WWF doa US$ 500 mil para financiar parques e reservas na Amazônia

Durante solenidade ocorrida hoje no Palácio do Planalto, o WWF-Brasil doou US$ 500 mil para compor o Fundo de Áreas Protegidas (FAP) do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), o mais amplo programa do governo brasileiro para a proteção da biodiversi

  
  

Durante solenidade ocorrida hoje no Palácio do Planalto, o WWF-Brasil doou US$ 500 mil para compor o Fundo de Áreas Protegidas (FAP) do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), o mais amplo programa do governo brasileiro para a proteção da biodiversidade amazônica.

No ato de doação, o WWF-Brasil foi representado pelo ambientalista Paulo Nogueira-Neto, membro de seu conselho diretor.

O FAP, criado também hoje, vai acolher recursos oriundos de doações destinadas à implementação e manutenção de unidades de conservação (parques e reservas) que integram o ARPA.

Será gerido pelo Funbio, o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade, uma instituição civil sem fins lucrativos criada para apoiar o cumprimento dos compromissos do Brasil junto à Convenção sobre Diversidade Biológica.

Na mesma ocasião, outros US$ 500 mil foram doados pelo Banco Mundial, totalizando US$ 1 milhão em recursos iniciais para o FAP. A meta do FAP é atingir um total de US$ 240 milhões, até 2013, cujos dividendos serão aplicados na viabilização de parques e reservas na Amazônia.

O que é o ARPA

O Programa Áreas Protegidas da Amazônia é um programa do Governo Federal, com duração prevista de 10 anos, para expandir,consolidar e manter uma parte do Sistema Nacional de Unidades de Conservação no bioma Amazônia. Sua finalidade é proteger pelo menos 50 milhões de hectares em áreas de proteção integral (parques, estações ecológicas e reservas biológicas) e de uso sustentável (reservas extrativistas e reservas de desenvolvimento sustentável).

As decisões do ARPA são tomadas pelo Comitê do Programa, um colegiado paritário - metade governos e metade sociedade civil - que reúne o Ministério do Meio Ambiente,Ibama, governos estaduais e municipais, organizações ambientalistas e sociais da Amazônia, o Funbio e o WWF-Brasil, que representa os doadores privados.

Fonte: Assessoria de Comunicação do WWF-Brasil

  
  

Publicado por em