Parceria ajuda a recompor florestas de Bonito e Jardim, MS

Proprietários rurais recompõe áreas de Reserva Legal e Áreas de Preservação Permanente com a ajuda de empresas interessadas em neutralizar carbono e contribuir com a conservação dos recursos naturais de Bonito e região.

  
  

De um lado, paira sobre a cabeça do produtor rural a espada da lei ambiental, que o obriga a preservar ou recompor com árvores nativas no mínimo 20% de sua propriedade (Reserva Legal) – no caso do Sudeste, Sul, Centro-Oeste e Nordeste, isto sem levar em consideração as Áreas de Preservação Permanentes – APPs, que também devem ser mantidas intactas. De outro lado, há produtores que mal têm dinheiro para investir nas lavouras anuais e na pecuária, o que se dirá no plantio de árvores.

De acordo com o biólogo Otávio Morais, da empresa Brasil Diverso, especializada em recomposição de florestas: “uma recomposição de floresta com espécies nativas, seguindo à risca toda a legislação, chega a R$ 15,00 por muda, por dois anos, com 1.667 mudas por hectare”. Ou seja, durante dois anos, que é o tempo que se espera que a muda nativa já possa crescer por conta própria, o produtor gastaria no mínimo R$ 12.500,00 por hectare/ano (dados do site www.sma.org.br).

A boa notícia é que os produtores rurais de Bonito e Jardim, MS, atualmente tem a possibilidade de recompor áreas com espécies nativas sem gastar praticamente nada. Trata-se do Programa Plante Bonito, desenvolvido pelo Instituto das Águas da Serra da Bodoquena – IASB.

O Plante Bonito é um programa pioneiro de recuperação das matas nativas da Serra da Bodoquena, onde as mudas utilizadas nos plantios são patrocinadas por empresas de diversos ramos, e também por pessoas físicas e escolas.

Funciona assim: Para participar do Plante Bonito basta o produtor rural preencher um Formulário de Cadastramento da Propriedade (disponível no escritório do IASB). Caso sua área seja selecionada, será assinado um Contrato de Doação de Mudas para reflorestamento, onde o produtor interessado se compromete a colaborar com o plantio e a zelar pelas mudas. Conforme as mudas são patrocinadas por empresas, escolas e pessoas físicas, o IASB irá realizar o plantio na fazenda e por um período de 2 anos fará o monitoramento das mudas e a sua reposição, caso haja a morte de alguma.

Assim, as mudas não possuem nenhum custo para o produtor rural. No entanto, destacamos que o Plante Bonito fornece apenas as mudas das árvores nativas e o plantio das mesmas, sendo a manutenção (coroamento, irrigação, limpeza, dentre outros) por conta do proprietário. Reforçando, o monitoramento, a orientação técnica, as mudas e o plantio são por conta do IASB através do patrocíno dos empresários participantes do programa.

O Programa Plante Bonito foi lançado em novembro de 2007 com o plantio de 80 mudas nas margens do córrego Restinga, em Bonito/MS. E atualmente conta com o apoio de 14 empresários, 02 escolas e 02 associações que possibilitaram até o momento o plantio de 1.600 mudas em 07 propriedades rurais distintas, localizadas em 02 municípios de MS, Bonito e Jardim. Além disso, como as mudas são plantadas em períodos chuvosos, o IASB acumula por enquanto um saldo de 200 mudas para serem plantadas na próxima estação.

Como pode ser visto, com o apoio empresarial está sendo possível reflorestar áreas desmatadas, principalmente matas ciliares, buscando a conservação dos recursos hídricos e a manutenção de todas as formas de vida que dele dependem. Para as empresas participantes do Programa, além do reconhecimento pela atitude louvável de conservação dos recursos naturais, outro benefício é a neutralização de carbono.

Para saber mais sobre o Plante Bonito, produtores rurais e empresários podem entrar em contato com o IASB pelo fone: 67 3255-1920, pelo e-mail: iasb@iasb.org.br ou visitar o escritório à Rua Cel. Pilad Rebua, nº 1.348, 2º Piso – Centro, Bonito/MS. www.iasb.org.br

Fonte: Rede de ONG's da Mata Atlântica

  
  

Publicado por em