Vozes do Clima sinaliza alerta vermelho diante das mudanças climáticas ocorridas no Brasil

A natureza já dá alarmes suficientes para deixarmos de tratar o tema como um problema para as gerações futuras.

  
  

As mudanças climáticas já são uma realidade em todo o Brasil. Apresentada por Marcos Palmeira, a série Vozes do Clima vai mostrar o que está acontecendo no Brasil e as maneiras pelas quais os brasileiros podem enfrentar as consequências das mudanças climáticas no paí­s. Filmada em alta definição, "Vozes do Clima" percorreu vários estados brasileiros. São Paulo, Ceará, Amazonas, Brasí­lia, Minas Gerais e Rio de Janeiro são cenários da série que estreia dia 22 de março durante a programação do Fantástico.

Cientistas e especialistas como Rachel Biderman, diretora do Centro de Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV); Carlos Nobre, climatologista do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE); Carlos Minc, ministro do Meio Ambiente; Edison Lobão, ministro de Minas e Energia; Reinhold Stephanes, ministro da Agricultura, e Marcelo Furtado, diretor-executivo do Greenpeace Brasil, entre outros, ajudarão a entender como a atividade humana inadequada está contribuindo para o aquecimento do clima, os alarmes locais dados pela natureza e as consequências diretas no Brasil.

Com o intuito de conscientizar a população para uma mudança em seu comportamento diante do meio onde vive, a série, produzida pela Pindorama Filmes e dirigida por Gian Carlo Bellotti, traz o foco para o caso brasileiro e alerta que o problema não está limitado às longí­nquas calotas polares, mas sim muito mais perto de todos nós. Cidades, Agricultura, Semiárido, Energia, Amazônia, Desenvolvimento Socioeconômico são os subtemas do quadro, que revela a urgência da discussão do assunto por todas as estâncias sociais.

O programa “Desenvolvimento socioeconômico” aborda como as mudanças climáticas impactarão o desenvolvimento do Brasil, o que é economia sustentável, o novo paradigma surgido com a demanda por produtos verdes e a triangulação entre iniciativa privada, governos e consumidores.

“Agricultura” discute como as mudanças no clima afetam a geografia da produção agrícola no Brasil, como o aquecimento global põe em risco a segurança alimentar nos próximos anos e revela a queda na produção da tradicional região cafeeira no Sul de Minas Gerais. Edison Vianna, médio agricultor, conta como perdeu toda a sua produção de café após uma chuva de granizo. Sem alternativas, cortou todas as plantas e doou a madeira para vendedores de lenha.

O episódio “Amazônia” revela que o desmatamento da floresta coloca o Brasil como o quarto maior emissor de CO2 do mundo. Nesse caso, qual é o papel do consumidor? 80% da madeira e 90% da carne produzidas na região são consumidas no país. O que é o Fundo Amazônico e o Bolsa Floresta?

“Semiárido” aborda a região brasileira que sentirá de forma mais severa as mudanças climáticas. O aumento na temperatura média – 4ºC nos últimos 40 anos – e a diminuição da quantidade de chuvas entre 15 e 20% geram o avanço da desertificação, o enfraquecimento do bioma e a má utilização da terra.

As “Cidades” estão preparadas para as catástrofes climáticas? Como Santa Catarina está se reconstituindo? Pela primeira vez temos mais pessoas vivendo nas cidades do que nos campos, caracterizando o chamado inchaço urbano. A cidade de São Paulo saiu na frente ao assumir metas de redução das emissões dos gases do efeito estufa (GEE).

A natureza já dá alarmes suficientes para deixarmos de tratar o tema como um problema para as gerações futuras. Na série, conheceremos o que algumas pessoas já estão fazendo para se adaptar às consequências do aquecimento global e como, por meio de uma atitude pró-ativa, alcançaram uma nova expectativa de vida.

Fonte: Del Valle editoria / Janaína Soares Aproach

  
  

Publicado por em

Luisa

Luisa

18/01/2012 10:45:35
Eu gostaria de saber das mudanças climaticas em dezembro de 2011 no estado de Minas Gerais

Clara virginia nascimento santos

Clara virginia nascimento santos

24/03/2011 17:27:09
ótimas

Lidiane

Lidiane

08/11/2010 14:47:24
eu acho muito legal

Luciana alves

Luciana alves

08/07/2010 16:51:00
é muito legal