Aterro na zona oeste de São Paulo recebe menos resíduos

Desde sexta-feira, 16, o Aterro Bandeirantes, localizado em Perus, na zona oeste de São Paulo, e que acolhe metade do lixo diário produzido em São Paulo, passou a receber apenas parte das 6 mil toneladas de resíduos produzidos

  
  

Desde sexta-feira, 16, o Aterro Bandeirantes, localizado em Perus, na zona oeste de São Paulo, e que acolhe metade do lixo diário produzido em São Paulo, passou a receber apenas parte das 6 mil toneladas de resíduos produzidos na capital e que têm como destino o local. Filas de caminhões se formaram no local e o pátio ficou saturado porque as carretas demoram mais tempo para descarregar a carga levada agora para outros aterros, mais distantes.

A Prefeitura nega o fechamento do aterro. A Loga, que administra o Bandeirantes, também nega que o equipamento foi fechado. Luiz Gonzaga, presidente da empresa, explica que desde a semana passada o movimento diminuiu. ´Em fevereiro de 2005, a Prefeitura proibiu que fizéssemos novos investimentos no local. Isso diminuiu a capacidade do aterro.´

Com a capacidade diminuída do Bandeirantes, o lixo começou a ser levado desde sexta-feira para depósito na cidade de Caieiras, na Região Metropolitana, e também para o Aterro São João, em São Mateus, Zona Leste. ´Estamos em fase de adaptação. O movimento foi fraco no final de semana e voltou a crescer a partir de segunda-feira. Por isso houve momentos de movimento intenso´, disse Gonzaga.

O Bandeirantes é o maior aterro da Capital. Aberto em 1979 e ocupando uma área de 1,4 milhão de metros quadrados, o local não tem capacidade de ampliação e está com a capacidade esgotada. Recebe diariamente 6 mil toneladas de resíduos.
Fonte: Estadão online

  
  

Publicado por em