Compromisso visa promover a cooperação internacional para a implementação de soluções para manejo de resíduos

Este é um importante instrumento para um mundo melhor, garantindo mais qualidade de vida para as pessoas que vivem nas grandes cidades

  
  

O secretário municipal de Serviços de São Paulo, Simão Pedro, assinou na quarta-feira, dia 10/9, a “Declaração de São Paulo dos Municípios e Autoridades Locais para Intensificação de Parcerias Nacionais e Internacionais Público-Privadas no Setor de Resíduos para Alcançar Cidades Sustentáveis e Resilientes”.

Resultado do Fórum Global da IPLA, realizado no Congresso Mundial de Resíduos Sólidos ISWA 2014, o documento foi assinado também por autoridades governamentais de outros municípios do Brasil e exterior, representados na solenidade por Philip Heylen, vice-prefeito da Antuérpia (Bélgica), e Phee Boom Poh, ministro do meio ambiente de Penang (Malásia).

David Newman, presidente da ISWA – International Solid Waste Association, assinou o compromisso em nome de toda a comunidade internacional de resíduos sólidos.

“Este é um importante instrumento para um mundo melhor, garantindo mais qualidade de vida para as pessoas que vivem nas grandes cidades”, afirmou o secretário de São Paulo, ao destacar que a capital paulista tem como meta universalizar os serviços de coleta seletiva e atingir um índice de reciclagem de 10% até 2016.

Para o vice-prefeito da Antuérpia, a declaração é um compromisso para que as autoridades locais compartilhem conhecimentos e mantenham o diálogo.

“Todas as grandes cidades têm desafios semelhantes. Estamos dando um passo importante rumo a soluções para estes problemas”.

O diretor-presidente da ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, Carlos Silva Filho, comentou que, com a assinatura da declaração, São Paulo, juntamente com as outras cidades presentes ao evento, elevou os resíduos sólidos a um tema prioritário.

“Foi estabelecida uma importante aliança internacional para promover os resíduos sólidos ao devido patamar de importância na agenda dos governos e da sociedade como um todo”.

O texto da declaração destaca que “a rápida urbanização, o consumo e produção insustentáveis, o esgotamento de recursos, as alterações climáticas e a degradação ambiental estão entre os desafios mais críticos na realização de cidades e sociedades sustentáveis”.

Diante disso, reconheceu-se que “a criação de um sistema de gestão de resíduos avançado, com políticas, tecnologias e infraestruturas adequadas, é indispensável na resolução desses problemas”.

Outro ponto elencado pelo documento é a importância das parcerias entre entes públicos e a iniciativa privada para a “introdução de melhores tecnologias e gestão, criação de financiamento e oportunidades de investimento, a melhoria da eficiência de custos e criação de novos mercados e empregos para as comunidades locais”.

Criada em 2009, a IPLA (International Partnership for Expanding Waste Management Services of Local Authorities – Parceria Internacional para Expansão dos Serviços de Gestão de Resíduos junto a Autoridades Locais) é um programa reconhecido e mantido pela ONU através da UNCRD (Comissão das Nações Unidas para Desenvolvimento Regional). Na América do Sul, a IPLA é representada pela ABRELPE.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: Daniela Ceneviva –

  
  

Publicado por em