Instituto Sapucaia apoia projeto de reflorestamento na Mata Atlântica.

As árvores a serem plantadas são espécies nativas da região, como o Guapuruvu, o Pau de Viola, o Jerivá, a Embaúba, o Pau Formiga, a Sapucaia e o Ipê Amarelo

  
  

Uma filosofia de trabalho voltada para o meio ambiente deve ser uma prática constante para se obter resultados significativos. É o que a Surya Brasil vem fazendo, através de seus produtos e de diversas ações.

Beleza, bem-estar e harmonia com a natureza fazem parte da filosofia da empresa, que é pioneira e reconhecida internacionalmente pelos seus cosméticos naturais e orgânicos.

Agora a Surya dá um novo passo na questão da sustentabilidade. Através de uma parceria com o Instituto Sapucaia, a empresa vai promover o reflorestamento da microbacia hidrográfica do Córrego Guatinga, uma Área de Proteção Permanente (APP), localizada na cidade de Jacareí (SP), em plena Mata Atlântica. As primeiras 250 mudas serão plantadas no próximo sábado (14 de março).

Mas a importância do reflorestamento para aquela área vai além do plantio das árvores em si. É o que explica Marlene Silvério, bióloga e coordenadora desse projeto no Instituto Sapucaia: “Podemos chamar esta área de zona produtora de água. Trata-se de um micro-sistema fundamental, que colabora para um sistema maior. Provas antropológicas mostram que em tempos remotos esta área foi povoada por índios que se serviam da grande quantidade de água ali existente”.

Felipe Caranassios, responsável pelo Departamento de Meio Ambiente da Surya Brasil dá mais detalhes do impacto positivo que as novas árvores terão para a geografia da região: “O papel das árvores é o de promover a arborização urbana e paisagística e, principalmente, ajudar na contenção da erosão, contribuir para a infiltração de águas pluviais e para a proteção de mananciais”.

O Guatinga é afluente do Rio Comprido, que por sua vez é afluente do Rio Paraíba do Sul, uma grande bacia que abastece três estados: São Paulo, onde está sua nascente, Minas Gerais e o Rio de Janeiro, onde termina na Bacia de Campos.

As árvores a serem plantadas são espécies nativas da região, a maioria da Mata Atlântica, como o Guapuruvu, o Pau de Viola, o Jerivá, a Embaúba, o Pau Formiga, a Sapucaia e o Ipê Amarelo, entre outras espécies, além de árvores frutíferas, como pitangueiras, goiabeiras e figueiras.

O Brasil tem 11,6% da quantidade de água doce superficial do mundo – 70% dessa quantidade está na Amazônia brasileira. Na região Sudeste, onde se concentra 42,6% da população brasileira, há apenas 6% de toda a água existente em nosso país. Com o consumo em constante crescimento, medidas de consumo consciente e de preservação das “fábricas d’água”, mais do que necessárias, são urgentes. Preservação das nascentes e reflorestamento são soluções mais eficientes e duradouras.

Compensar emissões de carbono:

Com essa parceria, a Surya Brasil irá compensar cerca de 75% das emissões de carbono de 2007 – de acordo com o escopo 1, recomendado pelo Protocolo GHG - Greenhouse Gás Protocol - processo produtivo, uma metodologia internacional que permite que as empresas realizem inventários de gases de efeito estufa, para que possam controlar sua emissão e colaborar para minimizar o aquecimento global. Nessa parceria com o Instituto, a empresa vai chegar a sete mil mudas e já iniciou os estudos para neutralizar também as emissões de 2008.

“Para a Surya Brasil, o crescimento permanente dos negócios só acontece quando se constrói um relacionamento de respeito e de solidariedade com a natureza, com os animais e com a sociedade”, ressalta Clélia Angelon presidente e fundadora da Surya Brasil.

Numa primeira etapa, o reflorestamento abrangerá aproximadamente 4.000 m², com o plantio de mil mudas, para aproveitar as chuvas de verão e assegurar que todas tenham longevidade. As demais mudas serão plantadas de acordo com um calendário agrícola que favoreça o desenvolvimento das árvores. O mutirão de reflorestamento contará com a participação da comunidade e dos colaboradores da Surya Brasil.

“Para essa parceria, optamos pelo Instituto Sapucaia porque ele realiza um trabalho diferenciado, voltado ao reflorestamento, envolvendo a comunidade e a preservação da mata ciliar, importante parte da vegetação brasileira voltada à preservação dos lençóis freáticos. Estamos muito satisfeitos com o andamento desse projeto”, completa Felipe Caranassios.

O envolvimento da comunidade se deu através de um trabalho de educação ambiental realizado por meio de aulas a crianças e adolescenes de escolas em Jacareí no final de 2008.

A parceria entre a Surya Brasil e o Instituto Sapucaia beneficiará os moradores próximos ao córrego com o projeto de educação ambiental, toda a população da Bacia do Rio Paraíba do Sul e os projetos de revitalização da Mata Atlântica.

A ação levará informação e ajudará as pessoas a terem uma visão mais crítica, desenvolvendo a consciência de que podem melhorar sua própria realidade e a qualidade de vida através de suas escolhas e iniciativas.

“A filosofia de trabalho da Surya foi um fator muito importante para nós do instituto, pois almejamos, assim como a empresa, ter um meio ambiente sadio para as futuras gerações e para mantermos a nossa qualidade de vida nos dias atuais”, finaliza Marlene.

Sobre a Surya Brasil:

Criada em 1995, pela sua presidente Clélia Cecília Angelon, a Surya Brasil é especializada em cosméticos naturais e orgânicos. A empresa baseia sua filosofia no trinômio Natureza, Tecnologia e Ayurveda, com os objetivos de aproveitar as riquezas naturais de modo sustentável, utilizar ingredientes não agressivos à saúde e ao meio ambiente, desenvolver ações que beneficiem a sociedade e incentivar o consumo mais responsável.

A empresa estimula a eliminação do uso de agrotóxicos nas plantações e valoriza o produtor consciente fazendo-se o uso de uma grande variedade de ingredientes orgânicos certificados.

A empresa mantém o programa Surya Solidária, que desenvolve projetos de sustentabilidade, defesa e proteção dos animais e de seus direitos, preservação do meio ambiente, desenvolvimento da auto-estima da população, capacitação e geração de renda. Um dos projetos apoiados é o PROJETO MATEIRO, em Manaus (AM), que visa habilitar pessoas com conhecimento tradicional da floresta para reconhecer espécies com nomes científicos, o que lhes capacita como profissionais especializados na biodiversidade da Amazônia.

Instituto Sapucaia:

Fundado em maio de 2006, o Instituto Sapucaia é uma associação civil de natureza filantrópica, sem fins lucrativos, que visa realizar ações em educação, cultura e meio ambiente. Entre outras atividades, realiza ações sociais e humanitárias, incentiva estudos, pesquisas e desenvolvimento de tecnologias alternativas, promove a defesa da ética, da paz e da cidadania, além de fomentar ações de preservação e valorização dos patrimônios cultural, histórico e artístico do Vale do Paraíba.

Fonte: Del Valle Editoria / Prestige Assessoria de Comunicação
Site: www.revistaecotour.com.br

  
  

Publicado por em

Sonia Vieira

Sonia Vieira

06/03/2013 14:43:27
Tenho uma pequena propriedade as margens da BR 230, Município de Sao Miguel de Itaipu-Paraiba, e gostaria de saber onde encontrar orientação para um projeto de reflorestamento com árvores da mata atlantica e de madeira nobre.

Alba

Alba

13/07/2011 14:22:13
Alba- olá! gostaria de fazer parte dessa luta a favor do reflorestameto no mundo, entao gostaria de fazer minha parte em minha cidade, mas preciso de um projeto de reflorestamento, por isso peço ajuda, que me enviem enquanto estou vivo pois quero fazer a minha parte para que as gerações futuras possam ainda ter o gosto de ao menos respirar!Como adquirir mudas de sapucaia?

Lundi

Lundi

11/03/2011 22:20:46
olá! gostaria de fazer parte dessa luta a favor do reflorestameto no mundo, entao gostaria de fazer minha parte em minha cidade, mas preciso de um projeto de reflorestamento, por isso pesso ajuda, que me enviem enquanto estou vivo pois quero fazer a minha parte para que as gerações futuras possam ainda ter o gosto de ao menos respirar!

David

David

30/11/2010 15:53:02
Gostaria de poder viver do reflorestamento, acham que é possivel? Adoro plantar árvores e gostaria mais ainda de poder ver uma área degradada ser recuperada, não me importaria em viajar o Brasil fazendo isso, mas precisaria de, pelo menos, o básico para meu sustento. Por acaso vocês sabem se existe um fundo do governo ou nações unidas para esse fim?

Geni Ferreira da Silva

Geni Ferreira da Silva

09/03/2010 21:33:38
Tenho uma área de 100 ha,localizada na floresta amazonica,e 50% da mesma esta desmatada, gostaria de reflorestar. Como devo proceder? Qual a quantidade de mudas, qual o tipo de árvores que devo plantar? como conseguir as mudas? que lucro terei e quando com o reflorestamento? ha algum financiamento p/ isso?

Paulo Muniz Leite

Paulo Muniz Leite

01/02/2010 11:39:02
Por que neste plantio nao foi incluido o palmito jucara(euterpe edullis)?

J B

J B

25/10/2009 20:16:52
Acho que houve pouco interesse da entidade sobre o questionamento dos jovens que solicitam informações sobre plantas nativas. Por que não houve respostas para suas curiosidades e auxilio em sua tarefa de tornar o planeta mais verde?

Emival roldao

Emival roldao

28/09/2009 18:00:32
Gostei tanto da iniciativa de voces, que fiquei inspirado a fazer o mesmo. se voces tiverem sementes de sapucaia,e outras sementes, tenho onde plantar, comecei a fazer estudos sobre plantio, por estaquia, mergulhia, etc. mas não tenho informação suficiente para dar continuidade, e tenho como conseguir milhares de sementes de baru, se voces estiverem interessados me procurem

Dilmar Araújo

Dilmar Araújo

12/06/2009 10:50:22
Gostei bastante da iniciativa dos senhores e espero que este trabalho muito bonito continue, pois são atitudes como a de vocês que nos deixam feliz por saber que não estamos só nessa luta. Um forte abraço Prof Dilmar Araújo

Maria Helena Guilherme

Maria Helena Guilherme

14/04/2009 19:44:08
TAMBEM QUERO FAZER UM PROJETO DE REFLORESTAMENTO EM MINHA CIDADE,MAS PRECISO DA PARTE PEDAGOGICA COMO MONTAR O PROJETO PARA QUE FIQUE ARQUIVADO

Adriane Samyra Gonçalves

Adriane Samyra Gonçalves

05/04/2009 12:16:00
prezados senhores,
meu nome é ingrid sou estudante do terceiro ano do ensino médio na escola estadual ordem e progresso em bhte/mg,recebí juntamente com outros colegas a incumbencia de desenvolver um projeto que modificasse minha cidade, escolhemos projeto de reflorestamento em áreas urbanas diante deste desafio começamos a pesquisar e deparei com a o site ecoviagem.com.br li a repeito do projeto dos senhores. fiquei muito feliz
em saber que existe pessoas preocupadas com este problema que é de todos. alinhada a esta luta gostaria de saber dos senhores qual a possibilidade de enviar-me instruções a respeito do cultivo de espécies nativas do brasil pois o projeto que o grupo que participo irá apresentar é justamente sobre o reaproveitamento de áreas urbanas que até a presente data estão ociosas e podem ser utilizadas com o plantio de espécies exclusivamente brasileiras. como já temos uma área em vista gostariamos se possível que nos enviassemos material a respeito de como se faz o cultivo desde a semente em que tipo solo e clima estas espécies melhor se adaptam e por último como é feita a manutenção tais como controle poda e replantio. o nosso objetivo é mostrar que é possível viver no meio urbano desfrutando de uma melhor qualidade de vida conciliada ainda com beleza porque as espécie nativas deste país têm flores e perfumes maravilhosos e isto não podemos deixar acabar.
contando com a compreenção dos senhores aguardo resposta mas por favor responda mesmo que a resposta seja negativa.
obrigada

Ingrid swamy

Ingrid swamy

28/03/2009 21:02:13
prezados senhores,
meu nome é ingrid sou estudante do terceiro ano do ensino médio na escola estadual ordem e progresso em bhte/mg,recebí juntamente com outros colegas a incumbencia de desenvolver um projeto que modificasse minha cidade, escolhemos projeto de reflorestamento em áreas urbanas diante deste desafio começamos a pesquisar e deparei com a o site ecoviagem.com.br li a repeito do projeto dos senhores. fiquei muito feliz
em saber que existe pessoas preocupadas com este problema que é de todos. alinhada a esta luta gostaria de saber dos senhores qual a possibilidade de enviar-me instruções a respeito do cultivo de espécies nativas do brasil pois o projeto que o grupo que participo irá apresentar é justamente sobre o reaproveitamento de áreas urbanas que até a presente data estão ociosas e podem ser utilizadas com o plantio de espécies exclusivamente brasileiras. como já temos uma área em vista gostariamos se possível que nos enviassemos material a respeito de como se faz o cultivo desde a semente em que tipo solo e clima estas espécies melhor se adaptam e por último como é feita a manutenção tais como controle poda e replantio. o nosso objetivo é mostrar que é possível viver no meio urbano desfrutando de uma melhor qualidade de vida conciliada ainda com beleza porque as espécie nativas deste país têm flores e perfumes maravilhosos e isto não podemos deixar acabar.
contando com a compreenção dos senhores aguardo resposta mas por favor responda mesmo que a resposta seja negativa.
obrigada