Reabertura do Parque de Vila Velha une esforços do Governo do PR e ambientalistas

O secretário de Meio Ambiente, Luiz Eduardo Cheida, e o secretário de Turismo, Cláudio Rorato, reuniram-se na quarta-feira (15/1), com os integrantes do conselho gestor do Parque Estadual de Vila Velha, visando encaminhar uma série de providências para &#

  
  

O secretário de Meio Ambiente, Luiz Eduardo Cheida, e o secretário de Turismo, Cláudio Rorato, reuniram-se na quarta-feira (15/1), com os integrantes do conselho gestor do Parque Estadual de Vila Velha, visando encaminhar uma série de providências para – no menor tempo possível – proceder a reabertura do parque, até agora vedado à visitação pública em função de uma ação que tramita em juízo.

Um dos autores da ação, o arquiteto Rubens Meister, também participou do encontro. Cheida revelou que `há consenso por parte do governo e das próprias entidades não governamentais ambientalistas, sobre as condições favoráveis à reabertura do parque, mas que esta depende de manifestação dos autores do processo, sem o que Vila Velha não poderá ser novamente colocada à disposição dos visitantes.

`Por sua vez o secretário de Turismo, Cláudio Rorato, vê na reabertura do parque `fator indispensável para o desenvolvimento econômico do município de Ponta Grossa, cuja comunidade espera com ansiedade essa providência por parte do governo.`

Ele sugeriu a busca de um entendimento favorável com os autores do processo, iniciado em 1978, visando embargar a construção de várias obras na infra-estrutura do complexo turístico-ambiental, julgadas incompatíveis com a paisagem do patrimônio natural existente da área.

`Tendo em vista que o atual governo já manifestou sua concordância com os aspectos mais relevantes contidos no processo, nada impede que possamos chegar a bom termo com as pessoas que processaram o Estado, no sentido de sustar a ação permitindo que Vila Velha volte a ser uma atração turística de extraordinário potencial, como sempre foi, ao mesmo tempo que cumpra as funções de área de preservação permanente,` informou.

PREOCUPAÇÃO

Segundo o secretário de Meio Ambiente, a maior preocupação do governo, dos órgãos ambientalistas e da própria sociedade, `é dar toda a garantia de que o parque será preservado.` Com esse objetivo foi elaborado um plano de manejo do Parque Estadual de Vila Velha, prevendo inclusive a definição da carga máxima de visitantes nas trilhas, o meio de transporte no interior do complexo, a infra-estrutura e até o tipo de serviços que podem funcionar no seu interior.

Uma sugestão de ordem prática foi referendada pelos secretários Luiz Eduardo Cheida e Cláudio Rorato e pelo próprio conselho, a indicação de uma câmara técnica integrada por técnicos do governo, organizações não governamentais, universidades, prefeitura de Ponta Grossa e um representante da comunidade do entorno, que dentro de sete dias deverá apresentar um esboço mínimo das providências que o governo deve implementar a curto prazo para a reabertura do parque, inclusive para aproveitar a atual temporada de férias.

Participaram também da reunião, além dos secretários Luiz Eduardo Cheida e Cláudio Rorato, o superintendente do Instituto Ambiental do Paraná, Rasca Rodrigues, o diretor-presidente da Paraná Turismo, Jorge Rosas Demiati, e a advogada Ana Cláudia Graf, da Procuradoria Geral do Estado, bem como três oficiais da Polícia Florestal do Paraná.

Fonte: AssCom Governo do Paraná

  
  

Publicado por em