Empreendimentos residenciais sustentáveis serão lançados no Rio de Janeiro

A construção civil é responsável pelo consumo de entre 15 e 50% dos recursos naturais extraídos, 66% de toda a madeira extraída, 40% da energia consumida e 16% da água potável. Pensando em um futuro

  
  

A construção civil é responsável pelo consumo de entre 15 e 50% dos recursos naturais extraídos, 66% de toda a madeira extraída, 40% da energia consumida e 16% da água potável. Pensando em um futuro sustentável, a incorporadora Esfera lança, nos dias 14 e 15 de julho, o Ecolife Freguesia, o primeiro empreendimento residencial com preocupação ecológica no Rio de Janeiro.

Através da implantação inédita de inúmeros diferenciais sustentáveis que vão desde o processo construtivo até os procedimentos adotados durante a vida útil do imóvel, os moradores do Ecolife são contemplados com uma taxa de condomínio de 20% a 30% menor que o valor cobrado em edifícios convencionais, melhor qualidade de vida e a certeza da preservação ao meio ambiente.

A Esfera Empreendimentos possui mais 4 empreendimentos em obras, outros 5 lançamentos em São Paulo e 1 no Rio de Janeiro. Todos em fase de certificação “Green Building”, o que se tornou uma tendência mundial. Nos Estados Unidos, por exemplo, a preocupação com o tema valoriza um imóvel considerado sustentável em torno de 20% no ato da venda.

“Acredito que até 2009 esse fenômeno ocorrerá no Brasil, já que 28% de nossos clientes compram um apartamento pensando no futuro de sua família e no meio ambiente. Isso significa que a sociedade em breve vai considerar os diferenciais ecológicos ao adquirir um imóvel e os sustentáveis serão mais valorizados”, afirmou o engenheiro Luiz Fernando Lucho do Valle, presidente da Esfera.

Ao contrário de outras empresas do setor, a incorporadora possui um custo menor na construção de seus “prédios verdes”. Em alguns casos, a obra fica 30% mais cara devido ao uso de materiais e equipamentos diferenciados. No Ecolife essa diferença gira em torno de 2 a 3% em comparação aos imóveis convencionais devido à construção em série – todos os empreendimentos são iguais, têm a mesma planta, o que não gera custos adicionais com projeto – e à quantidade de unidades por edifício.

Luiz Fernando encontrou nesse esquema de produção uma alternativa para tornar o Ecolife um produto que, além do apelo ecológico, fosse competitivo economicamente no mercado imobiliário e afirma, “meu benchmark é a indústria automobilística. Acredito que o Brasil tem grande potencial de crescimento no mercado imobiliário, representado hoje por 2% da economia. Na Argentina, por exemplo, chega a 15%”.

A minimização dos custos adicionais no processo construtivo e a tendência mundial de valorização dos empreendimentos sustentáveis levaram o engenheiro a subsidiar os compradores do Ecolife para que não haja dúvidas na escolha do imóvel. “Com tantos diferenciais ecológicos proporcionando qualidade vida, preservação do meio ambiente, taxa de condomínio menor e com o preço dentro da média do mercado, conseguimos vender mais e consequentemente, conscientizar a população sobre os problemas ambientais”, concluiu o engenheiro empresário com visão fixa no desenvolvimento da Esfera Empreendimentos.

Diferenciais Eco – conceito dos empreendimentos Ecolife

O respeito ao meio ambiente começa com o respeito às pessoas que vivem nele. Por isso, os empreendimentos Ecolife são planejados para que os recursos naturais sejam otimizados, refletindo, inclusive, na redução da taxa de condomínio em até 30%. Pioneiros no setor há dois anos e meio, oferecem propostas que buscam viabilizar a aproximação da sua família com a natureza, conscientizando, educando e, ao mesmo tempo, permitindo o uso inteligente dos recursos naturais no dia-a-dia dos empreendimentos.

Alvenaria Estrutural e outras medidas que protegem o Meio Ambiente

A alvenaria estrutural permite que os principais recursos naturais utilizados em construção civil sejam economizados desde o projeto. É um processo construtivo que não usa madeira a não ser nos acabamentos, produz o mínimo de entulho e resíduos - entre 0 e 1% - economiza matéria-prima, entre outras vantagens.

Partindo da estrutura não armada, as paredes sustentam o peso da construção sem a necessidade de pilares e vigas, e sem a utilização de ferros. Os reforços metálicos são colocados apenas em cintas, vergas, contra vergas, na amarração entre paredes e nas juntas horizontais com a finalidade de evitar fissuras localizadas.

A madeira só é utilizada em acabamentos e, mesmo assim, é exigido pela Esfera que seja reflorestada. No processo construtivo, são utilizadas gruas para levantar lajes e outros itens mais pesados que antes necessitassem de andaimes.

Além disso, o empreendimento é modulado para evitar cortes em tijolos e cerâmicas. Ou seja, a preocupação com o meio ambiente vem desde o projeto arquitetônico, já que o desperdício desses materiais produz poeira – uma das principais vilãs da construção – e muito entulho. Outro diferencial é o shaft – um vão na construção para passagem de tubulações e instalações verticalmente – evitando o recorte em paredes e lajes para futuras manutenções.

Todos os terrenos comprados para a construção de um Ecolife, têm as árvores reflorestadas dentro do próprio empreendimento. No caso de demolições, é primordial que as construtoras aproveitem no mínimo 20% do entulho.

Água: a Esfera incentiva o uso racional da água tanto no processo construtivo quanto durante a vida útil do empreendimento. As construtoras parceiras do Ecolife são incentivadas e realizam uso racional deste recurso.

Reciclagem e medidas sustentáveis adotadas pelo Grupo Esfera durante a vida útil da edificação

1. Pomar e Herbário

Área reservada para Herbário e Pomar para que os moradores, e principalmente as crianças, tenham contato com frutas e verduras diretamente da natureza, vendo-as crescer e aprendendo a cuidá-las, além de curtir o prazer de poder colhê-las diretamente “no pé”.

2. Coleta de Lixo Seletiva

Em nossos projetos Ecolife, a Esfera destina espaço para que haja a separação do lixo por categoria (orgânico, papel, vidro, alumínio e plástico). Esta coleta seletiva permite, ainda, a geração de receita adicional, proveniente da venda do lixo reciclado (papéis, vidro e alumínio), o que ajudará a diminuir os custos do condomínio.

3. Sensores de presença

Economizar energia elétrica é uma atitude saudável para o bolso, para o país e para o planeta. O menor consumo representa uma substancial redução na conta de luz de cada apartamento e na taxa do condomínio e, ainda, otimiza os investimentos e as intervenções na natureza para produção de mais energia. Por isso tudo, os empreendimentos Ecolife contam com sensores de presença em todas as áreas comuns.

4. Reuso de água

Economizar água é fundamental para o futuro do planeta. Por isso, a Esfera incorporou nos seus empreendimentos o reuso da água: a água proveniente dos lavatórios e dos chuveiros passa por uma estação de tratamento de esgoto (ETE) e é novamente armazenada, para uso exclusivo nos vasos sanitários.

5. Água de chuva – captação e reuso

Através de caixas de coleta, a água da chuva será captada, passará por um sistema de filtragem antes de ser novamente armazenada, para uso exclusivo na irrigação das áreas verdes. Estas captações e os seu reuso representam grande economia ao condomínio e preservação dos recursos hídricos.

6. Água filtrada em todos os pontos de consumo

Água limpa em todas as torneiras e pronta para beber. A água recebida da rede de abastecimento público será filtrada e armazenada em um reservatório de água potável.

7. Aquecimento de chuveiros a gás

O aquecimento a gás garante um banho mais gostoso e relaxante. Além de um fluxo contínuo de água quente assim que abre o registro, o aquecimento a gás garante que o consumo de energia elétrica será reduzido nos apartamento. Maior conforto e economia aliados à responsabilidade ambiental.

8. Medidores de consumo individuais

Pouco usado no mercado, a Esfera entrega o Ecolife com medidores individuais de consumo de água e gás. Cada morador terá seu próprio controle de consumo. Isso evita o desperdício e reduz os gastos com esses serviços.

9. Janelas Persianas

Todas as janelas do Ecolife serão do tipo persiana. Isso aumenta a entrada de luz natural (sol) em 100%, tornando cada ambiente mais iluminado, mais saudável e ainda reduzindo o consumo de energia elétrica.

10. Churrasqueira ecológica

Todos os apartamentos possuem churrasqueira na varanda. A churrasqueira ecológica possui o sistema de aquecimento a gás em rochas vulcânicas. A churrasqueira ecológica não produz fuligem, não consome carvão vegetal e por isso ajuda a preservação ambiental e prepara mais rápido o seu churrasco.

11. Elevador ecológico

As cabines dos elevadores serão entregues com alguns diferenciais: sensores de presença, acabamento com detalhes de revestimento com lâminas de madeira de reflorestamento, aromatizador, ambientação com som da natureza e imagens com tema de ecologia.

12. Energia solar

Placas de captação retêm energia dos raios solares que é armazenada em baterias. Essa energia é utilizada pelo condomínio em algumas áreas comuns, economizando energia elétrica e reduzindo os gastos com o condomínio.

Benefícios:

· Diminuição do lixo produzido.

· Conscientização dos envolvidos em todos os níveis. Desde operários e fornecedores até aos futuros moradores que visitam a obra a cada três meses e são testemunhas da coerência do conceito Ecolife.

· Imóveis sustentáveis têm preço diferenciado na revenda. Nos Estados Unidos os empreendimentos com selo Green Building são valorizados em até 20%.

· Redução do custo e da manutenção do condomínio.

Fonte: Visar Planejamento

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em

Camila

Camila

23/02/2010 09:01:38
Acho a ideia maravilhosa temos que nós preocupar-mos mais com o nosso planeta, e assim estamos nós ajudando e ajudando a todos