Convênio levará bosques e cobertura vegetal a áreas carentes

Foi assinado nesta segunda-feira (17/09), pelo prefeito, um convênio entre a secretaria de Verde e Meio Ambiente e o Instituto Ires - parceria que tem por finalidade criar bosques em áreas carentes de cobertura vegetal na cidade. O prefeit

  
  

Foi assinado nesta segunda-feira (17/09), pelo prefeito, um convênio entre a secretaria de Verde e Meio Ambiente e o Instituto Ires - parceria que tem por finalidade criar bosques em áreas carentes de cobertura vegetal na cidade.

O prefeito de São Paulo participou nesta segunda-feira (17/09) da solenidade de assinatura de convênio entre a Secretaria Municipal de Verde e Meio Ambiente e o Instituto Ires, ligado à Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB). A parceria tem a finalidade de criar bosques em áreas carentes de cobertura vegetal na cidade. Durante o evento no Club Homs, no Centro de São Paulo, o prefeito proferiu palestra sobre o tema "Ações Necessárias para o Desenvolvimento Brasileiro".

O convênio estabelece que a Secretaria do Verde (SVMA) vai selecionar locais para o plantio das árvores e fornecerá as informações técnicas necessárias, como características do solo e plantas indicadas para cada área. Por sua vez, o Instituto Ires repassará informações às empresas e ONGs interessadas em participar do programa.

Todos os custos relacionados ao plantio de árvores, preparação do solo, irrigação, adubação, poda, manutenção e jardinagem serão bancados por empresas ou ONGs cadastradas pelo Ires. Uma das primeiras regiões contempladas é a do Parque Anhangüera, em Perus, na Zona Norte. Receberá árvores da Mata Atlântica.

O prefeito disse que a medida tem a finalidade de melhorar a qualidade de vida dos paulistanos. "No meio ambiente, os parques, bosques e praças são fundamentais para a cidade. Por isso, as parcerias são de fundamental importância para que o poder público possa atingir suas metas", destacou.

O secretário do Verde ressaltou que empresas instaladas na capital querem contribuir para ajudar a reduzir o aquecimento global. "Uma das formas é o plantio de árvores", explicou. Outra maneira é ajudar a administração municipal a construir bicicletários como alternativa ao transporte não-motorizado. "O uso do petróleo é um dos principais responsáveis pelo aquecimento global. Por isso, o apoio da ADVB à construção de mais bicicletários ajudaria a diminuir o problema, a partir do momento em que se fornece um local seguro para o trabalhador ou o estudante guardar sua bicicleta", observou o secretário.

Em 2006, a Prefeitura plantou 162 mil árvores. "Foi o maior plantio de árvores feito na história da cidade. Mas o prefeito quer mais e, se tivermos a ajuda de outras entidades, poderemos aumentar esse número", disse.

O coordenador geral do Ires, Lívio Giosa, afirmou que o projeto visa neutralizar a emissão de carbono e fazer com que as empresas se envolvam com a questão do meio ambiente, tendo o apoio da Prefeitura. "Os bosques que forem sendo criados serão abertos ao público. Haverá mesas e cadeiras e cursos de educação ambiental". Ele estima que uma empresa de médio porte (com 500 funcionários) possa plantar cerca de duas mil árvores.

Durante as duas horas e meia de cerimônia, o prefeito fez um balanço de todas as áreas de sua gestão à frente da Prefeitura e respondeu perguntas do público, estimado em mais de mil pessoas.

fonte: Portal da Prefeitura de São Paulo

  
  

Publicado por em