São Paulo vai parar no Dia Mundial Sem Carro

A iniciativa tem a finalidade de alertar para a necessidade de se proteger o meio ambiente. Pretende também incentivar o uso de meios alternativos de locomoção, como bicicletas, caminhadas e o uso do transporte coletivo. A partir d

  
  

A iniciativa tem a finalidade de alertar para a necessidade de se proteger o meio ambiente. Pretende também incentivar o uso de meios alternativos de locomoção, como bicicletas, caminhadas e o uso do transporte coletivo.

A partir desta quarta-feira (08/08) começou a contagem regressiva do Dia Mundial Sem Carro. Marcado para o próximo dia 22 de setembro, será a terceira vez que o evento acontece na Cidade. A iniciativa tem a finalidade de alertar para a necessidade de se proteger o meio ambiente. Pretende também incentivar o uso de meios alternativos de locomoção, como bicicletas, caminhadas e o uso do transporte coletivo. A idéia é mobilizar a população para a prática de esportes e, ao mesmo tempo, estimular as pessoas a circularem por São Paulo sem automóveis particulares.

O lançamento da programação foi realizado na manhã desta quarta-feira no Espaço Rosa Rosarium, em Pinheiros, e contou com a presença do prefeito de São Paulo. O Dia Mundial Sem Carro é organizado pelo Movimento Nossa São Paulo, tem o apoio da Prefeitura e de cerca de 250 entidades. O Movimento preparou uma série de atividades para o dia 22 de setembro, como Psicodrama na Cidade, caminhadas e passeios de bicicleta. Este ano, o Dia Mundial Sem Carro será realizado simultaneamente à Virada Esportiva, evento espelhado na Virada Cultural. Terá centenas de atividades esportivas em todas as regiões de São Paulo, como academias na rua e no parque, enduro a pé e Arena no Vale do Anhangabaú, entre outras.

Por quase duas horas, o prefeito de São Paulo acompanhou o lançamento da campanha. O prefeito manifestou o desejo de que a data se torne uma referência, para que as propostas de São Paulo em torno da melhoria da qualidade de vida da população sejam contempladas por outras cidades brasileiras.

A programação deste ano contará com duas novidades: para que mais pessoas se envolvam com a idéia, a agência de propaganda Lew Lara veiculará comerciais e anúncios em rádios, televisões e jornais. Na data do evento, a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação vai realizar a Virada Esportiva, com centenas de atividades em diversos espaços públicos, academias de ginásticas, unidades do Sesc, da ACM e nas 31 Subprefeituras da Cidade. O Dia Mundial Sem Carro já é comemorado por cidades de vários países, sempre em 22 de setembro. O movimento nasceu na França, em 1997, e passou a ser realizado em São Paulo a partir de 2005, já durante a atual administração municipal.

O Movimento Nossa São Paulo preparou 22 atividades que serão executadas durante o Dia Mundial Sem Carro. Entre elas destacam-se os eventos de danças e brincadeiras de rua, psicodrama da cidade, ciclo de palestras e quatro roteiros ciclísticos, a saber: do Parque da Juventude até o Parque do Trote, na Vila Guilherme (Zona Norte); do Parque do Piqueri até a avenida Tiquatira (Zona Leste); do Parque do Ibirapuera até o Parque do Povo (Zona Sul) e do Parque do Ibirapuera até o Parque Villa Lobos (Zona Oeste).

Outros parceiros também vão aderir à campanha. Os ciclistas poderão estacionar bicicletas gratuitamente nos 600 estabelecimentos da rede de estacionamento Estapar. Já a Caloi emprestará gratuitamente bicicletas para que a população possa andar em diversos locais da Cidade. A empresa também organizará um passeio ciclístico por São Paulo.

Para o prefeito, o Dia Mundial Sem Carro é um dia de alerta. Como forma de melhorar as condições do trânsito em São Paulo, ele ressaltou a necessidade de se investir cada vez mais em transporte coletivo, incluindo corredores de ônibus, expansões das linhas do Metrô e a conclusão do Rodoanel.

"Numa Cidade onde circulam 5,5 milhões de carros por dia e, a cada dia, 500 novos veículos vão para as ruas, a Prefeitura só pode valorizar iniciativas que melhorem a qualidade de vida da população", afirmou o prefeito. "Precisamos retomar a qualidade de vida de São Paulo, e para isso é preciso estimular as pessoas a deixarem os carros em casa e usar transporte público", acrescentou.

Entre os investimentos da Prefeitura para oferecer alternativas de locomoção à população, o prefeito citou a recente liberação de R$ 9 milhões para a construção de uma nova ciclovia. A obra será erguida paralela à avenida Radial Leste, entre as estações de Metrô Corinthians-Itaquera e Tatuapé, na Zona Leste. "Serão quase 13 km. É mais uma opção para que as pessoas possam fugir do transporte individual", concluiu.

O Dia Mundial Sem Carro é coordenado pela Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente e desde 2006 faz parte do Calendário Oficial de eventos da Cidade. Em seu discurso, o secretário do Verde alertou para os riscos da poluição emitida por veículos automotores à saúde da população: "No Instituto do Coração, de cada 100 consultas no pronto- socorro, 12 são relacionadas à poluição do ar. O risco de se ter câncer de pulmão, morando em São Paulo, é 10% maior do que em outro local". O secretário ressaltou ações da Prefeitura com o intuito de melhorar o ar da Cidade, como a renovação da frota de ônibus coletivos e o programa de inspeção veicular em automóveis particulares, com início previsto para 2008.

Em relação à Virada Esportiva que será realizada no mesmo 22 de setembro, o secretário municipal de Esportes disse que é a primeira vez que o evento será feito na Cidade. Serão 24 horas de atividades esportivas ininterruptas, começando às 14h do sábado, 22 de setembro, e terminado às 14h do dia seguinte. "A iniciativa espelhou-se na Virada Cultural e terá como padrinhos o ex-jogador de futebol Pelé e a modelo Daniela Cicarelli", afirmou o secretário de Esportes.

Fonte: Portal da Prefeitura de São Paulo

  
  

Publicado por em