Ibama de Santarém apreende madeiras nobres no oeste do Pará

Os caminhões com as madeiras apreendidas estão sob a guarda da Gerência do Ibama em Santarém

  
  

Fiscais do Ibama com apoio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), apreenderam 34 metros cúbicos de madeiras nobres, das espécies maçaranduba e jatobá, que estavam sendo transportados sem autorização do órgão competente, por dois caminhões na PA- 370, km 42, que liga o município de Santarém a Uruará, dois grandes pólos madeireiros do oeste paraense.

A madeira está sob a guarda do Ibama em Santarém

Os caminhões com as madeiras apreendidas estão sob a guarda da Gerência do Ibama em Santarém, e os responsáveis pela infração foram autuados em R$ 4,8 mil pelos 16 metros cúbicos de maçaranduba e o outro, em R$ 5,4 mil pelos 18 metros cúbicos de jatobá.

Segundo o Chefe da Fiscalização do Ibama em Santarém, Marcus Bistene, o objetivo da ação foi coibir o transporte ilegal de madeira no município e proximidades. “O que dificulta o trabalho de fiscalização do Ibama nessa região é que a PA-370 apresenta muitas comunidades em suas margens, que avisam a nossa presença aos infratores. Em posse da informação, eles se escondem em ramais que partem da rodovia, mas isso não impede que façamos nosso trabalho e tenhamos bons resultados como o de ontem”, afirma Bistene.

Fonte: Ibama de Santarém

  
  

Publicado por em

Edson Carlos Wirmond.

Edson Carlos Wirmond.

30/04/2009 18:13:57
Eu acho que multar não resolve, pois vão continuar retirando madeira ilegalmente, pois além da lei oferecer caminhos para o não cumprimento da própria lei, os valores são muitas vezes menores que o valor da madeira.
O processo para a resolução deste problema é mais profundo.