Ministério do Meio Ambiente (MMA)

A questão ambiental envolve dimensões culturais, sociais, econômicas e políticas.. As queimadas ainda são as técnicas mais utilizadas e mais rudimentares para o preparo do solo. Na região do Arco do Desflorestamento temos, nas proximidades da imensa rique

  
  

A questão ambiental envolve dimensões culturais, sociais, econômicas e políticas.. As queimadas ainda são as técnicas mais utilizadas e mais rudimentares para o preparo do solo. Na região do Arco do Desflorestamento temos, nas proximidades da imensa riqueza da Amazônia Legal, pessoas vivem em condição de miséria.

Muitas vezes não há condições de sobreviver senão com o que se consegue da Floresta. Eles ficam vulneráveis à ação dos verdadeiros agentes devastadores: grilheiros, pecuaristas inescrupulosos, madeireiros gananciosos.

Além disso, o Brasil perde uma fortuna com a biopirataria e em royalties nos princípios ativos das plantas e ervas da nossa flora e fauna. As populações locais muitas vezes, não têm consciência de que mesmo diante daquela imensidão verde, os recursos da floresta são finitos.

Para mudar esse quadro, é necessário um trabalho de conscientização árduo e longo. O objetivo não pode ser apenas punir, mas propor alternativas economicamente viáveis e substitutas aos atuais padrões de exploração. Essa é uma questão complexa que exige ações de Educação Ambiental e a jurídicas.

Desde o ano 2000, está em vigor a Lei de Crimes Ambientais, um instrumento muito importante no combate aos perigos para o meio ambiente. Queimadas, desflorestamento, caça, pesca irregular estão previstos e são passíveis de punição. A lei dá suporte às ações de fiscalização e controle realizados de forma conjunta pelo Ibama, Polícia Federal e o Exército. Esta união de forças reflete a importância da preservação deste patrimônio.

No passado a lenda sobre o Eldorado moveu a alma e a ambição de exploradores. Nessa busca muitos entregaram suas vidas e suas riquezas. Hoje, o ouro que atrai não é mais amarelo, mas verde. Ouro verde das florestas brasileiras, com sua prodigiosa variedade de plantas, flores, insetos e animais. A biodiversidade brasileira corresponde a 40% do total mundial. Uma reserva que outros países já consumiram, mas que aqui ainda está preservada. É esta riqueza temos que preservar e aprender a utilizar com consciência ambiental e com responsabilidade social.

==============================================
Esplanada dos Ministérios
Bloco `B` do 5º ao 9º andar
Cep: 700068-900
Brasília - DF

MINISTRA DE ESTADO
Maria Osmarina Marina da Silva Vaz de Lima (marina.silva@mma.gov.br)
DDD (61), Telefones: 322-7819 / 317-1057 / 317-1058 e 317-1289
Esplanada dos Ministérios, Bloco B, 5º andar
70068-900 - Brasília - DF
FAX: 322-8469

OUTROS ÓRGÃOS:

ANA - Agência Nacional de Águas - SPS - Àrea 05 - Qd. 03 - Bl. B e L - CEP: 70.610-200 - Brasília - DF

ASPAR - Assessoria Parlamentar - Câmara dos Deputados - Anexo 02 Sala 150 Ala B - CEP: 70.160-900 - Brasília - DF

CONGen - Conselho de Gestão do Patrimônio Genético - SAS - Qd. 05 - Lt. 05 - Bl. H - Sala 804 - CEP: 70.070-914 - Brasília - DF

Fórum Intergovernamental de Segurança Química- SHIS - QI 09 - Bl. H - Sala 208 - Lago Sul - CEP: 71.625-095 - Brasília - DF

IBAMA - SAIN 1 - 4 Bl. B - Térreo - Ed. Sede do IBAMA - CEP: 70.800-900 - Brasília - DF

JBRJ - Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro - Rua Pacheco Leão, 915 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22.460-030

Programa Pantanal - SHIN - CA 05 Conj. B Sala 210 a 215 - Lago Norte - CEP: 71.503-505 - Brasília - DF

SCA / PPG7- Secretaria de Coordenação da Amazônia / PPG7 - SCS Qd. 06 - Bl. A - Ed. Sofia 1º e 2º andares - CEP: 70.306-000 - Brasília - DF

SQA - Secretaria de Qualidade Ambiental nos Assentamentos Humanos (Gerência de Projetos) - SAS Qd. 05 Lt. 05- Bl. H - 8º andar - CEP: 70.070-914 - Brasília - DF

SRH - Secretaria de Recursos Hídricos - SGAN - Qd. 601 - Lote 01 Ed. Codevasf - 4º andar - CEP: 70.830-901 - Brasília - DF e SAS Qd. 05 Lote 05 Bl. `H` Sala 813 - CEP: 70.070-914 - Brasília - DF

  
  

Publicado por em

Alvaro eduardo patrício de toledo

Alvaro eduardo patrício de toledo

11/04/2009 10:06:29
Desmatamento,queimadas,poluição:- considero um crime hediondo.
Falta, à maioria da população da nossa terra, a conscientização de que, se assim continuarmos procedendo, não haverá mais vida animal como conhecemos, em nosso planeta. É necessário uma intensa propaganda de ALERTA VERMELHO! Não acreditam também?