Brasil ganhou 2,8 milhões de hectares em áreas protegidas desde 2003

O Brasil ganhou 2,8 milhões de hectares em áreas de preservação desde 2003, superfície semelhante a do estado de Alagoas. Em quase dois anos de governo, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Ibama criaram um parque nacional, com 57 mil hectares, cinco r

  
  

O Brasil ganhou 2,8 milhões de hectares em áreas de preservação desde 2003, superfície semelhante a do estado de Alagoas. Em quase dois anos de governo, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Ibama criaram um parque nacional, com 57 mil hectares, cinco reservas extrativistas, somando 2,5 milhões de hectares, duas florestas nacionais, somando 230 hectares, e uma reserva biológica, com 51 mil hectares.

Além disso, foram ampliados os perímetros dos parques nacionais Grande Sertão Veredas (MG/BA) e da Floresta da Tijuca (RJ) e da Estação Ecológica do Taim (RS).

Segundo o MMA, a criação e consolidação dessas áreas protegidas contribui para a preservação de importantes ecossistemas e biomas, além de assegurar a qualidade de vida e recursos estratégicos para a população e para a economia, da Amazônia à Caatinga, passando pela Mata Atlântica e pelo Cerrado.

Outros destaques na área da conservação ambiental são a continuidade e ampliação do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa), que em 2004 recebeu doação de 17 milhões de euros do KfW (Banco Alemão) para consolidação de unidades de conservação na Amazônia, e criação dos mapas dos Biomas Brasileiros, de Áreas Prioritárias para Conservação, Utilização Sustentável e Repartição dos Benefícios da Biodiversidade e do Atlas dos Recifes de Coral nas Unidades de Conservação.

O mapa dos biomas foi elaborado pelo IBGE em parceria com o MMA e divulga informações sobre a Mata Atlântica, os Campos Sulinos, o Cerrado, a Caatinga, a Amazônia, o Pantanal e Zona Costeira e Marinha, além de orientar pesquisas e políticas públicas.

O Mapa de Áreas Prioritárias foi lançado com um Decreto Presidencial e traz 900 locais de interesse ecológico selecionadas por cientistas e técnicos de governos, de instituições de ensino e pesquisa, de ong`s e da sociedade civil. E o Atlas dos Recifes de Coral traz informações e mapas sobre as características dos recifes em nove unidades de conservação na costa do país.

Fonte: MMA

  
  

Publicado por em