Exposição fotográfica e colaboração voluntária são destaques do Parque Saint-Hilaire/Lange

Graças ao suporte oferecido por voluntários, a equipe gestora do Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange, situado sobre a Serra da Prata, no litoral do Paraná, tem viabilizado iniciativas importantes de educação ambiental e interação com as comunidades do ent

  
  

Graças ao suporte oferecido por voluntários, a equipe gestora do Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange, situado sobre a Serra da Prata, no litoral do Paraná, tem viabilizado iniciativas importantes de educação ambiental e interação com as comunidades do entorno.

No encerramento do período letivo, alunos da rede pública do Município de Matinhos foram contemplados com 06 apresentações de teatro de fantoches, focadas na importância da biota e suas relações interespecíficas.

Todo o material utilizado no espetáculo (texto, bonecos e cenário) foi colocado à disposição do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, Projeto Caratê Piá no Esporte, desenvolvidos no Centro Comunitário Profissionalizante de Matinhos CCP.

A idéia é, sob coordenação do Prof. Marcelo de Toledo Pisa (também voluntário do PARNA), reproduzir o espetáculo com garotos do local, propiciar de forma lúdica, a vivência dos problemas ambientais mais frequentes na área do Parque.

Empenharam-se na realização das apresentações, os colaboradores: Arno Gerstenberger, Carolina Regina Cury Muller, Marcelo Limont e Pedro Guimarães. Expedição fotográfica no Saint-Hilaire/Lange Está acontecendo no Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange, um amplo levantamento fotográfico planejado para a divulgação das peculiaridades e belezas cênicas da área.

O produto da expedição será exibido nas prefeituras dos próprios municípios do entorno, na organização de galerias de imagens via internet, na confecção de "banners" e cartilhas didáticas.

O geólogo Antônio Liccardo é o responsável pela geração das imagens. Apaixonado pela fotografia, Liccardo conjuga a acuidade com o interesse histórico, acreditando já ter rastreado 70% do roteiro magnificamente descrito pelo naturalista francês Auguste de Saint-Hilaire, no século XIX.

De modo totalmente pioneiro, o explorador demonstrou interesse e zelo pela fisionimia florística e aspectos antropológicos dos locais que visitou no Brasil.

Fonte: AssCom Saint-Hilaire/Lange

  
  

Publicado por em