Altieri defendeu moratória para plantio de transgênicos

O professor em agroecologia da Universidade da Califórnia (EUA), Miguel Altieri, defendeu na terça-feira (12/8) a moratória no plantio de transgênicos como uma das formas de fortalecer a agricultura familiar e combater a fome e a pobreza. Segundo Alti

  
  

O professor em agroecologia da Universidade da Califórnia (EUA), Miguel Altieri, defendeu na terça-feira (12/8) a moratória no plantio de transgênicos como uma das formas de fortalecer a agricultura familiar e combater a fome e a pobreza.

Segundo Altieri, um dos maiores especialistas mundiais no campo da agroecologia, o plantio de transgênicos favorece apenas à monocultura, prejudicando a diversidade biológica. As declarações de Altieri foram durante a exposição incial do painel Agroecologia, do seminário `Diálogos para um Brasil Sustentável`, realizado em Brasília (DF), pelo Ministério do Meio Ambiente, de 12/08 a 15/08.

De acordo com Altieri, o cultivo de transgênicos tem como característica a monocultura, retirando da cadeia produtiva milhares de pequenos agricultores, incapazes de realizar o aporte de capital necessário para se adaptarem a essa tecnologia.Ele citou como exemplo o caso da Argentina, em que o avanço dos transgênicos retirou da cadeia produtiva 60 mil agricultores.

`O desafio histórico do novo Governo brasileiro, das ONGs e da comunidade mais ampla de pesquisa agrícola devem dar novo foco a seus esforços ligados aos agricultores familiares e assumir a responsabilidade pelo bem-estar de sua agricultura`, disse.

Altieri explica que os dados mostram que, com o tempo,
os sistemas agroecológicos revelam níveis mais estáveis de produção total por área unitária do que sistemas de altos aportes, produzem taxas de retorno economicamente favoráveis e proporcionam um retorno sobre a mão de obra suficiente para uma subsistência aceitável para os pequenos agricultores e suas famílias. Outra vantagem é a de assegurar a proteção e conservação do solo, além de aumentar a diversidade biológica.

Segundo o professor, um obstáculo chave ao uso da
agroecologia é a necessidade de soluções específicas para cada caso.

`Contrariamente aos sistemas convencionais que incluem
pacotes tecnológicos homogêneos concebidos para a facilidade de adoção e que levam à simplificação dos ecossistemas agrícolas, os sistemas agroecológicos exigem que os princípios sejam aplicados de maneira criativa em cada ecossistema agrícola em particular`, afirmou.

Fonte: MMA

  
  

Publicado por em