Poluição do mar tira nadadora Poliana Okimoto das provas

A poluição do mar de Copacabana fez a primeira vítima do Pan. Poliana Okimoto não competiu, ontem, nos 800 m livre após sofrer por quatro dias com diarréia e vômito. Ela participou, no último s&aac

  
  

A poluição do mar de Copacabana fez a primeira vítima do Pan. Poliana Okimoto não competiu, ontem, nos 800 m livre após sofrer por quatro dias com diarréia e vômito.

Ela participou, no último sábado, da prova de maratona aquática e obteve a prata. Segundo o médico Marcos Bernhoeft, que acompanha a equipe de natação, a ingestão da água do mar provocou infecção intestinal na atleta.

"O mar estava revolto, e ela bebeu muita água do mar, que não é isenta de bactérias e coliformes fecais. Na segunda-feira, ela começou a vomitar e teve diarréia", disse o médico.

De acordo com Bernhoeft, Poliana não melhorou até quinta-feira, véspera da prova. "Na terça, ela ficou 12 horas tomando soro na veia. Eu julgava que a diarréia fosse parar, mas persistiu."

O médico explicou que os casos de infecção intestinal levam de três a cinco dias para serem curados. Segundo ele, a atleta apresentou quadro leve de desidratação. "Como a prova é longa [800 m], não seria prudente disputar."

Poliana decidiu não participar e, ontem, às 8h30, foi desligada da equipe.

Ela foi a São Paulo com o técnico e marido, Ricardo Cintra. Bernhoeft disse que a atleta fará exames para detectar se há risco de doenças como hepatite.

Segundo a Feema (Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente do Rio), a praia de Copacabana é recomendada para o banho

Fonte: Folha Online

  
  

Publicado por em