O custo ambiental da água engarrafada

Venda de água em garrafas PET cresce sem parar e Brasil está entre os dez maiores consumidores. A água engarrafada, bebida cujo consumo mais cresce no mundo, tem um alto custo ambiental, por acumular plástico em depósito

  
  

Venda de água em garrafas PET cresce sem parar e Brasil está entre os dez maiores consumidores. A água engarrafada, bebida cujo consumo mais cresce no mundo, tem um alto custo ambiental, por acumular plástico em depósitos e exercer pressão sobre as fontes, segundo Ling Li, que escreveu o relatório para o Instituto Worldwatch, de Washington. "A água engarrafada é realmente cara, em termos de custos ambientais e economicamente", disse Li.

O consumo mundial de água engarrafada mais do que dobrou entre 1997 e 2005, sendo os EUA os maiores consumidores - 28,6 bilhões de litros em 2005. O consumo da Índia quase triplicou entre 2000 e 2005, e o da China mais do que dobrou. México, Brasil, Itália, Alemanha, França, Indonésia e Espanha completam a lista dos dez maiores consumidores.

Enquanto muita gente em países desenvolvidos compra água engarrafada por causa da segurança, limpeza, gosto e status, mais de 1 bilhão de pessoas em países pobres não têm acesso a água potável, engarrafada ou não. E, nos países desenvolvidos, a água engarrafada pode estar sendo analisada segundo padrões mais baixos que a de torneira, diz o relatório.

O impacto ambiental pode começar na fonte, e alguns córregos e lençóis freáticos se esgotam quando há uma "retirada excessiva" de água. Além do custo energético de produzir, engarrafar, empacotar, armazenar e transportar a água, também há o custo ambiental dos milhões de toneladas de plástico derivado de petróleo. "A indústria de bebidas se beneficia ao máximo da nossa obsessão por água engarrafada", disse Ling. "Mas isso não serve de nada para o incrível número de pobres do mundo que vêem a água potável segura como um luxo, ou meta inatingível".

O Worldwatch estimou que 35% a 50% dos moradores de cidades na África e na Ásia não têm acesso adequado a água potável segura. A maior parte da água é embalada em PET, que exige menos energia para reciclar e não libera cloro na atmosfera quando queimado. Mas as taxas de reciclagem diminuíram: cerca de 23,1% das garrafas PET de água foram recicladas nos EUA em 2005; dez anos antes, 39,7% haviam sido recicladas, segundo o estudo.

A água engarrafada custa entre 240 e 10 mil vezes mais do que a água de torneira. Em dólares, isso significa que essa água é vendida na maioria dos países industrializados a preços de US$ 500 a US$ um mil por metro cúbico. Na Califórnia, onde a água de torneira é de boa qualidade, o metro cúbico sai a apenas 50 centavos de dólar.

Fonte: Gazeta Mercantil

  
  

Publicado por em

Sergio barbazza

Sergio barbazza

19/11/2008 02:05:05
tenho uma fonte de agua mineral no meu siteo, o que devo fazer para comercializar ?

Lyanne Rehder

Lyanne Rehder

Olá Sérgio, Obrigada pela participação. Que ótimo que vc tem uma fonte de água mineral em suas terras. Esse é o maior patrimônio que vc pode deixar aos seus filhos e netos. Recomendo cautela se realmente quiser explorar isso visando só o dinheiro. Lembre-se das palavras que leu ai em cima: "O impacto ambiental pode começar na fonte, e alguns córregos e lençóis freáticos se esgotam quando há uma "retirada excessiva" de água. Além do custo energético de produzir, engarrafar, empacotar, armazenar e transportar a água, também há o custo ambiental dos milhões de toneladas de plástico derivado de petróleo." Esgotar um lençol freático significa não ter mais água, significa a terra ceder pq agora tem um buraco vazio no fundo dela, significa rios secos, significa falta de peixes, significa falta de alimento. Pense nisso e decida como agir com responsabilidade, não só pensando no lucro imediato :) Abs