Parque do Iguaçu inaugurou espaço interativo

A tecnologia é o diferencial do novo atrativo do Parque Nacional do Iguaçu, inaugurada na quinta-feira, 7/7. A Exposição Ambiental Permanente vai utilizar recursos audiovisuais para antecipar aspectos da fauna, flora, o bioma e formação geológica das Cata

  
  

A tecnologia é o diferencial do novo atrativo do Parque Nacional do Iguaçu, inaugurada na quinta-feira, 7/7. A Exposição Ambiental Permanente vai utilizar recursos audiovisuais para antecipar aspectos da fauna, flora, o bioma e formação geológica das Cataratas do Iguaçu aos turistas que visitam o Patrimônio Natural da Humanidade.

A mostra ocupa um espaço de 238 metros quadrados, totalmente coberto e com ambiente climatizado, no Centro de Visitantes.

O complexo já tem lanchonete, loja de suvenires, posto de informações, bilheteria, acesso ao transporte especial as Cataratas do Iguaçu, estacionamento, ponto de ônibus e área de descanso.

A novidade visa aumentar o leque de informações aos turistas, estudantes, crianças, hoje oferecido pelos painéis e guias. Pensando nisso, o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e a Cataratas do Iguaçu S.A. criaram uma recepção mais interativa, na qual turista receberá elementos inovadores.

Logo na entrada do salão, ele andará por cima de uma maquete das Cataratas do Iguaçu. Depois poderá ver bichos em monitores camuflados numa mata artificial, ouvir sons de animais que habitam a floresta ao abrir gavetas e interagir com um mapa gigante do Brasil. O quadro está interligado a um computador, que abastece os turistas com vários dados sobre os parques nacionais.

Também chamam atenção a mostra da vegetação nativa e formação geológica e os cubos com fotos que ganham efeito especial sob luzes.

Os painéis gigantes completam o circuito com informações sobre a composição do ecossistema, as opções de passeio, a história do Parque Nacional do Iguaçu, tombado pela Unesco em 1986, entre outros aspectos.

Conforme o gerente-geral da concessionária Cataratas do Iguaçu S.A., Wadis Benvenutti, `a exposição tem informações de todos os parques nacionais do Brasil, como em regiões do Pantanal, Mata Atlântica e Amazônia. Ainda tem a lenda de Tarobá e Naipi. Enfim, é um novo atrativo bem diversificado, interessante, interativa e educativa`.

Segundo o chefe do Parque Nacional do Iguaçu, Jorge Pegoraro, a Exposição Ambiental Permanente preencherá a lacuna de informação e educação ambiental que faltava.

“O visitante reconhecerá durante o passeio o que observou interagindo na exposição”, disse Pegoraro, via assessoria.

A concepção e o projeto museográfico são de autoria de André Scarlazzari; o projeto museológico é assinado por Margarita Hernandez; o projeto cenográfico por Osvwaldo E. Livi; o projeto de comunicação visual por Marcus Braga; o projeto Luminotécnico por Senzi Luminotécnica; e o projeto de mecatrônica por Willian Lima.

A exposição foi provada pela Diretoria de Ecossistemas (DIREC), do Ibama de Brasília, e faz parte do Programa de revitalização do Parque Nacional do Iguaçu.

Fonte: Portal H2FOZ

Foz do Iguaçu

  
  

Publicado por em