Aroeira Viveiro Municipal de Mudas de Ilhabela tem capacidade para 20 mil mudas

O Aroeira Viveiro Municipal de Mudas de Ilhabela, iniciou seus trabalhos de uma maneira rudimentar em julho de 2000, contando com apenas 3 pequenas bancadas e capacidade para 200 mudas. Depois que a atual administração assumiu o Viveiro já recebeu uma est

  
  

O Aroeira Viveiro Municipal de Mudas de Ilhabela, iniciou seus trabalhos de uma maneira rudimentar em julho de 2000, contando com apenas 3 pequenas bancadas e capacidade para 200 mudas. Depois que a atual administração assumiu o Viveiro já recebeu uma estufa, 4 bancadas com capacidade para 5 mil tubetes totalizando 20 mil mudas e agora está em fase final de construção a casa onde será o alojamento dos viveiristas e funcionários e também o 1º Centro de Educação Ambiental de Ilhabela, que será inaugurado no próximo mês.

No início a idéia da Secretária do Meio Ambiente era fazer a recobertura vegetal das áreas degradadas do município, portanto 85% das mudas eram de plantas nativas. Este projeto não pôde seguir em frente pelo fato da maioria destas áreas se encontrarem em terrenos particulares e no Parque Estadual. Nem todos proprietários concordaram com a recobertura já o Parque Estadual trabalhou em parceria com a prefeitura e fizeram contenções com plantas do Viveiro Municipal em uma extensa área que havia sofrido erosão.

De qualquer forma, as mudas não ficaram perdidas e estão sendo plantadas em vários pontos do município, tornando o trabalho no Viveiro cada vez mais intenso. Atualmente as mudas estão sendo plantadas na área do lixão, tanto em volta como dentro. Já foram plantadas cerca de 1.200 mudas. Em alguns pontos da Costa Sul como a área entre a Praia do Oscar e Portinho, foram plantadas frutíferas, além disso, as mudas já foram plantadas em escolas, praças, canteiros centrais e a área próxima ao Hospital Municipal. As comunidades isoladas da Praia Mansa, Praia Vermelha, Bonete e Castelhanos também já receberam mudas.

Segundo a Secretária do Meio Ambiente, Cássia Redó, o pensamento para o futuro é não correr o risco de perder mudas, que depende exclusivamente de ser plantada para se desenvolver. Como as plantas frutíferas são as mais procuradas, agora, o viveiro será dividido em 2 bancadas de frutíferas, 1 de plantas floríferas e 1 de plantas nativas. Uma equipe de 6 pessoas cuidam do Viveiro diariamente: a Coordenadora de Educação Ambiental, Vanda E. S. Barroso, os Viveirista Rodrigo Barroso, Anderson Pereira e Fábio Francisco e os Estagiários Luiz Ricardo de Santana, Rafael da Silva e Nelson Augusto.

Limpeza, verde e sem fome
As mudas cultivadas no Viveiro Municipal também são revertidas em alimentos que são sorteados na gincana do Ilhabela tem Cara Limpa, que acontece uma vez por mês nos bairros do município que apresentam acúmulo de entulho. “Quando estamos sorteando os alimentos, costumo dizer que é um alimento sagrado; que deixa a Ilha verde, porque é trocado por mudas, que deixa a Ilha limpa, porque é prêmio para uma gincana de limpeza e que deixa a Ilha sem fome”, disse Cássia.

As mudas de frutíferas, floríferas e plantas nativas podem ser trocadas por um quilo de alimento, de segunda a sexta das 9h às 5h no próprio Viveiro, localizado no Bairro da Água Branca, próximo a cachoeira da Cesp. O próximo Ilhabela tem Cara Limpa está marcado para dia 10 de Agosto no Bairro do Portinho.

Fonte: Assessoria de Imprensa de Ilhabela

  
  

Publicado por em