Congresso SAE BRASIL debate tecnologias para evitar aquecimento global

Quando o assunto é tecnologia da mobilidade, os engenheiros têm hoje o desafio de minimizar os seus impactos negativos ao meio ambiente e à sociedade como um todo. Dois pontos têm atualmente destaque dentro deste desafio: o aquec

  
  

Quando o assunto é tecnologia da mobilidade, os engenheiros têm hoje o desafio de minimizar os seus impactos negativos ao meio ambiente e à sociedade como um todo. Dois pontos têm atualmente destaque dentro deste desafio: o aquecimento global e os acidentes de trânsito. Estes temas estarão em foco no XVI Congresso e Exposição Internacionais de Tecnologia da Mobilidade SAE BRASIL, a ser realizado de 28 a 30 de novembro, no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

Maior evento de tecnologia da mobilidade do Hemisfério Sul, o encontro reúne as engenharias das diversas áreas da mobilidade, composta por montadoras de automóveis, ônibus, caminhões, máquinas agrícolas e de construção, aeronaves e trens, assim como a indústria de autopeças, para debater, apresentar e mostrar as tendências tecnológicas do setor, que poderão equipar os veículos no futuro.

Um dos exemplos mais recentes é a tecnologia dos motores flexfuel, apresentada pela primeira vez na década de 1990 e que hoje está presente na maioria dos modelos vendidos no Brasil.

Assim, um grupo de 150 voluntários, engenheiros e profissionais que atuam no setor da mobilidade, já trabalha na organização do Congresso, que terá como tema central os Desafios da Engenharia da Mobilidade no Contexto Mundial.

"Esta é uma grande chance de a comunidade da mobilidade discutir o impacto de sua atividade ao meio ambiente e à sociedade, com destaque ao aquecimento global, seus efeitos e a nossa contribuição 'well-to-wheel', além de abrir o debate para a questão dos acidentes de trânsito, que representa um custo anual de R$ 28 bilhões", afirma José Henrique Senna, presidente do Congresso SAE BRASIL 2007 e gerente executivo de Assuntos Institucionais do Produto da Scania Latin América.

Além do alto custo financeiro, os acidentes no Brasil causam cerca de 35 mil mortes por ano, número próximo à Europa, onde a frota é 10 vezes superior. A redução de 10% nesses números significa uma economia - ou aumento na capacidade de investimento do País - de R$ 2,8 bilhões. "Se reduzirmos a cada ano 10% sobre o ano anterior, em 5 anos teremos economizado R$ 36,8 bilhões e evitado 46 mil mortes prematuras", avalia Senna.

Atividades :

O Congresso SAE BRASIL 2007 contará com a apresentação de 18 fóruns de debates, organizados pelos comitês Aeroespacial, Atividades Acadêmicas, Caminhões e Ônibus, Eventos Especiais, Ferroviário, Manufatura, Máquinas Agrícolas e de Construção, Tecnologia da Informação e Veículos de Passeio.

Além dos debates, haverá com a apresentação de aproximadamente 170 artigos técnicos e Mostra de Engenharia com mais de 100 estandes distribuídos em 8 mil m² de área.

Vilmar Fistarol, presidente da SAE BRASIL, destaca o Congresso SAE BRASIL como o principal fórum brasileiro de debates de novas tecnologias e tendências do setor da mobilidade.

"Reunimos neste espaço os responsáveis pelo desenvolvimento de tecnologias em seu estado da arte, exibidas a um seleto público da mobilidade em primeira mão", afirma Fistarol.

Fonte: Companhia de Imprensa

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em

Amauri assis faia

Amauri assis faia

14/04/2009 10:35:35
Bom dia meu nome é Amauri eu sou engenheiro projetista, e estou no Brasil no momento estou em Campinas-SP, eu tenho 12 projetos e um deles é um projeto contra a poluiçã no pais,ja fiz a patente e tambem finalizei este meu projeto fazendo um protótico todo de vidro, vou deixar contatos(19-9708-70-46 (19-9332-71-18 obrigado thak you