Regularição fundiária do Parque Nacional da Bodoquena está prevista no orçamento do Ibama

O Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis comprou mais uma área do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, no município de Bonito, em Mato Grosso do Sul, criado em setembro/2000 para a proteção dos biomas Mata Atlân

  
  

O Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis comprou mais uma área do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, no município de Bonito, em Mato Grosso do Sul, criado em setembro/2000 para a proteção dos biomas Mata Atlântica e Cerrado e da biosfera do Pantanal.

A nova aquisição é a Fazenda Boqueirão, com 5.600 hectares, de propriedade de Antonio Conte e Maria Aparecida Baião. A escritura pública foi assinada semana passada pelo presidente do Ibama, Rômulo Mello.

A fazenda foi paga parcialmente com recursos provenientes da compensação ambiental do gasoduto Brasil/Bolívia, informou o coordenador-geral de Conservação de Ecossistemas do Ibama, Sergio Brant.

Ele garantiu que a regularização fundiária do parque está prevista no orçamento do Instituto para indenizar todos os proprietários de terras dentro da unidade de conservação. Como os 76 mil 481 hectares da Serra da Bodoquena fazem fronteira com o Paraguai, é necessária a ratificação dos títulos pelo Incra.

A primeira compra foi a Fazenda Colorado, com 480 hectares, em 09/08/02; a segunda, foi a Fazenda Santa Fé, com 483 hectares, em 03/10/02; e, em 22/10/02, o Ibama comprou a Fazenda Bocaina 4, com 531 hectares. Novas aquisições estão previstas para o início do ano.

Fonte: Ibama

  
  

Publicado por em