros fabricantes trabalharão juntos para medir o impacto destas atividades na disponibilidade de água.

Fonte: AssCom Coca-Cola Company

Del Valle Editoria

Contato: Vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em