Agenda 21 escolar é tema de evento na Câmara dos Vereadores de SP

Acontecerá no dia 21 de novembro, das 9h às 18h, na Câmara dos Vereadores de São Paulo o evento denominado Agenda 21 Escolar. Esta atividade é uma iniciativa do Fórum da Agenda 21 de São Paulo, que conta com o apoio de diversos setores sociais, entre eles

  
  

Acontecerá no dia 21 de novembro, das 9h às 18h, na Câmara dos Vereadores de São Paulo o evento denominado Agenda 21 Escolar. Esta atividade é uma iniciativa do Fórum da Agenda 21 de São Paulo, que conta com o apoio de diversos setores sociais, entre eles – Instituto Ecoar para a Cidadania, Instituto Paulo Freire, Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo, APETRES, Gabinete da Vereadora Flávia Pereira, Rede Brasileira de Educação Ambiental, entre muitos outros.

Foram convidados a compor a mesa de debates, no período da manhã, Rachel Trajber (MMA), Prof. Luis Antônio de S. Amaral (SVMA), Prof. Moacir Gadotti (IPF), Profa. Maria Cecília Pelicioni (FSP/USP), Profa. Nídia Pontuschka (FE/USP), que discutirão a importância de projetos de educação ambiental, proativos, focados na participação da comunidade escolar e de sua vizinhança, em prol da sustentabilidade.

Em especial, Rachel Trajber, coordenadora da Conferência Infanto-Juvenil de Meio Ambiente traçará um paralelo entre as Conferências de Meio Ambiente nas escolas e a elaboração de agendas 21 escolares.

No período da tarde, representantes dos municípios de Suzano – SP e de Volta Redonda – RJ, e de algumas comunidades escolares apresentarão seus projetos de Agendas 21 Escolares, que de um modo geral visam levantar problemas sócio-ambientais locais e resolvê-los de maneira participativa envolvendo todos os atores ligados à escola e a comunidade do entorno.

Logo após as exposições orais, serão formados dois grupos de trabalhos, com os seguintes temas: metodologias para a construção e implementação de Agendas 21 Escolares e políticas públicas voltadas a este tema.

Para os coordenadores do Fórum, este evento pretende ampliar o conhecimento sobre a Agenda 21, em especial para aqueles que criam e implementam políticas públicas de educação no município de São Paulo, e para atores sociais envolvidos a escola ( diretores, coordenadores, professores etc.), em prol de uma discussão unindo políticas públicas de educação e as questões sócio-ambientais locais.

As inscrições para o evento Agenda 21 Escolar são gratuitas e limitadas (200 vagas). Deverão ser feitas com antecedência, pelo tel.: (11)3111-2217 ou 3111-2466 ou por e-mail.

Histórico do Fórum da Agenda 21 de São Paulo:

Em fevereiro de 2003, na Câmara Municipal de São Paulo, foi realizado o I Seminário sobre Agenda 21 e Sustentabilidade, a partir do qual constituiu-se o Fórum da Agenda 21 de São Paulo, integrado até hoje por 190 membros, entidades, políticos e especialistas ambientais. O principal objetivo do Fórum é a efetiva implementação da Agenda 21 no município de São Paulo.

O Fórum Agenda 21 de São Paulo, na seqüência do seminário, promoveu, num primeiro momento, reuniões, debates, discussões e plenárias a partir dos quais constituiu a sua Carta de Princípios.

Em agosto, realizou a I Mesa Redonda, com o tema “ Metodologia de Implementação da Agenda 21”, com a participação de representantes do Ministério do Meio Ambiente, Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente e Secretaria Municipal de Educação. Estavam representadas 18 subprefeituras do município de São Paulo, além de vereadores do município e representantes da sociedade civil organizada como Ong´s, Universidades e Movimentos Sociais.

A II Mesa Redonda, será realizada, no dia 21 de novembro, na Câmara Municipal, com o tema “ Agenda 21 Escolar”.

Mais informações:
Tel: (11) 3111-2217 / 3111-2466 ( com Jorge)
Tel: (11) 3052-1362 ( com Débora Olivato)

Fonte: Rebea

  
  

Publicado por em

Marcelo de Brito

Marcelo de Brito

22/10/2008 22:23:30
Eu queria saber se voces tem alguma coisa sobre o projeto de saneamento criado por alunos do Rio Gande do Sul, no qual esses utilizam pneus usados de carros, que seriam jogados fora e, através destes acbam com as valas em vários bairros do Rioi Grande do Sul. obrigado.