Conferência Latino-Americana sobre Meio Ambiente e Responsabilidade Social realizará debate sobre o aquecimento global.

Dos dias 16 a 19 de outubro, acontecerá em Belo Horizonte a 7ª edição da Ecolatina – Conferência Latino Americana sobre Meio Ambiente e Responsabilidade Social. Considerado um dos mais representativos eventos socioamb

  
  

Dos dias 16 a 19 de outubro, acontecerá em Belo Horizonte a 7ª edição da Ecolatina – Conferência Latino Americana sobre Meio Ambiente e Responsabilidade Social. Considerado um dos mais representativos eventos socioambientais do Brasil, a Ecolatina irá reunir, no Centro de Convenções do Minascentro, especialistas, executivos, lideranças e autoridades ambientais do país e exterior para debater e propor soluções para um dos mais graves problemas da sociedade nos últimos anos: o aquecimento global.

O aumento das emissões de gases de efeito estufa é apontado pelo Relatório IPCC ONU como o principal agente causador da elevação na temperatura do planeta. Com o tema “Mudanças Climáticas: Tempo de Entrar em Ação”, a Ecolatina deste ano pretende sensibilizar a sociedade para a busca de soluções capazes de garantir a qualidade de vida para esta e futuras gerações. Um grande desafio, mas também uma oportunidade sem precedentes: a de construir um novo modelo cultural e social que garanta o desenvolvimento sustentável em prol da sobrevivência do planeta.

Durante o evento, governo, ONG´s, empresários e a sociedade terão a oportunidade de debater soluções ambientais e estabelecer ações para a construção de uma sociedade sustentável. Fóruns, seminários, cursos e encontros técnicos integram os eventos que compõe a programação.

Um dos destaques da Ecolatina deste ano é a realização da XIVª Conferência Anual Rede Social da América Latina e Caribe (REDLAC) que acontece pela primeira vez no Brasil e que irá reunir os 22 mais representativos fundos ambientais latinos.

Fóruns:

O Fórum Latino-Americano sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, encontro que integra a programação de fóruns da Ecolatina, irá tratar dos desafios enfrentados pelos países da América Latina perante as mudanças climáticas.

O diretor do Escritório Regional para a América Latina e Caribe do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA, Ricardo Sánchez Sosa; o integrante do Quadro das Nações Unidas para Mudanças Climáticas (UNFCC), Roberto Schaffer; e a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, são alguns nomes já confirmados para a conferência. Paralelo a este evento, acontece o Fórum Secretários Estaduais de Meio Ambiente.

O debate frente à tecnologia social, sua real implementação, e como ela pode contribuir de maneira efetiva com a transformação social em prol do conceito de sustentabilidade são temas do Fórum Brasil Sustentável.

O encontro contará com as presenças da secretária de Articulação Institucional e Parcerias (SAIP) do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Heliana Kátia Tavares Campos; da presidente do Forproex e pró-reitora de extensão da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Eunice Sueli Nodari; do presidente da Fundação Banco do Brasil, Jacques Pena, entre outros. O encontro será coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

O mercado de construção civil também está atento às estratégias que promovam o conceito de sustentabilidade na elaboração de seus projetos. As boas práticas desenvolvidas pelo segmento e como essa nova perspectiva pode alterar a atuação de seus profissionais são temas do Fórum sobre Construção Sustentável, que acontece sob a coordenação da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Entre os palestrantes, estão o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, Paulo Safady Simão, e a coordenadora do Grupo de Trabalho para Edifícios e Construções Sustentáveis de Marrakesh e membro da Comissão do Porto de Helsink, Kaarin Taipale.

Já o Fórum Energias Renováveis – Os biocombustíveis e a responsabilidade socioambientais irá promover o encontro de especialistas nas esferas política, científica e produtiva para a troca de experiências e soluções em programas nacionais de aproveitamento em massa das fontes renováveis de energia, em especial a dos biocombustíveis.

Participam do fórum o físico e criador do Pró-Álcool, José Bautista Vidal; o presidente do Conselho Brasil Ecodiesel, Jorio Dauster; o presidente do Inmetro, João Alziro Herz, entre outros.

O Fórum Internacional Biocombustíveis Sustentáveis, que acontece em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL), também é destaque na programação da Conferência. A bioenergia é um mercado que está em rápida expansão e que tem recebido grandes investimentos nos últimos anos: US$ 21 bilhões somente em 2006.

O desenvolvimento de estratégias de desenvolvimento sustentável para o setor é, portanto, tema recorrente nos debates entre especialistas e autoridades mundiais e que também ganhará espaço durante a Ecolatina. Este será o segundo encontro realizado no mundo e o primeiro no Brasil.

Seminários:

O intercâmbio de conhecimentos na busca do desenvolvimento socioambiental é o objetivo dos seminários da Ecolatina. Educação para uma Sociedade Sustentável será um dos destaques da programação que pretende abordar os princípios da educação para a construção de sociedades sustentáveis.

Destaque para as presenças da diretora da Coordenadoria de Educação Ambiental do Mec, Raquel Trajber; do professor, membro da Academia Mineira de Letras, ex-ministro da Cultura e ex-reitor da UFMG, Aloísio Pimenta; e do gerente Corporativo de Relações Institucionais da Arcelor Mittal, Robson de Almeida Melo e Silva.

Os fundamentos do desenvolvimento sustentável aliados à comunicação empresarial será tema do seminário Comunicação Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável. Entre os convidados, estão o presidente da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial – Aberje MG, Marco Piquini, e o diretor geral da Market Analysis e consultor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, Fábian Echegaray.

A Ecolatina também irá abordar os marcos legais internacionais e nacionais referentes à atual legislação ambiental brasileira, como também a atuação da União, Estado e Municípios no que se refere ao controle das emissões atmosféricas.

O seminário Legislação Ambiental contará com as presenças do vice-presidente da Associação Brasileira dos Advogados Ambientalistas (ABAA), Paulo Roberto Pereira de Souza, e o diretor de Licenciamento Ambiental do Ibama, Roberto Messias Franco.

A programação da Ecolatina ainda reserva espaço para o debate da atuação dos municípios frente aos aspectos relacionados à eficiência energética e energias renováveis no seminário Gerenciamento Ambiental nos Municípios.

A participação das pequenas empresas na cadeia de sustentabilidade será tema do seminário Desenvolvimento Sustentável: Desafios e Oportunidades para Micro e Pequenas Empresas, que acontece sob a coordenação do Sebrae e Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS).

Outro importante seminário que integra a programação é o que se refere aos impactos da gestão rural no desenvolvimento municipal sustentável durante o Seminário Extensão Rural e seus Impactos no Desenvolvimento Municipal Sustentável, coordenado pela Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer).

Os indicadores de resultados das atividades de assistência técnicas e extensão rural serão tema do Seminário Indicadores de Resultados de Assistência Técnica e Extensão Rural, também coordenado pela Asbraer.

Cursos:

A capacitação dos agentes inseridos no processo de criação de produtos e serviços também é objetivo da Ecolatina. Dez cursos serão oferecidos neste ano, entre eles o curso de Ecodesign, Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa, Legislação Ambiental, Adaptação e Gestão Empresarial para as Mudanças Climáticas e Tecnologias para o controle da Poluição Ambiental.

Além dos cursos, a programação da Ecolatina contará com a realização de quatro workshops voltados para a área de negócios, meio ambiente, responsabilidade social e projetos. O Encontro Técnico-Científico também será destaque da Conferência.

Feira:

Simultaneamente a Ecolatina, acontece também no Minascentro a Feira Internacional de Tecnologias, Produtos e Serviços Ambientais e de Responsabilidade Social, uma excelente oportunidade capaz de garantir visibilidade às empresas preocupadas com a sustentabilidade ambiental e social de seus produtos.

Serviço:

Evento: 7ª Ecolatina– Conferência Latino Americana sobre Meio Ambiente e Responsabilidade Social.

Data: 16 a 19 de Outubro de 2007

Local: Minascentro – End. Av. Augusto de Lima, 785. Belo Horizonte

I

nscrições e informações pelo site www.ecolatina.com.br

Fonte : Press Comunicação Empresarial

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em