Entorno será fator de proteção para o Parque Nacional do Iguaçu-PR

A Sema - Secretaria de Estado do Meio Ambiente já está trabalhando no projeto do Entorno do Parque Nacional do Iguaçu, localizado na região oeste do Paraná. A proposta do governador do Estado Roberto Requião contempla área de dez quilômetros ao redor do P

  
  

A Sema - Secretaria de Estado do Meio Ambiente já está trabalhando no projeto do Entorno do Parque Nacional do Iguaçu, localizado na região oeste do Paraná. A proposta do governador do Estado Roberto Requião contempla área de dez quilômetros ao redor do Parque Nacional do Iguaçu e foi apresentada à ministra Marina Silva pelo secretário Luiz Eduardo Cheida, em Brasília (DF).

Segundo Cheida, a idéia foi recebida com entusiasmo pela ministra, tanto pelo patrimônio que visa preservar e assegurar, como pelo ineditismo: "O Paraná é o primeiro estado brasileiro a assumir para si parte da tarefa de defesa de um parque nacional. A prática dos estados têm sido de desincumbir-se de responsabilidades quando se trata de áreas da União", disse.

Cheida explicou que a proposta do Governo do Paraná é criar uma área de 10 quilômetros de largura no entorno do parque visando minimizar os impactos ambientais para o interior da área de preservação.

"Este entorno funcionaria como uma espécie de colchão amortecedor de impactos ambientais". Não se pretende, segundo o secretário, realizar qualquer tipo de desapropriação. "As cidades, as atividades humanas, agropecuárias e econômicas serão preservadas. Queremos que se adote, nesses espaços, práticas de manejo ecologicamente saudáveis para que previnam qualquer tipo de dano ao Parque Nacional do Iguaçu".

Como exemplo de prática pouco recomendável, citou o plantio de lavouras de soja exatamente às margens do parque. E questiona: "Que tipo de manejo é adotado naquelas áreas? Existe uso de agrotóxico? Há permissão para o plantio de lavouras ali?".

Patrimônio da Humanidade :

O Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 1939, mas sua desapropriação como área pública ocorreu em 1916. Com extensão de 185.262 hectares, é a primeira área natural a ter um título concedido pela Unesco - Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura como Patrimônio da Humanidade, em 1986.

Por não executar um projeto de manejo, sobretudo no entorno, em 1999, também pela Unesco, foi incluído na lista dos Patrimônios da Humanidade em Perigo. A cada ano aumentam sobretudo os riscos de incêndio junto ao parque.

A área do entorno a ser contemplada com as práticas ambientalmente saudáveis, segundo o secretário Cheida, corresponde a aproximadamente 2.500 km2, envolvendo 14 municípios da região, como Foz do Iguaçu, São Miguel do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, Serranópolis do Iguaçu, Medianeira, Matelândia, Vera Cruz do Oeste, Ramilândia, Céu Azul, Santa Terezinha do Oeste, Lindoeste, Santa Lúcia, Capitão Leônidas Marques e Capanema.

Fonte: AssCom Gov. do Paraná

  
  

Publicado por em