Brasil comemora Dia da Ave, oficializando o sabiá, como novo símbolo nacional

Desde 1968 o Brasil comemora no dia 5 de outubro o Dia da Ave. Mas, neste outubro de 2003 o Brasil deve fazer uma comemoração especial e de grande significado para as crianças. Este ano o Sabiá laranjeira (Turdus rufiventris) encabeçará as comemorações

  
  

Desde 1968 o Brasil comemora no dia 5 de outubro o Dia da Ave. Mas, neste outubro de 2003 o Brasil deve fazer uma comemoração especial e de grande significado para as crianças.

Este ano o Sabiá laranjeira (Turdus rufiventris) encabeçará as comemorações oficiais pois, pelo decreto presidencial de 3 de outubro de 2002, o Sabiá é a Ave Nacional do Brasil, explica o ornitólogo Johan Dalgas Frisch, presidente da ONG Associação de Preservação da Vida Selvagem.

Minha terra tem palmeiras, tem 1.677 espécies de aves e tem o Sabiá como Ave Nacional. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, atendendo exposição de motivos dos ex-ministros Euclides Scalco, Secretário Geral da Presidência da República, do ministro Paulo Renato, da Educação, e do ministro José Carlos Carvalho, do Meio Ambiente, assinou dia 03 de outubro, decreto fazendo do Sabiá (Turdus rufiventris) o mais novo símbolo nacional oficial, representando a fauna ornitológica brasileira.

O decreto que regulou o assunto foi publicado no Diário Oficial da União no dia 04 de outubro (seção 1, página 35) revogando o decreto 63.234, de 12 de setembro de 1968: manteve as comemorações do Dia Nacional da Ave, com cunho eminentemente educativo, no dia 5 de outubro e escolheu o Sabiá (Turdus rufiventris) como centro destas festividades.

Ave do povo:

O Sabiá (Turdus rufiventris) foi a espécie escolhida pela popularidade que exerce na cultura e no folclore brasileiros. A sugestão inicial partiu da Associação de Preservação da Vida Selvagem, presidida por Johan Dalgas Frisch, e que tem como diretores os jornalistas Rogério Marinho e Ciro Porto.

Em 1987, no governo José Sarney, o Sabiá passou perto de se tornar a Ave Nacional. Um erro de redação no decreto, assinado pelo então ministro da educação, Jorge Bornhausen, acabou atrapalhando: o nome científico da ave - Turdus rufiventris - não foi citado.

Aves Nacionais de outros países

Na mitologia grega as aves tiveram importância extraordinária e os povos antigos tinham aves que eram literalmente adoradas. As aves típicas de cada região do mundo se identificam com as populações, com seus costumes e suas crenças. Elas acabam fazendo parte da cultura e das crenças de muitos países.

Cada nação, entre seus símbolos nacionais - como o Hino e a Bandeira - têm também uma ave típica para representá-la. Uma espécie de ave, que pela beleza e pela característica da região, se entranha no espírito de sua gente. Assim, por exemplo, a Andorinha (Hurunda rústica) é a ave nacional da Áustria, pois essa andorinha é a expressão da liberdade de seus poetas e músicos.

A Cotovia (Alauda arvensis) que canta lidamente em pleno mergulho, é a ave nacional da Dinamarca. O Uruguai tem no Federal (Amblyramphus holosericeus) sua ave nacional, pois é uma ave que a cabeça vermelha como um soldado em alerta na guarda de suas terras. A ave nacional da Argentina é o nosso João-de-Barro, lá conhecido como Hornero (Furnarius rufus) pois sabe se proteger do vento minuano e de inverno rigoroso construindo seu ninho de barro. A ave nacional da Alemanha é a Cegonha (Ciconia ciconia) e da Grã-Bretanha é o Robyn (Erithacus rubecula) que inspirou com seu canto Shakespeare em Romeu e Julieta. Assim, cada país tem, desde há muito, sua ave nacional, fato que o Brasil só conseguiu agora em outubro de 2002.

Segundo Jacques Viellard, professor da Unicamp e membro da Academia Brasileira de Ciências, a escolha do Sabiá como Ave Nacional foi a melhor. O Sabiá é muito popular e bem conhecido por seu canto maravilhoso. Este canto bem variado ilustra a alma brasileira: alegre ou cheia de saudade.

Já o escritor baiano Jorge Amado, quando vivo, em telegrama enviado a Johan Dalgas Frisch, em setembro de 1989, foi categórico: `Desejo manifestar meu integral apoio à campanha para que o Sabiá seja definitivamente consagrado como Ave Oficial do Brasil`.

Argumentos para uma aula

A bióloga Mônica Koch, ex-Cemave e atual coordenadora de projeto da Renctas, foi mais profunda: `Concordo com a escolha do Sabiá-laranjeira como Ave Nacional do Brasil.Gostaria de destacar um fato: o Sabiá é uma ave que está por toda parte. Está nas matas, nos parques, nos quintais, terreiros e até dentro das cidades, onde exista um mínimo de arborização.

Assim, a espécie tem uma ampla distribuição geográfica e, por isso mesmo, é fácil buscar o engajamento das pessoas, especialmente das crianças, na luta pela preservação ambiental. Todo mundo já viu e conhece o canto do Sabiá. Se entrarmos numa sala de aula e perguntarmos para a criançada: quem conhece uma música ou uma poesia com o nome de Sabiá? Não há quem não levante a mão. O Sabiá pode dar mil argumentos para uma bela aula de educação ambiental.Pela forte presença na literatura e no cancioneiro popular brasileiro, o Sabiá é uma ave que está sempre na cabeça das pessoas de Norte a Sul do Brasil.

Por isso, independentemente de raça ou de poder aquisitivo de quem defende seu status de ave símbolo, o Sabiá bem que pode ser utilizado como bandeira para a sensibilização das pessoas, conscientizando cada uma do seu papel para maior e melhor conservação do meio ambiente`.

E por que o Sabiá, agora um símbolo, pode representar bem as aves neste doce ensinar a nós seres racionais, como melhor conservar e proteger o meio ambiente? Simples, explica Dalgas Frisch: `Porque as aves são úteis no dia-a-dia, podem controlar pragas no campo, disseminam sementes e plantas, têm cantos fascinantes, embelezam e alegram a vida dos deuses e dos homens. Mais: admirar e estudar as aves para preservá-las e protegê-las significa dar maior valor à natureza. É compreender como um elemento tão frágil pode ser um elo tão forte e tão essencial na complexa rede da vida`.

Qualidades do Sabiá

O ornitólogo Dalgas Frisch explica que o Sabiá é verdadeiramente um companheiro dos brasileiros que vivem no campo ou na cidade. `O Sabiá tem qualidades impares. Não existem dois sabiás que cantem da mesma maneira. Alem disso é o som mais audível ao ouvido humano. Na primavera é o primeiro canto que se ouve, antes mesmo do clarear do dia`, diz o ornitólogo.

Apaixonado com o canto da Ave Nacional brasileira, Frisch costuma afirmar que para ele: `os sons maravilhosos do Sabiá desabrocham nos jovens corações veios poéticos, tão puros e belos como se um cego abrisse seus olhos ao ver a luz e as cores das flores na terra`.

Conta Dalgas Frisch que uma lenda indígena diz, que no início da primavera uma criança que ouvir um Sabiá na madrugada, será abençoada com muita paz, amor e felicidade.

A Associação de Preservação da Vida Selvagem sempre faz uma solenidade para comemorar o Dia da Ave, mas este ano a APVS não tomou a iniciativa, deixando para as autoridades federais, estaduais e municipais esse compromisso.

Dalgas pede que todos os brasileiros que amam seus filhos e netos, que plantem em seus jardins pelo menos uma pequena muda de amoreira, pitangueira ou jabuticabeira , pois certamente um casal de sabiás e de outras aves como o Bem-te-vi, João-de-barro, rolinhas, todas irão visitar seus lares trazendo amor e harmonia à família.

Fonte: Ambiente Global Comunicação Ambiental

  
  

Publicado por em

Jonas L. Albuquerque

Jonas L. Albuquerque

13/04/2009 13:45:10
Gostaria de maiores informaçoes sobre a ongde conservaçao de animais silvestres de DALGAS. Sou apaixonado por aves desde pequeno e fã do trabalho de dalgas. Sou biologo e gostaria de obter maiores informaçoes sobre esta distinta ong. Um abraço

Equipe EcoViagem

Equipe EcoViagem

Olá Jonas, O Portal EcoViagem é um veículo de comunicação ao qual não tem vínculo com as empresas anunciantes. Para obter as informações necessárias, contate diretamente a empresa anunciante. Agradecemos seu contato. Portal EcoViagem
Isabelle de almeida madureira...

Isabelle de almeida madureira...

28/10/2008 16:38:31
oiiiiiiiii eu achei otimo mesmo que dia a data e
todas as crianças possa ter curiosidade de poder saber disso ne??? minha filha gosta tanto tanto taaaannnnntoooo mesmo
rsrsrsrs
de pesquisar bastante de ler escrever eeeeeee de aprender e etc....
e eu queria parabenisar vcs que soubem fazer essa escritura
tão otima
vcs estao de parabens
rsrsrsrsrsrsrsrs.....
vcs sao tudo de bom beijocassssssss..................
vcs sao otimossssssssss
maramara
viu siguinifica
maravilhosooooooooo
beijao
fica todo mubdo com deussssssssssssssssssssssss

Zulmiro Poleza

Zulmiro Poleza

22/09/2008 15:30:01
O Sabiá foi a espécie escolhida pela sua popularidade AVE DO POVO. O Sabiá é uma ave conhecida nos quatro cantos desse imenso país, por todas as classes sociais. Seu canto é inequívoco. Parabéns ás autoridades; Presidente da República Fernando Henrique Cardoso e ao Ministro da Educação Paulo Renato Souza que brilhantemente tiveram atitude patriótica como em tantos momentos de nossa História, em praticar mais um ato nobre em homenagear os brasileiros amantes de nossa Pátria. O Sabiá possui um canto bem variado que enche nossa alma e nos faz rememorar o quanto é glorioso ser brasileiro.

Zulmiro Poleza

Zulmiro Poleza

22/09/2008 14:24:30
O Sabiá é uma ave popularmente conhecida em todo país, port todas as classes sociais. Seu canto é inconfundível. Parabéns ás autoridades que tiveram inteligente iniciativa em homenagear nossa pátria. Sabiá produz um canto bem variado que enche nossa alma e nos faz rememorar o quanto é glorioso ser brasileiro.

Stefany(tety p/ os amigos)

Stefany(tety p/ os amigos)

05/09/2008 19:11:21
eu acho bem legal colocar essa ave como mascote, mas acho principalmente q deveria ser as matas o nosso simbolo e ñ o sabia pq esse é o nosso melhor!!!! concerteza ñ colocaram as matas pq turistas iriam vir e se decepicionar pelas matas serem nosso simbolo e o BRASIL ñ ter CAPACIDADE o suficiente p/ ADMINISTRAR um pais tão lindo chamado BRAZIL!!!