Área de Proteção Ambiental inaugura Centro de Referência Ambiental `Rogério Marinho`

Valorizar a qualidade de vida, proporcionando a harmonia entre o homem e a natureza, faz da Tora uma empresa comprometida em contribuir na preservação do meio-ambiente. Por utilizar recursos renováveis, alinhada com conceitos ecológicos, a Tora está engaj

  
  

Valorizar a qualidade de vida, proporcionando a harmonia entre o homem e a natureza, faz da Tora uma empresa comprometida em contribuir na preservação do meio-ambiente. Por utilizar recursos renováveis, alinhada com conceitos ecológicos, a Tora está engajada em diversos projetos sociais. O mais recente foi a doação de estruturas de madeira roliça para a Área de Proteção Ambiental (APA) de Petrópolis, no estado do Rio de Janeiro.

A APA inaugurou, no último domingo (30/03), o Centro de Referência Ambiental "Rogério Marinho", feito exclusivamente para atender a demanda do local. O prédio abrigará a sede da APA ­ Petrópolis e o escritório da Unidade de Conservação do Ibama. A área também terá espaços alternativos para exposições temáticas temporárias; treinamentos; divulgação de programas e projetos relativos ao meio ambiente.

Com uma extensão de 589 Km2, a área de proteção ambiental inclui, além do município de Petrópolis, os municípios de Duque de Caxias, Magé e Guapimirim.

Compromisso Ecológico: conceito Tora

Segundo Lupércio Barros Lima, presidente da Tora, "identificar e apoiar grupos ecológicos e as ONGs do país, faz parte do compromisso social da empresa, que vem de encontro com o desenvolvimento sustentável da comunidade".

Toda a estrutura, doada pela Tora, foi executada em toras reflorestadas de eucalipto devidamente selecionadas e tratadas. Coube à empresa a compatibilização do projeto arquitetônico com o "Sistema Log", concebido pela Tora, incluindo as soluções das interfaces com outras tecnologias construtivas, tais como: alvenaria, concreto, madeira serrada, entre outros; o cálculo e dimensionamento das estruturas de madeira; a fabricação e tratamento das peças e a montagem da obra. Ao todo foram utilizadas 209 peças somando 27m3 de material.Ao assumir esse compromisso com a APA, a empresa reforça o seu posicionamento de ofertar ao mercado produtos ecologicamente corretos.

A nova Sede :

O projeto teve o apoio da Prefeitura de Petrópolis, que cedeu um terreno dentro da Praça Leôncio Ribeiro Junior para viabilizar a construção da sede.

A obra, que além do apoio da prefeitura e da Tora, conta também com o apoio da empresa Aracruz Celulose, da Sincorá Construção e Incorporação e do Empreendimento Quinta do Lago, está localizada, estrategicamente, em Itaipava (local de grande visibilidade e fluxo de turistas) e possui 227 m2 de área construída. A construtora Sincorá foi a responsável pela realização do empreendimento.

A nova construção contou com o trabalho e experiência de dois arquitetos de renome: Pedro Quintanilha e Mauro Otero, responsáveis pela criação do projeto.

"Procuramos uma identidade do prédio com a preservação do meio ambiente e utilização de materiais recicláveis ou renováveis encontrados na natureza, dando a obra um aspecto extremamente artesanal", declara Quintanilha.

Além do material fornecido pela Tora, foram utilizados elementos alternativos como: telhas de barro tipo francesa, alvenaria de lajotas de barro, pisos em cimento ou tábua corrida de eucalipto da Lyptus, madeiras e outros materiais renováveis.

Dividida em dois pisos, a obra está totalmente sintonizada com sua proposta. O primeiro contém uma recepção, sala para Secretaria Municipal do Meio Ambiente, sanitários, copa, auditório e um alpendre para exposições temporárias de produtos naturais, artesanato da região, projetos e programas. O segundo é formado por três salas e dois sanitários, que abrigarão os escritórios da APA e do Ibama.

APA Petrópolis :

A Área de Proteção Ambiental de Petrópolis, a primeira do país, instalada em 1981, serve de modelo para outras unidades de conservação. O ambiente é o único que engloba um centro urbano considerável, com milhares de habitantes, fato que fez com que sua administração requeresse uma forma pioneira de participação comunitária, implantada a partir de 1997, com a participação de 70 entidades, das quais 50 da sociedade civil e 20 órgãos públicos.

A gama de instituições vai desde associações de moradores até entidades empresariais, passando por organizações não-governamentais na área ambiental e comunitária.

Em conjunto com os órgãos ambientais de Petrópolis: Ibama, Instituto Estadual de Florestas (IEF) e Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente (Feema), a APA tem como principais objetivos o licenciamento ambiental; preservação dos remanescentes de Mata Atlântica existentes na região; prevenção de incêndios florestais e do despejo indiscriminado de lixo nos rios que cortam o município; conscientização da população contra a compra e venda de animais silvestres e em favor da reciclagem.

Perfil Tora :

Fundada em dezembro de 1998 e sediada no estado do Espírito Santo, a Tora é uma empresa inovadora e única na América do Sul. Totalmente estruturada para desenvolver soluções construtivas em madeira roliça de reflorestamento, conta com uma equipe de 110 funcionários altamente capacitados para operar um processo de produção industrial totalmente mecanizado.

O Sistema Log, concebido pela Tora, possibilita a personalização do projeto e a construção de obras de diferentes portes tanto residenciais como comerciais.Com rapidez na montagem das estruturas e garantia de serviço e manutenção, os clientes tem total liberdade para criar seus projetos arquitetônicos ou utilizar um dos Projetos-referência Tora.Sofisticação, segurança, durabilidade e respeito ao meio ambiente são os principais alicerces da empresa.

Fonte: ­ Via Pública Comunicação

  
  

Publicado por em